Escândalo dos R$ 51 milhões em mala de irmão de Geddel será arquivado


Processo dos R$ 51 milhões encontrados em uma mala, dentro de um apartamento e atribuída ao irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) será arquivado, pelo menos no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, afirmou a revista Veja.

De acordo com a coluna Radar, da revista Veja, o caso será arquivado com o fim dessa legislatura. O processo ficou parado durante todo o ano de 2018 e das 25 testemunhas, apenas duas foram ouvidas.

O presidente do colegiado é o conterrâneo Elmar Nascimento (DEM-BA).