Governo da Bahia nega greve da PM; “Movimento político’, diz Comandante


A Polícia Militar da Bahia e o governo do Estado não reconhecem suposta greve de policiais anunciada pela Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), em assembleia na tarde desta terça-feira (8) e divulgada nas redes sociais pelo deputado estadual Soldado Prisco (PSDB).

O Comandante Geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão, afirma que trata-se de um movimento político sem a adesão da PM e com intenção de criar clima de insegurança.

Policias cantam “A PM parou”, assista:

Em nota o governo disse que “a Polícia Militar da Bahia garante o policiamento ostensivo em todo o estado e tranquiliza a população, que deve manter sua rotina normalmente. Reforça que o responsável pelas operações nas ruas  é o Quartel do Comando Geral, que está pronto para atender a todas as demandas da sociedade.  Adianta ainda que, os policiais que não atenderem suas escalas responderão conforme Legislação Militar”.

Ouça o comunicado de Prisco decretando a greve agora a tarde: