[TRANSPORTE PÚBLICO]: Prefeitura desrespeita Direitos dos Idosos, MP, movimento estudantil e vereadores se calam


Imagem: TV SUDOESTE

A crise do transporte público em Conquista extrapola todos os limites do suportável. O Ministério Público se cala, bem como a Câmara de Vereadores e até o movimento estudantil. Os direitos da pessoas idosas, estudantes e portadores de necessidades especiais estão sendo desrespeitados também.  O Estatuto do Idoso (Lei n. 10.741), aprovado em 2003, regula os direitos das pessoas com idade igual ou superior a 60 anos e reúne 118 artigos. Em linhas gerais, ele estabelece a obrigação da comunidade, da sociedade e do Poder Público em assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à dignidade e ao transporte. Nos veículos de transporte coletivo, devem ser reservados 10% dos assentos para idosos, mas as vans não cumprem isso.

O que vemos em Vitória da Conquista é uma verdadeira humilhação com as pessoas que dedicaram sua vida a pagar impostos e trabalhar em prol do desenvolvimento da sociedade conquistense. Em matéria veiculada nesta sexta-feira (10) pela TV SUDOESTE, afiliada à Rede Globo, a imagem de uma idosa sendo imprensada em meio à multidão para entrar em um ônibus da única empresa legalizada  prestadora do serviço de transporte público é um ultraje para todos que se preocupam com a dignidade humana.

O prefeito Herzem Gusmão, que prometeu enquanto candidato que iria colocar ônibus “VTL”, legalizar o transporte complementar e ainda abrir licitação para uma terceira empresa de ônibus, agora silencia enquanto a cidade sofre. O Ministério Público da Bahia continua omisso. O transporte clandestino comanda a cidade, a Cidade Verde não consegue dar conta de uma população de mais de 300 mil habitantes, o comércio sobre o impacto com atrasos e desmotivação dos funcionários e ainda temos 517 desempregados.

O que será de Vitória da Conquista? Até quando o povo vai aceitar tudo isso sem uma reação contundente?