Conquistense quer ser o primeiro governador brasileiro nos EUA


Orlando inicia corrida pelo Governo de Massachusetts

 

Orlando Silva vive a sua versão do sonho americano: em 1993, aos 15 anos, deixou para trás Vitória da Conquista, na Bahia, e foi morar nos EUA com a irmã mais velha. Estudou, trabalhou, abriu sua própria empresa e hoje, aos 44, resolveu concorrer ao governo de Massachusetts. Se vencer a eleição marcada para novembro de 2022, será a primeira pessoa nascida no Brasil a ser governadora nos EUA. Para chegar até lá, no entanto, ele tem um longo caminho.

Morador de Shrewsbury, casado com uma brasileira e pai de duas filhas, Silva é veterano na manutenção de tubulações de aquecedores e aparelhos de ar-condicionado, mas um calouro na política. Virou cidadão americano no ano passado, quando votou pela primeira vez e se filiou ao Partido Democrata.

Em março, registrou sua campanha para participar da primária do partido, programada para julho de 2021, e conseguiu um pouco da atenção que precisará para ter a pré-candidatura aceita pelos democratas, atrás de um nome capaz de interromper a sequência de dois mandatos republicanos no estado, encabeçados pelo governador Charlie Baker.

Ele precisa recolher 10 mil assinaturas de apoio ao seu nome e gerar um burburinho a ponto de ser levado a sério pelo diretório democrata. O desafio é imenso, e Silva não tem nem redes sociais oficiais. O empresário diz que tentará fazer duas campanhas paralelas: uma voltada para os brasileiros, outra para seus eleitores de fato, os americanos e imigrantes que já ganharam a cidadania e podem votar.

Em relação aos conterrâneos, Silva espera que atuem como cabos eleitorais. Estima-se que 65 mil brasileiros vivam em Massachusetts, segundo estado americano em número de imigrantes do Brasil, atrás apenas da Flórida. A maioria ainda está em situação irregular e os que têm o green card, sem cidadania, não podem votar.

— Percebo que não existe uma pessoa que represente o nosso povo aqui e diga que merecemos respeito. Nós, brasileiros, fizemos muito pelo estado, com a nossa força de trabalho — afirma Silva. — Eu me aproximei de certos indivíduos que estão na política, que acharam interessante minha proposta de ser candidato, mesmo não sendo conhecido. As pessoas já estão cansadas dos políticos normais, estão procurando algo diferente. E a comunidade brasileira vai ser uma grande ajuda. O brasileiro estará limpando uma casa e dizendo: “Olha, dê uma olhada no que esse rapaz tem a oferecer”. Acreditamos que a comunidade brasileira pode divulgar nossa campanha entre os americanos.

Em troca, Orlando Silva tenta oferecer aos brasileiros a possibilidade de terem mais direitos, mesmo na condição de imigrantes sem papéis. Ele pretende propor uma carteira de habilitação temporária, de dois anos, que permitiria aos brasileiros exercerem uma série de trabalhos a que hoje não têm acesso no estado.

Ao eleitor americano, Orlando Silva acena com o desejo de descentralizar os postos de trabalho no estado — segundo ele, Boston concentra demais a riqueza. Fala também em melhorar a educação e oferecer ajuda às mães solteiras, prejudicadas na pandemia. Propõe uma reforma do sistema ferroviário de Massachusetts, melhorando o deslocamento dos trabalhadores e incentivando a migração para cidades mais afastadas dos centros financeiros, onde os preços altos jogam para cima o custo de vida.

Silva diz se inspirar em Bill Clinton e Barack Obama, dois democratas. Afirma ser contra o aborto, mas diz que respeita o direito às escolhas individuais. Segundo o brasileiro, há nove pessoas voluntárias trabalhando com ele na arrecadação de doações para a campanha. Questionado se sua real intenção é ganhar notoriedade para depois se candidatar com alguma chance de vitória para um cargo menor, como prefeito ou vereador, Silva fecha a porta, mas sem chave.

— Estou entrando 100% nisso. Tenho uma pessoa que vai administrar a empresa no meu lugar. Vou entrar 100% para ganhar, tanto que vou dar um passo para trás na minha vida profissional. Eu sei que tem muito mais chance de dar errado do que de eu ganhar, mas vou tentar. Não dá para prever o futuro, mas hoje, se você me perguntar, eu te digo que, se eu não ganhar, estou fora da política.

Fonte: O GLOBO

Secretário da SEMOB detalha motivos da suspensão do Edital de Licitação do Transporte Público de Vitória da Conquista


O Secretário de Mobilidade Urbana – SEMOB – Diego Gomes,  explicou nesta terça-feira (04), que a suspensão do Edital de Licitação do Transporte Público de Vitória da Conquista, publicada no Diário Oficial desta segunda-feira (03), foi devido à necessidade de ajustá-lo, a partir de questionamentos e pedidos de impugnações apresentados por empresas do setor.

A Secretaria Mobilidade Urbana (Semob) suspendeu a licitação do transporte coletivo urbano de Vitória da Conquista. A sessão de abertura estava marcada para acontecer hoje (4).

Diego Gomes disse que algumas empresas solicitaram esclarecimentos e duas entraram com pedido de impugnação, a Amaral Transportes e a Auto Viação Veloz Transportes e Turismo, e, após análise, a Procuradoria Jurídica do Município, recomendou o acatamento do pedido de suspensão da sessão licitatória. “O município deve sanar os pontos manifestados e fazer a republicação do edital, com a designação de nova sessão, observando-se os prazos previstos na legislação entre a veiculação do ato convocatório e a data do certame”, esclarece o secretário.

CONFIRA AQUI A ÍNTEGRA DO PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO DA EMPRESA AMARAL TRANSPORTES

CONFIRA AQUI A ÍNTEGRA DO PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO DA EMPRESA AUTO VIAÇÃO VELOZ TRANSPORTES

 

Entre os argumentos apresentados pelas empresas estão a defasagem dos salários pré-fixados de trabalhadores e o estudo tarifário. “Entendemos que é necessário realinhar. Tínhamos um estudo pré-fixado e agora as empresas interessadas querem saber como os custos poderão ser compostos a partir do momento da pandemia. Nós tivemos um ano de pandemia em 2020, que continua em 2021, o que alterou a demanda de passageiros, seja em razão da redução do funcionamento do comércio e do setor de serviços, seja por não termos aulas”, destaca Diego Gomes.

A Semob e a Procuradoria Jurídica estão analisando os pedidos e em 30 dias deve ocorrer a publicação de um novo edital. Segundo o secretário: “Queremos tirar o máximo de dúvidas possíveis, para que as empresas possam participar do certame com a maior transparência possível”.

Todo o processo pode ser acompanhado no link https://www.pmvc.ba.gov.br/licitacao-transporte-2021/.

MP Acionado – Os vereadores Luciano Gomes e Ricardo Babão, ambos do PCdoB, acionaram o Ministério Público, por meio de ofício, pedindo a intervenção do órgão no edital de licitação (02/2021) do transporte público municipal de Vitória da Conquista, mais precisamente no ato de exclusão das chamadas linhas sociais que atendem as localidade de Pradoso, Santa Marta, Conveima, Guarani, Lagoa das Flores, Cruzeiro, Campo Verde, Alto Maron e Aeroporto. A ação foi protocolada na tarde da sexta-feira, 19 de março.

O documento frisou a importância dessas linhas para a população e reforçou o Art. 6º da Constituição Federal, que diz que “São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição”.

Além de acionar o Ministério Público, o vereador Luciano Gomes entrou com um requerimento na Câmara, pedindo a prefeita Sheila Lemos que altere o edital para incluir as chamadas linhas sociais. “Entendo esse arranjo como um ato discriminatório. Se querem contemplar as vans, que o façam de outro jeito, até porque não somos contra os vanzeiros, ao contrário, queremos uma solução para o problema do transporte, mas daí a descobrir um santo para cobrir outro é complicado”, ressaltou, usando um antigo ditado popular para demonstrar a sua insatisfação.

Em entrevista cedida ao Programa Rádio Chofer (Melodia FM 87,9), produzido e apresentado por Caíque Santos, o Secretário de Mobilidade Urbana de Vitória da Conquista falou sobre a possibilidade de renovação dos contratos de aluguéis das atuais empresas de transporte prestadoras de serviço até que o processo seja finalizado.

 

PREFEITURA RENOVA CONTRATO DE LOCAÇÃO DE VEÍCULOS DA EMPRESA ATLÂNTICO

A prefeitura renovou o contrato com a empresa Atlântico Transportes. Os detalhes foram publicados no Diário Oficial do dia 20 de abril.  A empresa foi contratada em outubro do ano passado para operar o transporte coletivo de forma emergencial, no lugar da Viação Cidade Verde, que saiu da cidade por conta de uma decisão judicial.

O primeiro contrato com a empresa custou aos cofres municipais R$ 14,4 milhões, tendo validade de 6 meses. Com a renovação, o valor total da contratação é de pouco mais de R$ 13 milhões, uma redução de cerca de R$ 1,4 milhões.

 ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O SECRETÁRIO DA SEMOB: DIEGO GOMES. ASSISTA. 

EDITAL

De acordo com o Edital lançado, serão selecionadas Concessionárias para os Lote 1 e 2 para a exploração de serviços de transporte coletivo, por oferta de número de veículos e quilometragem para exploração de 50% da oferta de cada lote sem exclusividade de linhas, que serão definidas pelo Poder Concedente.

O Edital proíbe que o serviço de transporte seja prestado com caráter de exclusividade.

As tipologias de veículos a serem utilizados ao longo de toda a concessão devem ter idade máxima de 10 anos e a idade média máxima não poderá ser superior a cinco anos. Além disso, 100% da frota deve ter acessibilidade universal.

O prazo da concessão será de 10 anos renováveis por igual período.

O valor estimado da concessão dentro do prazo definido é de R$ 286.548.667,20.

No caso da Bilhetagem Eletrônica (o município começou a implantar novo sistema em outubro de 2020), o exercício das funções terá sua gestão de responsabilidade do Poder Concedente, que poderá delegar às concessionárias ou a terceiros

Decreto Municipal: Comércio de rua e serviços passam a abrir mais cedo; Confira horários


As medidas temporárias de prevenção ao contágio pela Covid-19 em Vitória da Conquista foram prorrogadas até 10 de maio. O Decreto nº 21.011, publicado no Diário Oficial do Município nesta segunda-feira (03), mantém os horários de funcionamento estabelecidos nos últimos decretos com exceção do comércio de rua e serviços.

Até 10 de maio de 2021, o comércio de rua e os estabelecimentos que prestam serviços poderão funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e, no sábado, das 8h às 12h. Até esta segunda-feira, o horário de abertura das lojas e serviços acontecia às 9h.

Os demais setores devem permanecer funcionando nos horários abaixo:
Transporte público coletivo – 05h às 22h;
Prestação de serviços – 08h às 18h;
Academias de ginástica, com exceção de aulas coletivas – 06h às 21h;
Bares, restaurantes e congêneres – até às 21h;
Shopping centers – 10h às 21h;
Serviços de delivery – até 00h;
Atos religiosos litúrgicos, com capacidade máxima de lotação de 30% – até as 22h.

Para a prorrogar as medidas, a Administração Municipal tem observado as taxas de contaminação pelo novo coronavírus no município, o número de casos confirmados e a taxa de ocupação de leitos para Covid-19 por moradores do município.

Prefeitura dialoga com Projeto Axé sobre proteção e inclusão da população em situação de rua


Com o objetivo de fortalecer as ações de proteção social voltadas à população em situação de rua, o secretário de Desenvolvimento Social, Michael Farias, se reuniu em Salvador com os coordenadores de arte e educação do Projeto Axé, Ângela Gonçalves e Marcos Cândido.

O encontro, realizado na última sexta-feira (30), teve como pauta principal os desafios para a garantia de proteção a esse segmento da população e também a necessidade de se construir um censo que melhor dimensione o quantitativo e características da população em situação de rua em Vitória da Conquista.

Outro ponto tratado foi à formação dos profissionais que atuam nas diversas políticas públicas que atendem esse segmento, o que poderá ser viabilizado com a parceria entre a prefeitura e a instituição.

Para Michael, a reunião materializa o compromisso da gestão municipal com a população em situação de rua. “O objetivo da Prefeitura é a busca incessantemente de resultados que, de fato, transformem a vida dessas pessoas” ressaltou o secretário.

O Projeto Axé é uma Organização Não Governamental que trabalha para desenvolver o potencial ilimitado dos jovens. O Axé nasce em 1990 e já atendeu  quase 30.000 crianças, adolescentes e jovens subtraídos da pobreza educativa, sobretudo em ações de inclusão/proteção para a população em situação de rua.

SUSPENSO: Edital de Licitação do Transporte Público de Vitória da Conquista


Está suspenso o polêmico edital, que também já havia sido denunciado ao MP-BA por vereadores do PCdoB. A informação foi publicada no Diário Oficial do município , na noite desta segunda-feira (3).

O edital recebeu impugnações.

O Secretário de Mobilidade Urbana, Diego Gomes, afirmou ao jornalista Caíque Santos, via whatsapp, que a decisão foi tomada pela Prefeitura, para avaliar se deve ou não alterar o edital. “Após o recebimento de impugnações, decidimos suspender o edital para uma análise mais aprofundada em relação aos pedidos e, consequentemente, se entender necessário, fazer as alterações solicitadas. Para não haver mácula ao processo, entendemos que era a melhor alternativa”, disse Gomes.

MP Acionado – Os vereadores Luciano Gomes e Ricardo Babão, ambos do PCdoB, acionaram o Ministério Público, por meio de ofício, pedindo a intervenção do órgão no edital de licitação (02/2021) do transporte público municipal de Vitória da Conquista, mais precisamente no ato de exclusão das chamadas linhas sociais que atendem as localidade de Pradoso, Santa Marta, Conveima, Guarani, Lagoa das Flores, Cruzeiro, Campo Verde, Alto Maron e Aeroporto. A ação foi protocolada na tarde da sexta-feira, 19 de março.

O documento frisou a importância dessas linhas para a população e reforçou o Art. 6º da Constituição Federal, que diz que “São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição”.

Além de acionar o Ministério Público, o vereador Luciano Gomes entrou com um requerimento na Câmara, pedindo a prefeita Sheila Lemos que altere o edital para incluir as chamadas linhas sociais. “Entendo esse arranjo como um ato discriminatório. Se querem contemplar as vans, que o façam de outro jeito, até porque não somos contra os vanzeiros, ao contrário, queremos uma solução para o problema do transporte, mas daí a descobrir um santo para cobrir outro é complicado”, ressaltou, usando um antigo ditado popular para demonstrar a sua insatisfação.

Em entrevista cedida ao Programa Rádio Chofer (Melodia FM 87,9), produzido e apresentado por Caíque Santos, o Secretário de Mobilidade Urbana de Vitória da Conquista falou sobre a possibilidade de renovação dos contratos de aluguéis das atuais empresas de transporte prestadoras de serviço até que o processo seja finalizado.

Rodoviários – Não bastasse tudo isso, os rodoviários temem que as empresas alugadas pela PMVC demitam cobradores para obter mais lucros. Um motorista que pede para não ser identificado, afirma que até mesmo o botão que libera a catraca já teria sido instalado em alguns ônibus. Nossa reportagem ainda investiga o caso.

Foto enviada por um rodoviário, onde estaria o botão para substituir o cobrador

 

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O SECRETÁRIO DA SEMOB: DIEGO GOMES. ASSISTA. 

EDITAL

De acordo com o Edital lançado, serão selecionadas Concessionárias para os Lote 1 e 2 para a exploração de serviços de transporte coletivo, por oferta de número de veículos e quilometragem para exploração de 50% da oferta de cada lote sem exclusividade de linhas, que serão definidas pelo Poder Concedente.

O Edital proíbe que o serviço de transporte seja prestado com caráter de exclusividade.

As tipologias de veículos a serem utilizados ao longo de toda a concessão devem ter idade máxima de 10 anos e a idade média máxima não poderá ser superior a cinco anos. Além disso, 100% da frota deve ter acessibilidade universal.

O prazo da concessão será de 10 anos renováveis por igual período.

O valor estimado da concessão dentro do prazo definido é de R$ 286.548.667,20.

No caso da Bilhetagem Eletrônica (o município começou a implantar novo sistema em outubro de 2020), o exercício das funções terá sua gestão de responsabilidade do Poder Concedente, que poderá delegar às concessionárias ou a terceiros

Projeto Cicom – Integração Solidária recebe Moção de Aplauso da Câmara Municipal de Vereadores de Vitória da Conquista


No dia 27 de abril, o Capitão PM Wagner Rocha (Coordenador do Cicom Centro Sul) e a Sargento BM Adriana Oliveira (autora do projeto Cicom – Integração Solidária) receberam a moção de Aplauso número 23/2021 aprovada pela Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista.

O Centro Integrado de Comunicação (Cicom), neste período de enfrentamento da Covid-19, passou a registrar e monitorar os impactos socioeconômicos produzidos nos grupos mais vulneráveis da população. Diante de tais efeitos, elaborou mecanismos que pudessem amenizar o sofrimento de muitas pessoas por conta da crise do isolamento social, desemprego e também do frio que assolam a Região Sudoeste.

Para cumprir a missão, uniu forças com instituições, entidades e cidadãos. Além disto, o projeto, por meio da Sargento BM Adriana buscou parcerias junto ao Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Militar, Polícia Civil e Conjunto Penal de Vitória da Conquista.

O projeto Cicom – Integração Solidária presta atendimento a centenas de famílias em situação de vulnerabilidade em áreas urbanas e rurais, centros de acolhimento de moradores em situação de rua, abrigos de idosos, e outras instituições filantrópicas. A equipe entrega sopas, quentinhas, alimentos não-perecíveis e materiais de limpeza, além de agasalhos e cobertores, entre outros.
OBS: Em respeito aos protocolos de prevenção ao COVID-19 não houve solenidade formal para entrega dos títulos.

Bancada de Oposição faz visita de fiscalização nas escolas municipais para o possível retorno às aulas presenciais.


Na manhã desta segunda-feira, 3, a Bancada de Oposição da Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC) iniciou uma série de visitas às escolas municipais, a fim de fiscalizar a adequação da estrutura física aos parâmetros ideais para o possível retorno às aulas presenciais.
A primeira unidade a receber a ação foi a Escola Municipal Moisés Meira, no Distrito José Gonçalves. Na visita, os parlamentares foram informados de que nenhuma adaptação foi feita na escola visando a volta às aulas presenciais. Além disso, os parlamentares observaram a ventilação reduzida das salas de aula e também a ausência total de torneiras nas pias do banheiro masculino.
Ainda de acordo com o que foi informado aos edis, antes da pandemia todas as salas de aula estavam ocupadas, o que impõe limites a uma possível redistribuição dos alunos, para reduzir a quantidade de estudantes por sala.
Líder da Bancada de Oposição, o vereador Valdemir Dias (PT) apontou que várias adequações ainda precisam ser feitas. “Ainda falta muito para que haja esse retorno. Nós encontramos os banheiros masculinos sem torneiras, uma coisa básica, que não deveria estar em falta. Imagine uma pia na entrada da escola e álcool em gel”, analisou.
O vereador Alexandre Xandó (PT) lembrou que a prefeitura teve mais de um ano para pensar nas readequações e ainda não as fez. “A prefeitura teve um ano para pensar em readequar as estruturas das escolas. A gente precisa ter alterações, instalação de pias nas áreas coletivas, pensar na quantidade de alunos nas salas de aula e são salas com uma ventilação muito limitada. Ainda não são condições seguras de retorno”, apontou Xandó.
A expectativa é de que as visitas continuem acontecendo em outras escolas da Zona Rural e também da Zona Urbana. “Estamos planejando uma série de visitas para verificar, pegar uma amostra de como anda a estrutura das escolas, pensando na discussão de possível retorno presencial. Nessa primeira visita, a gente vê que não há nenhuma condição”, analisou o líder da Oposição.

Apenas Salvador receberá primeira remessa de vacinas da Pfizer que chega nesta segunda-feira (03)


A primeira remessa com 26.900 doses da vacina da Pfizer que chegam à Bahia nesta segunda-feira (03) será destinada apenas para o município de Salvador.

A coordenadora de imunização da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), Vânia Broucke, explica que essa é uma orientação do Ministério de Saúde. Ela também fala sobre a logística de distribuição dos imunizantes, que necessitam de resfriamento a temperaturas de até -86°C.

A Bahia possui 30 ultracongeladores com capacidade para armazenar as vacinas da Pfizer. Os equipamentos estão localizados nos municípios de Feira de Santana, Juazeiro, Jacobina, Ilhéus, Teixeira de Freitas, Barreiras, Alagoinhas, Vitória da Conquista e na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos, em Simões Filho, que atende toda a Região Metropolitana de Salvador.

 

Conquista: Casa pega fogo no bairro Ibirapuera; Mobília foi consumida pelas chamas


O Corpo de Bombeiros de Vitória da Conquista apagou um incêndio, nesse domingo (02), após uma casa pegar fogo no bairro Ibirapuera.

Segundo os bombeiros, um dos quartos teve a mobília totalmente consumida pelas chamas, com comprometimento do cômodo.
Em menos de 1h os bombeiros controlaram as chamas e impediram que o fogo atingisse outras residências.

Ninguém ficou ferido e não há informações do que provocou o incêndio.

Fonte: Notícias VCA

Polícia conduz à delegacia homem acusado de perturbação do sossego; Som automotivo foi apreendido


Com a pandemia muitas pessoas deixam de sair de casa, mas acabam exagerando na diversão, esquecendo as regras de convivência social. Neste domingo (02), por volta das 18 horas, uma guarnição da Polícia Militar da 78ª CIPM, durante o patrulhamento no bairro Simão, foi acionada por populares, para atender uma solicitação de perturbação do sossego.

No local, os policiais se depararam com um cidadão ouvindo som automotivo em volume elevado, perturbando o sossego da população. O proprietário do veículo foi conduzido para o DISEP, onde a ocorrência foi registrada. A aparelhagem sonora do veículo foi removida e apreendida.

FONTE: ASCOM da 78ª CIPM/VITÓRIA DA CONQUISTA/BA

DISQUE DENÚNCIA :
77981620971