[CONQUISTA]: Empresa invade canteiro de obras de creche e confisca materiais; Veja o vídeo


Um vídeo que começou a circular em grupos de Whatsapp nesta quinta-feira (13), mostra um caminhão baú e 02 homens recolhendo material de construção da “Creche Infantil Tipo C” do Bairro Panorama. No vídeo, uma mulher afirma que a empresa está confiscando o material por falta de pagamento, na ordem de 30 mil reais. “Tem 1 ano e 2 meses que eu entreguei e não me pagaram”, diz um dos homens, que se identifica como sendo da empresa fornecedora de materiais para a Construtora BOM JARDIM, vencedora do Processo Licitatório para construção da creche. O repasse ao fornecedor das estruturas deixou de ser feito pela Construtora BOM JARDIM, e não pela prefeitura, como afirma equivocadamente a senhora no vídeo.

Por meio de nota à imprensa, a Prefeitura de Conquista disse que o contrato com a Construtora BOM JARDIM está sob “SUSPENSÃO CAUTELAR” e que por isso não mais existe “qualquer vínculo contratual com a referida empresa”. Informou também que não existe “qualquer pagamento pendente de serviços realizados durante a vigência do contrato” e mesmo que devesse algum valor, o recurso não poderia ser repassado, pois a construtora “encontra-se sob mandado de bloqueio e penhora pela Justiça do Trabalho”.  A suspensão da relação contratual, segundo o governo, seria por conta “dos atrasos e dos graves descumprimentos contratuais por parte da empresa”, que sofre um Processo Administrativo Disciplinar.

VEJA O VÍDEO – A INFORMAÇÃO DIVULGADA NO ÁUDIO DE QUE O DÉBITO É DA PREFEITURA, NÃO PROCEDE

A Prefeitura informou que as obras prosseguirão após “novo processo licitatório, para que outra empresa assuma a sua finalização” e classificou o confisco dos materiais como ato de “vandalismo”, afirmando que “adotará as medidas legais cabíveis para apurar os responsáveis por retirar materiais de construção do canteiro de obras sem autorização”. Disse ainda que  “somente servidores do Município de Vitória da Conquista, por meio de autorização prévia da Secretaria Municipal de Educação, podem ter acesso ao canteiro, sendo vedada a qualquer pessoa ou empresa”.

CONSTRUTORA TEM CONTRATOS COM A SECRETARIA DE SAÚDE DESDE 2015 

De acordo com o informações publicadas do Diário Oficial de 29 de agosto deste ano, a CONSTRUTORA & SERVIÇOS BOM JARDIM LTDA – ME é suspeita de fraudes como a “constatação de vícios e irregularidades técnicas na prestação dos serviços, bem como devido ao fato de haver indícios de fraude quanto à apresentação pela referida empresa de Certidões Negativas de Débitos relativos aos Tributos Federais e à Dívida Ativa da União, consoante informações contidas no Ofício n.º 254/2018, oriundo da Secretaria Municipal de Saúde e documentos anexos”. O processo deve ser concluído em janeiro de 2019. (mais…)

[ELEIÇÕES 2018]: Gestão “desastrosa” de Herzem pode prejudicar Alckmin em Conquista, dizem interlocutores de ACM Neto


Uma matéria no site da Revista Veja pode render uma “saia justa” entre  ACM Neto e o prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão. A matéria “ACM Neto livra candidatos aliados de fazer campanha por Alckmin”, do jornalista Rodrigo Daniel Silva, tem como tema principal as dificuldades que o candidato do PSDB Geraldo Alckmin enfrentará na Bahia. De acordo relatos de aliados de ACM Neto a VEJA, “candidatos a deputado federal ou estadual — ou da própria chapa majoritária, exceto Jutahy Magalhães, que disputa o Senado — temem perder votos com a exposição associada ao tucano”

A menção de Conquista no texto, foi em função de ser uma das poucas cidades da Bahia em que o PSDB de Alckmin foi vitorioso, feito que pode não mais se repetir, justamente pelo pífio desempenho do governo de oposição ao PT. “Até em cidades baianas que garantiram vitorias tucanas nas últimas eleições, há um receio de fracasso neste pleito. É o caso de Vitória da Conquista, onde José Serra e Aécio Neves venceram em 2010 e 2014, respectivamente. A gestão ´desastrosa´ do prefeito da cidade, Hérzem Gusmão (MDB), pode prejudicar Alckmin, segundo interlocutores do prefeito da capital baiana”, disse o jornalista da Veja.

Na última visita à Vitória da Conquista para lançar a empresária Sheila Lemos como deputada federal e apoiar o candidato a governador Zé Ronaldo (DEM), ACM foi frio quando questionado sobre sua atual relação com o prefeito de Conquista:“cordial”, respondeu. “Herzem tem um candidato a governador, que é do PMDB, João Santana do partido dele, a gente tem que respeitar isso, e o nosso candidato é outro, Zé Ronaldo”, respondeu.

 

 

Conquista sedia o 8º CONFIT, maior evento fitness da Bahia


Unir bem-estar, esporte, qualidade de vida e conhecimentos na área de saúde. Estes são alguns dos objetivos do 8º CONFIT – Convenção realizada em Vitória da Conquista-BA. O evento, que é o maior da Bahia nesse segmento, está em sua 8º edição e acontece de 28 a 30 de setembro.

Aberto a todo o público, o evento traz durante três dias vários profissionais renomados da área de saúde, como profissionais de educação física, nutricionistas, fisioterapeutas, personal trainers, administradores além de personalidades do mundo fitness que se destacam no cenário brasileiro. (mais…)

[CONQUISTA]: Ativista denuncia morte de gatos por envenenamento


A ativista em prol da causa animal, Elaine Brazil, denunciou ao Blog do Caique Santos envenenamento de gatos nas imediações do Hospital de Base em Vitória da Conquista. Segundo Elaine, pedaços de carnes com veneno, estariam sendo colocados nos locais onde os felinos mais aparecem.

“Estão matando gatos envenenados no fundo Hospital de Base. Estão colocando armadilhas para pegar os gatos, algumas pessoas relatam que eles matam os animais e jogam no lixo. Não sabemos quem são autores, possivelmente gente que trabalha lá pode estar fazendo essa ação. Tem pessoas que trabalham no hospital e alimenta os gatos e vem notando o sumiço”, disse Elaine. (mais…)

SIMMP promove “Feijoada da Solidariedade” em apoio aos professores que tiveram seus salários cortados


No próximo sábado (15/09), o SIMMP – Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquisa –  realiza a “Feijoada da Solidariedade” em benefício aos professores e monitores da rede municipal que tiveram seus salários cortados pelo prefeito e passam por sérias dificuldades financeiras. Mesmo aceitando repor os dias parados em greve, o prefeito Herzem Gusmão determinou que fossem descontados os 24 dias de paralisação dos professores e monitores do município.

O evento terá música ao vivo e acontece no Colégio Zênite, na Olívia Flores. Os bilhetes no valor de R$ 10,00 poderão ser comprados na sede do SIMMP, na avenida Presidente Vargas, 335 – Alto Marom, com comissionados ou durante o evento, que começa a partir das 11:00 horas.

 

[CONQUISTA]: Uesb promove ´Mutirão de Castração’


Nos dias 23 a 25 de setembro acontece em Conquista o 1º Mutirão de Castração, voltada para cães e gatos,  uma parceria da Uesb e o médico veterinário Rodrigo Mendes Carvalho. O serviço não é gratuito, será cobrada uma taxa para cobertura de custos e é voltado para cães e gatos. Os interessados devem entrar em contato pelos números (77) 99184-4937 ou (77) 99186-8455 para fazer o cadastro e esclarecer dúvidas.

A campanha tem apoio do projeto de extensão “Ações educativas sobre o cuidado com animais domésticos e de rua para promoção da saúde única”, coordenado pela professora Gabriele Marisco, do Departamento de Ciências Naturais (DCN) da Universidade, a ação será realizada na Rua P, nº 20, loteamento Jardim Guanabara, bairro Felícia, em Vitória da Conquista. (mais…)

[CULTURA]: Espetáculo “R$ 1,99” retorna à Conquista


Um palco, um ator, uma paixão. Com esses três ingredientes, o ator Ricardo Castro apresenta seu espetáculo R$ 1,99,  no Centro de Cultura, dias 27, 28, 29 e 30 de Setembro, sempre às 20h. A produção local é de Adão Albuquerque. Escrito,dirigido, produzido e interpretado pelo próprio, a comédia traz à tona a discussão sobre o valor da arte e a situação financeira do país.

Durante a maior parte do espetáculo, Ricardo coordena, como um maestro, as reações do publico. Faz rir e faz pensar. Leva-nos a avaliar nossos comportamentos e conceitos, para depois amenizar, com seu texto inteligente e leve. Em seguida, volta a lembrar o papel da arte, a função do teatro que entretêm, instiga e mantem acordada nossa consciência. (mais…)

[CONQUISTA]: ONG promove atividades esportivas ao ar livre na Olívia Flores


Na manhã deste último domingo (09) a ONG conquistense LUTAR E VIVER mobilizou toda a comunidade de Vitória da Conquista para uma manhã diferente na tradicional na avenida Olivia Flores, mais conhecida como a “Orla Conquistense”. Os frequentadores da Olívia puderam presenciar e até participar de atividades esportivas diferentes, como aulas de Muay Thai e Jiu Jitsu. A criançada também se divertiu muito com o “pula-pula” enquanto seus pais angariavam conhecimentos esportivos das artes marciais,

A Instituição “ LUTAR E VIVER ” é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica e de caráter assistencial, social e cultural. A sede é em Vitória da Conquista, na Rua Eduardo Daltro Nº 775 A, bairro Alto Maron. Lá são aplicadas diariamente aulas de Jiu Jitsu, Muay Thai e boxe para crianças, adolescentes, jovens, adultos e o pessoal da melhor idade, sem distinção de sexo, ideologia religiosa e classe social.

Quer saber como pode ajudar esse projeto a crescer ainda mais? Entre em contato através do e-mail [email protected].com ou telefone 77 991501796

VEJA AS FOTOS:

Prefeitura afirma que “desativação de algumas escolas na zona rural não se deu de maneira arbitrária”


Prefeitura contesta vídeo gravados por moradores.

Por meio de nota à nossa redação, a Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista se defendeu da denúncia feita por moradores da Fazenda Retiro de que os mesmos foram induzidos a assinar uma petição para melhorar o transporte escolar, quando na verdade seria uma autorização para o fechamento da escola.

“A Secretaria de Educação fez a reunião com os pais dos alunos da Escola na Fazenda Retiro, Distrito do Pradoso, e a mesma está registrada em Ata. O assunto tratado foi a transferência dos alunos para a sede, onde seriam enturmados em suas respectivas séries. Foi exposta na reunião a preocupação da secretaria com a parte pedagógica e aprendizagem dos alunos. Para que não houvesse alguma dúvida pendente, a Ata foi lida e todos os presentes entenderam a situação”, diz a nota.

Ainda sobre o fechamento da escola, a nota diz que “a desativação (…) não se deu de maneira arbitrária. Ocorreu por meio de planejamento e estudos prévios de realocação dos alunos entre as unidades sedes dos distritos, com o cuidado necessário para que não houvesse qualquer tipo de prejuízo à qualidade do ensino prestado”, afirmou a PMVC. (mais…)

[VÍDEO]: Desfile de 7 de Setembro é marcado por protestos dos professores em Conquista


Herzem tenta ignorar protesto, mas olhar demonstra incômodo

O tradicional desfile de 7 de Setembro, data da Independência do Brasil, foi marcado pelo fervoroso protesto dos professores municipais. Logo cedo, os funcionários públicos se posicionaram em frente à tribuna de honra, reservada ao prefeito Herzem Gusmão, sua vice, Irma Lemos e demais autoridades convidadas pelo chefe do Executivo.

Munidos de cartazes e até de uma gigantesca mala preta escrita “Fundeb”, os professores gritavam, “devolva meu salário, devolva meu salário”. O pedido inusitado tem a ver com o desconto de 50% na folha de pagamento dos funcionários públicos pelos 24 dias em que estiveram em greve.  A decisão pegou os educadores de surpresa, uma vez que a Juíza Simone Soares de Oliveira Chaves, em decisão interlocutória, não havia considerado a greve ilegal e o Sindicato do Magistério Público Municipal – SIMMP, já tinha aceitado repor os dias parados. “Pereira cortou o salário dos profissionais da educação, apesar da greve ter sido considerada legal, apesar da disposição da categoria em repor as aulas. Ele atropela de forma truculenta qualquer bom senso, é cruel, covarde e ilegal”, revoltou-se a presidente do SIMMP, Ana Cristina.

 

FUNDEB – PREFEITURA RECEBE QUASE 100 MILHÕES POR ANO

Prefeitura de Conquista recebe quase 100 milhões para gastar apenas com educação

Um outro tema do protesto dos professores é a o pedido de mais transparência na utilização dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb. Este dinheiro é um fundo especial, de natureza contábil e de âmbito estadual, formado, na quase totalidade, por recursos provenientes dos impostos e transferências dos estados, Distrito Federal e municípios, vinculados à educação por força do disposto no art. 212 da Constituição Federal. Além desses recursos, ainda compõe o Fundeb, a título de complementação, uma parcela de recursos federais, sempre que, no âmbito de cada Estado, seu valor por aluno não alcançar o mínimo definido nacionalmente. Independentemente da origem, todo o recurso gerado é redistribuído para aplicação exclusiva na educação básica.

A verba do Fundeb varia mês a mês, justamente por se tratar da retirada de arrecadação de impostos específicos e que são variáveis ao longo do ano. Até o início de Setembro, já foi repassado esses valores para o município de Vitória da Conquista. As datas dos repasses são dias: 10; 20 e 30 de cada mês. Ou seja, no mês atual, o executivo recebeu apenas uma parcela, restando ainda duas a serem recebidas.

Por isso que a Secretária de Educação tem o segundo maior orçamento da prefeitura, ficando atrás apenas da saúde.A função do prefeito é gerenciar o fundo. “Não é possível destiná-lo como bem o aprouver. É verba carimbada e tem destino certo. É preciso muita fiscalização para que não haja desvio da verba. Vale ressaltar ainda que o FUNDEB não a única verba que compõe o financiamento da educação.O financiamento da educação conta ainda com a contra partida municipal de no mínimo 25 por cento de arrecadação de impostos municipais. Tem ainda o salário educação”, explica Ana Cristina, presidente do SIMMP.

Só no ano de 2018, a previsão é que a prefeitura receba quase 100 milhões de reais.

PROFESSORES PEDEM DOAÇÕES

O SIMMP, sindicato que representa todos dos professores e monitores de creches da rede municipal de Conquista, abriu contas no Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal para angariar doações aos professores. “Já temos a ADUSB (Associação dos Docentes da Uesb) e o Sindicato dos Bancários que vão doar uma quantia em depósito e outros sindicatos também vão doar”, disse a presidente do Sindicato e professora, Ana Cristina. Os professores colocaram caixas nos supermercados da cidade, pedindo alimentos para os professores e monitores que tiveram os seus salários subtraídos pela Prefeitura.

PREFEITO FECHA ESCOLAS NA ZONA RURAL

Logo em seu primeiro mandato, o prefeito e radialista Herzem Gusmão, também se indispôs com os moradores da zona rural. Sem consultar a comunidade nem entidades que representam a educação, decretou o fechamento de 8 escolas. O caso se tornou mais grave, quando um grupo de moradores da Fazenda Retiro, Distrito de Pradoso, na zona rural de Vitória da Conquista, gravou  um vídeo, protestando contra o fechamento da única escola que atendia às crianças da localidade.

No vídeo, pais de alunos denunciam que foram induzidos a assinar uma petição para melhorar o transporte escolar, quando na verdade seria uma autorização para o fechamento da escola. “A escola foi fechada ilegalmente. Ninguém sabia o que estava acontecendo. Eles vieram aqui com uma lista, para todo mundo aqui assinar, as mães, o pessoal, assinou, sem saber que era para fechar a escola, enganaram todo mundo aqui”, relata uma moradora que se identifica como Daniela.

ENTIDADES LIGADAS À EDUCAÇÃO EMITIRAM NOTA DE REPÚDIO AO PREFEITO DE CONQUISTA

Não foram apenas os professores e pais de alunos que rechaçaram a atitude da prefeitura.  Após o decreto do prefeito Herzem Gusmão que fechou 8 escolas na zona rural,  diversos Grupos e Foruns que representam os educadores da Bahia emitiram uma Moção de Repúdio contra o ato. De acordo com a nota, o prefeito cometeu “um crime que viola a Lei 12.960/2014” pois não houve manifestação do órgão normativo do respectivo sistema de ensino para considerar a justificativa apresentada pela Secretaria de Educação e então analisar o diagnóstico do impacto da ação..

A Moção ainda diz que era preciso o parecer do Conselho Municipal de Educação, que deveria analisar a legislação e as diretrizes educacionais pátrias, estadual e local, além de criar assembleia específica para discutir o tema nas comunidades envolvidas.

A prefeitura alegou que o fechamento se deu pela pequena quantidade de alunos e para conter gastos.

VEJA FOTOS DO PROTESTO