Mostra Cinema Conquista tem espaço garantido para o cinema baiano


QUILOMBO RIO DOS MACACOS, de Josias Pires

As produções cinematográficas baianas têm espaço garantido na programação da Mostra Cinema Conquista – Ano 13, que acontecerá de 4 a 9 de novembro, com exibições de filmes no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, Praça CEUS J. Murilo, no bairro Alto Maron, e nos distritos de Bate Pé, Iguá, Inhobim, Pradoso e São Sebastião.

Dos 20 longas-metragens a serem exibidos durante o evento, três deles foram produzidos na Bahia. “O circuito da cidade é muito limitador do que exibe, então grandes filmes ficam de fora. Se a gente imagina que filmes, especialmente do eixo sul, mal são exibidos na cidade, os filmes baianos estão ainda mais à margem desse circuito”, analisa o curador da Mostra, Marcelo Miranda, destacando a importância desse tipo de espaço para os filmes baianos. “A Mostra Cinema Conquista tem uma importância enorme para o cinema produzido na Bahia, que dificilmente estrearia no circuito local, que está ganhando os grandes festivais no Brasil e muitas vezes no mundo”, adiciona Miranda.

Os longas a serem exibidos são “Quilombo Rio dos Macacos”, de Josias Pires; “Dr. Ocride”, de Edson Bastos e Henrique Filho; e “Ilha”, de Ary Rosa e Glenda Nicácio. “Não são só filmes feitos na Bahia, que se restringem à Bahia. Eles pensam o cinema, a linguagem, as temáticas, as estéticas para além do próprio regionalismo. Tentam, através de características muito típicas do cinema baiano, dialogar universalmente por seus afetos, suas escolhas estéticas, por uma série de decisões que fazem com que esses filmes tenham uma importância muito grande”, aponta o responsável pela curadoria.  

Confira as sinopses dos longas baianos que estão na programação do evento:

QUILOMBO RIO DOS MACACOS, de Josias Pires.

Sinopse: Filme documentário de longa-metragem sobre comunidade quilombola e luta pela garantia da propriedade da terra de uso tradicional, reivindicada pela Marinha do Brasil, localizada entre os municípios de Salvador e Simões Filho. Além de denunciar graves violações de direitos humanos – direito de ir e vir e de acesso à água, saúde, educação, moradia e trabalho – o filme registra, inclusive com imagens produzidas no calor da hora pelos próprios quilombolas, conflitos e negociações visando a solução dos problemas; documenta aspectos culturais, simbólicos e características do território, como paisagens e lugares; registra memórias individuais e coletivas, traçando amplo painel de caráter etnográfico.

  1. OCRIDE, de Edson Bastos e Henrique Filho.

Sinopse: O filme aborda a vida política e a obra literária do escritor, advogado e político sulbaiano Euclides José Teixeira Neto. Conhecido como Dr. Ocride pelo povo, Euclides Neto notabilizou-se na luta pela Reforma Agrária. É reconhecido como um dos grandes escritores brasileiros da geração de 30, com 14 obras publicadas, nas quais colocou o trabalhador rural como protagonista das narrativas. Com mais de 40 anos advogando, sempre defendia os trabalhadores rurais. Como prefeito de Ipiaú-BA (1963-1967), desenvolveu práticas socialistas, como a Fazenda do Povo, o primeiro feito bem sucedido da reforma agrária no estado da Bahia, projetando a cidade de Ipiaú a município modelo do Brasil.

ILHA, de Ary Rosa, Glenda Nicácio.

Sinopse: Emerson, um jovem da periferia, quer fazer um filme sobre sua história na Ilha, lugar onde quem   nasce nunca consegue sair. Para isso, ele sequestra Henrique, um premiado cineasta. Juntos, eles reencenam a própria vida, com algumas licenças poéticas. O plano começa e, a partir de então, não há mais limites, afinal, cinema também é jogo.

Mostra Cinema Conquista – Ano 13 tem o apoio cultural da TVE Bahia, TV Sudoeste, Educandário Padre Gilberto, Tia Sônia e Schin. Recebe o apoio institucional da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, através do Curso de Cinema e Audiovisual, Programa Janela Indiscreta e Sistema Uesb de Rádio e TV Educativas; do Instituto de Radiodifusão do Estado da Bahia (IRDEB); da Diretoria Audiovisual do Estado (DIMAS); e do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima. A Mostra Cinema Conquista é uma realização do Instituto Mandacaru de Inclusão Sociocultural. Tem o apoio financeiro da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista e do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

 

SERVIÇO

Mostra Cinema Conquista – Um olhar para o novo cinema

Data: 4 a 9 de novembro

Local: Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima