[CONQUISTA]: Idoso que morreu por insuficiência respiratória testa negativo para Covid-19


NOTÍCIA ATUALIZADA ÀS 17H07

A direção do Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC) informou às 16h37 que o paciente idoso, da Barra do Choça, que morreu ontem (28) devido à evolução de um quadro de insuficiência respiratória, testou negativo para Coronavírus.

O paciente tinha diabetes, além de outros problemas crônicos e foi colocado em um leito de isolamento por medida de precaução. Devido ao seu histórico de doenças crônicas, os médicos estravam céticos sobre a relação da morte do idoso com o Coronavírus.

Segundo uma fonte, o idoso teria tido contato com uma pessoa vinda de São Paulo, porém a pessoa não apresentava sintomas da Covid-19.

ESTUDANTE DE JORNALISMO DENUNCIA FALTA DE TESTES EM CASOS SUSPEITOS 

No Twitter, o fotógrafo e estudante de Jornalismo em Conquista, Gabriel Vasconcelos, denunciou que pacientes com os sintomos da Covid-19 estão procurando os hospitais e não está sendo realizado os testes.

 

 

Entenda como funciona as notificações em Vitória da Conquista, segundo informações da SECOM:

Identificação e monitoramento – O fluxo de atendimento de um caso suspeito está sendo feito, primeiramente, com acolhimento do paciente sintomático que apresenta síndrome gripal, podendo ser classificada como leve, moderada ou grave.

“Sendo uma pessoa com suspeita de Covid-19 que apresenta quadro leve de sintomas e não está entre os grupos prioritários para indicação de coleta, de acordo com as definições do Estado – que são idosos, pessoas com comorbidades, gestantes e viajantes que retornaram de áreas de transmissão comunitária –, vai ser direcionada para a equipe de monitoramento que vai dar os devidos encaminhamentos e orientações necessárias para o isolamento domiciliar”, explica Amanda Maria Lima, coordenadora da Vigilância Epidemiológica.

Após esse acolhimento inicial, feito por telefone, a equipe do Call Center encaminha os dados do paciente para a equipe de monitoramento que vai realizar o contato, entre 24 e 48 horas, para verificar o quadro de sintomas desse paciente para constatar se houve melhora ou piora de saúde.

A coordenadora ainda esclarece que: “caso o paciente esteja apresentando quadro moderado ou grave de sintomas, ele será acolhido e encaminhado para o serviço de referência mais próximo, hospital ou unidade de saúde”.

Coleta de exames – A Diretoria de Vigilância em Saúde tem cumprido os critérios de coleta de amostras para exame laboratorial definidos pelo Secretaria de Saúde do Estado, de acordo com a Nota Técnica COE nº 08 do dia 21 de março. Os critérios definidos são: pacientes com quadros graves e internados; viajantes que estiveram em áreas de transmissão comunitária sustentada nacional e internacional, mas priorizando pacientes que retornaram de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal; gestantes e profissionais de saúde com sintomas respiratórios suspeitos.

Resultados – Após a equipe do Lacen Municipal realizar a coleta dos pacientes notificados com suspeita de infecção pelo coronavírus, as amostras são enviadas para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) do Governo do Estado, em Salvador. Lá é feita a análise laboratorial das amostras, por meio de biologia molecular, para o diagnóstico para Covid-19. Além disso, também é responsável pelo envio dos kits para testes e pela atualização dos resultados, por meio do sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL).

O que fazer em caso de suspeita? Os canais do Call Center estão abertos à população todos os dias, de 8h às 19h, para esclarecimento de dúvidas, informações e acolhimento de relatos de sinais ou sintomas suspeitos de Covid-19.

Contatos:
Telefones fixos: (77) 3429-7451/7434/7436
Celulares: (77) 98834-9988/9900/9977/9911