Agora sem ‘Foro’, Lúcio Vieira cai nas mãos de Moro


Não deu. Mesmo gastando altas somas na campanha eleitoral, Lúcio Vieira Lima (MDB), irmão do político preso por  corrupção, Geddel Vieira Lima,não conseguiu se reeleger. Lúcio perdeu o chamado foro privilegiado e agora estará nas mãos de Sérgio Moro.

Sem foro, é Moro’
A expressão se tornou um ditado corrente entre políticos em Brasília quando a Lava Jato estava em seu auge, de 2014 a 2017. Na verdade, nem todos os casos de ex-deputados, ex-senadores e ex-governadores derrotados nas urnas irão necessariamente para a mesa do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal, em Curitiba: o deslocamento só ocorrerá nos casos em que a Justiça entender que exista uma relação clara com os desvios praticados na Petrobras.

Em geral, as ações penais em Curitiba avançam num ritmo muito mais rápido que aquelas em andamento no STF, em Brasília.

Segundo levantamento do jornal Folha de São Paulo, Lúcio faz parte de um grupo de sete parlamentares investigados na Operação Lava Jato que não conseguiram a reeleição. Na primeira instância, o juiz Sérgio Moro é responsável pelos processos da Lava Jato.

Vale lembrar que o irmão de Lúcio, Geddel Vieira Lima, está preso em Brasília, na Penitenciária da Papuda, após a descoberta de R$ 51 milhões em um bunker seu em Salvador.

Conheça a lista de políticos envolvidos na Lava Jato e derrotados nas urnas

Alfredo Nascimento (PR-AM)

Aníbal Gomes (MDB-CE)

Benedito de Lira (PP-AL)

Beto Richa (PSDB-PR)

Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)

Delcídio do Amaral (PTC-MS)

Dilma Rousseff (PT-MG)

Edisson Lobão (MDB-MA)

Eunício Oliveira (MDB-CE)

Fernando Pimentel (PT-MG)

Garibaldi Filho (MDB-RN)

Geraldo Alckmin (PSDB-SP)

Heráclito Fortes (DEM-PI)

Jorge Viana (PT-AC)

José Agripino Maia (DEM-RN)

José Carlos Aleluia (DEM-BA)

José Mentor (PT-SP)

José Otávio Germano (PP-RS)

Lindbergh Farias (PT-RJ)

Lúcio Vieira Lima (MDB-BA)

Luiz Sérgio (PT-RJ)

Marco Maia (PT-RS)

Marconi Perillo (PSDB-GO)

Milton Monti (PR-SP)

Missionário José Olímpio (DEM-SP)

Raimundo Colombo (PSD-SC)

Robinson Faria (PSD-RN)

Romero Jucá (MDB-RR)

Sandes Junior (PP-GO)

Valdir Raupp (MDB-RO)

Yeda Crusius (PSDB-RS)

Com informações da BBC Brasil