Temer manda PF caçar “infiltrados” entre caminhoneiros


Na busca de “fatos” para desmoralizar a histórica greve dos caminhoneiros, apoiada por boa parte da população brasileira, o governo Temer disse na tarde desta segunda-feira (28) que o governo vai “separar os infiltrados” na greve dos caminhoneiros.

“Temos informações que alguns ali não são caminhoneiros e se infiltraram no movimento com objetivo político. Nós estamos cuidando desse assunto para que a infiltração não afete a retomada imediata da atividade. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) conhece as estradas, conhece quem é líder e sabe das infiltrações políticas. Ela está mapeando. Com muita cautela vai separar quem é caminhoneiro e quem é infiltrado”— disse o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.

E aí você diz, “mas ele não está falando da esquerda”. Textualmente não mesmo. Mas a primeira coisa que um governo faz para deslegitimar uma greve é acusar os manifestantes de estarem sendo manipulados por lideranças da oposição. Mas podem ser também da extrema direita.  No caso do governo Temer, a oposição é de toda a esquerda, mas a extrema direita pede intervenção.  E você, acha que os “infiltrados” são quem?

(Redação BCS com informações do O GLOBO)