Cadastro Único e Bolsa Família: beneficiários devem atualizar cadastro a cada 02 anos


Vitória da Conquista conta com 43.425 famílias cadastradas no Cadastro Único, deste total uma média de 21.000 mil famílias são beneficiárias do Programa Bolsa Família. Essas famílias, que recebem o Bolsa Família, equivalem, aproximadamente, a 16,5% da população total do município, e inclui 6.490 famílias que, sem o programa, estariam em condição de extrema pobreza.

A cada início de ano o Ministério da Cidadania envia para as gestões municipais instruções operacionais e relações das famílias para atualização cadastral e algumas destas famílias tem os benefícios bloqueados ou cancelados. No município, em 2018, foram cancelados o benefício de 238 família e apenas 40 bloqueados.

“É importante destacar que, para o Ministério cancelar ou bloquear o benefício, três coisas podem ter acontecido: a falta de atualização cadastral, que deve acontecer a cada dois anos; a auditoria do Ministério constar aumento da renda familiar, ou a renda per capita acima do estabelecido pelo Bolsa Família”, comentou a coordenadora de Renda e Cidadania e gestora do Bolsa Família, Luiza Ariana Ferraz.

Outros motivos apontados pela coordenadora são: a retirada e ausência de saque (o beneficiário não foi sacar o beneficio por mais de três meses), idade acima do permitido (jovem com 18 anos), exclusão do cadastro, geração indevida (foi gerada uma folha de pagamento com beneficiários fora do perfil do PBF), e mudança de domicilio.

Para ampliar o acesso da população que necessita do benefício, o Governo Municipal implantou em 2017 o Bolsa Família Móvel, que segundo Ariana facilitou o acesso da população aos benefícios do Cadastro Único. “Com o Bolsa Família Móvel temos visitado todos os distritos, povoados e bairros que são distantes de nossa sede, o que tem facilitado o acesso ao programa e evitado o cancelamento de benefícios por falta de atualização, dando oportunidade para os que mais precisam”, ressaltou Ariana.

Além do Bolsa Família, o Cadastro Único dá acesso a outros benefícios como: BPC – Benéficio de Prestação Continuada, TSEE – Tarifa Social de Energia Elétrica (para famílias com renda per capita de até ½ salário), ID jovem, Conversor Digital, Habitação Popular. Quem recebe algum destes benefícios precisa manter seu cadastro sempre atualizado, caso contrário poderá ter o benefício bloqueado, cancelado ou até mesmo excluído.

Os beneficiários que tiverem mais de dois anos sem atualização do cadastro devem procurar a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, na Avenida Juracy Magalhães, n° 182, bairro Jurema. O telefone para contato é (77) 3429-9437.