Vereadores cobram explicações sobre casos de Covid-19 não notifcados


Durante uma sessão ordinária virtual na semana passada a vereadora  e enfermeira Viviane Sampaio (PT) demonstrou preocupação  com a suspeita de haver mais de 500 casos não computados de Covid-19 na cidade. Os vereadores reforçaram a importância de as pessoas monitoradas permanecerem em isolamento social pelo período de 14 dias, como recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Os parlamentares lamentaram a falta de controle da Gestão Municipal no monitoramento e realização de testes em pessoas assintomáticas; os da Situação ressaltaram a seriedade e competência com que o Executivo vem gerindo a situação.
Foio aprovado o Requerimento 105/2020, pedindo esclarecimentos à Secretaria de Saúde sobre os mais de 500 casos com suspeita de coronavírus não notificados, conforme confirmado pela própria diretora de Vigilância Sanitária, Ana Maria Ferraz, em um programa de rádio. Os vereadores da Bancada de Situação votaram contra o requerimento.
Outro requerimento da vereadora Viviane Sampaio, 106/2020, convoca o Núcleo Regional de Saúde de Conquista a apresentar informações sobre os kits de coleta entregues ao município desde o início da pandemia. Também requereu ao NRS uma planilha mensal sobre o fluxo de testagem nesse período. O documento foi aprovado pela Casa.

[Covid-19]:Prefeitura confirma mais 02 mortes e número de infectados chega a 406


A Secretaria Municipal de Saúde confirmou nesta quarta-feira (17) o falecimento de dois pacientes que testaram positivo para Coronavírus. O sétimo óbito registrado no município foi de uma mulher de 79 anos, que possuía comorbidades associadas e estava internada no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC).

O oitavo falecimento foi de um homem, 70 anos, que também possuía comorbidades associadas e estava internado no Hospital São Vicente desde o dia 16 de maio. Ele já vinha sendo monitorado pela Secretaria de Saúde e teve resultado positivo para coronavírus em exame laboratorial RT-PCR no dia 19 de maio. O paciente faleceu nesta quarta (17) após agravamento do quadro de saúde.

A Secretaria ainda aguarda a divulgação do resultado do exame laboratorial da amostra coletada de um paciente que veio a óbito em domicílio na última segunda-feira (15).

De fevereiro até hoje, foram confirmados 406 casos de pessoas que se infectaram com o Novo Coronavírus em Conquista. 60 delas ainda estão com o vírus ativo e seguem em recuperação, sendo que 12 estão internadas e 48 em tratamento domiciliar.

Dos casos que ainda estão sendo investigados e aguardam classificação final no sistema E-Sus Notifica, 3.773 aguardam coleta para exame laboratorial ou possuem critérios* para realização de Teste rápido e 75 aguardam resultado de exame RT-PCR. Destes, 3.297 já tiveram evolução para cura da Síndrome Gripal, 541 apresentam sintomas de Síndrome Gripal leve permanecendo em tratamento domiciliar, nove estão hospitalizados aguardando resultado laboratorial e um evoluiu para óbito em domicílio.

Atualmente, estão internados nos leitos clínicos e de UTI da rede SUS destinados exclusivamente ao tratamento da Covid-19 42 pacientes dos municípios de: Vitória da Conquista, Livramento de Nossa Senhora, Ituaçu, Rio do Antônio, Malhada de Pedras, Eunápolis, Jaguaquara, Cândido Sales, Itapebí, Brumado, Itagibá, Mucuri, Belmonte, Palmas de Monte Alto, Poções, Ilhéus e Iguaí.

O Governo Municipal lamenta os falecimentos dos pacientes e se solidariza com as famílias neste momento de dor. Também reforça sobre a necessidade de que a população adote as medidas rígidas de segurança para evitar a contaminação. Caso precise sair de casa, a máscara é um item obrigatório.

Clique para acessar o Boletim epidemiológico completo.

*Critérios estabelecidos pela Nota Técnica COE Saúde Nº 54 de 8 de abril de 2020 (atualizada em 10 de maio de 2020), da Secretaria de Saúde do Estado.

Call Center – A Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza um Call Center para tirar dúvidas da população sobre a Covid-19 e atender pessoas que apresentem sintomas suspeitos.

  • Telefones fixos: (77) 3429-7451/3429-7434/3429-7436
  • Celulares: (77) 98834-9988/98834-9900/98834-9977/98834-9911

[Denúncia]: Rua do bairro Guarani consta como asfaltada, o dinheiro veio, mas a obra não


A denúncia não é nova, mas segundo Wesley Brito, um dos membros da Associação de Moradores do Bairro Guarani, a atual gestão do Prefeito Herzem Gusmão tem sido omissa e conivente com uma grave irregularidade que começou no anterior governo petista.

Em entrevista ao programa Rádio Chofer (Melodia FM 87,9), Wesley afirma que ruas como a Boa Nova, no Bairro Guarani, consta como asfaltada na documentação da Prefeitura, mas isso não é verdade. O serviço foi pago. “Lembrando que essa rua foi aprovada para execução no orçamento participativo em 01 de outubro de 2015, ainda da gestão passada e não aconteceu”, diz o ativista.

Wesley diz que as improbidades não são apenas da gestão passada, mas continua ocorrendo no atual governo e ainda acusa vereadores. “É descumprimento do princípio da moralidade administrativa e existe suspeita de fraudes na execução de emendas dos vereadores”, diz.

Ouça no PODCAST abaixo a entrevista completa com Wesley Brito:

 

Luto: Vovó Celina Rose, 104 anos


Faleceu na manhã desta quarta-feira (17), aos 104 anos, a ‘Vovó’ Celina Rose de Jesus. Dona Celina era avó de Vanilson Marques (Tiço), ex-coordenador da Rádio Clube de Conquista e muito querido por todos os radialistas de Vitória da Conquista e Salvador.

Desejamos que Deus receba Vovó Celina em Seus Braços. Aos familiares nossos mais sinceros pêsames.

A ordem contra a pandemia é a ‘necropolítica’


Por Dr. Afranio Leite Garcez

​​​​​“O pico da doença do coronavírus já passou quando a gente analisa a classe média, classe média alta. O desafio é que o Brasil é um país com muita comunidade, muita favela, o que acaba dificultando o processo todo.” A fala de Guilherme Benchimol, presidente da corretora XP, uma importante peça no mercado financeiro brasileiro — e um dos executivos mais engajados no movimento Não Demita!, incentivando empresas a manterem suas equipes durante a pandemia —, aconteceu durante uma transmissão ao vivo do jornal O Estado de S. Paulo nesta última semana e causou uma enxurrada de críticas e revolta nas redes sociais.

Ao fatiar a gravidade da pandemia do novo coronavírus entre uma crise de pobres e outra de ricos, o bilionário mostrou a faceta mais caricata da elite brasileira, que se põe à parte frente aos mais de 42 mil novos casos em decorrência da doença, e mais de 850 mil novos infectados, até o dia de ontem, 13 de junho de 2020, conforme revela o Consórcio de Imprensa o que coloca o país na 2ª posição em número de óbitos, de mais da mais na medida em que a população mais rica começa a se sentir confiante de que a maior ameaça― para eles ― já passou, um movimento perigoso avança no Brasil, na visão do psicanalista e professor da USP, Christian Dunker. (mais…)

Eleições municipais são adiadas para novembro, diz senador em vídeo


O senador Nelsinho Trad (PSD-MS) acaba de informar em vídeo no Twitter que, após reunião dos presidentes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, do Senado, David Alcolumbre (DEM-AP) e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e líderes dos partidos no Congresso, foi decidido que as eleições de prefeitos e vereadores deste ano deverão ser adiadas de outubro para novembro.

“As datas escolhidas foram 15 de novembro, o primeiro turno, e 29 de novembro o segundo turno. Para que tudo isso possa ser legalmente constituído, haverá necessidade de uma aprovação por parte do Congresso Nacional de uma proposta de emenda constitucional, que nós devemos votar logo, logo”.
Veja o vídeo.

[Conquista]: Advogada denuncia descaso da Prefeitura com a Covid-19; Leia o desabafo


Moradores de Vitória da Conquista continuam reclamado do protocolo adotado pela Secretaria Municipal de Saúde para determinar quem pode ou não ser submetido ao teste que identifica a contaminação do Novo Coronavírus e efetuar o devido tratamento.

A queixa é que a Secretaria de Saúde de Conquista demora muito tempo monitorando e só aceita realizar o teste quando o caso se agrava ou argumenta que, por ter se passado muitos dias, o teste dará negativo. Isso seria o ‘segredo’ do baixo número de infectados oficialmente.

“O motivo do meu relato é o descaso da Prefeitura com a população desta linda cidade. Imperioso destacar que, o município está recebendo polpudos valores para cuidar da população infectada pelo covid, portanto, ela não faz favor algum às pessoas ora infectadas pelo vírus” – Alana Quadros

Em sua rede social, a advogada Alane Quadros Peixoto, residente em Vitória da Conquista, juntou-se a outros conquistenses que tem denunciado falta de assistência por parte da Prefeitura no atendimento aos que sentem os sintomas da Covid-19. De acordo com Alana, desde o dia 07 até esta terça-feira (16), espera a Prefeitura de Vitória da Conquista entrar em contato com ela e sua família para realização do teste de Covi-19 e realizar os devidos monitoramentos.

Ela relata que o IBR não repassou para a Secretaria Municipal de Saúde seu diagnóstico, que era compatível com a Covid-19, incluindo a presença de vidro fosco bilateral em seus pulmões, conforme resultado da tomografia.

Alana diz ainda que mesmo avisando à Central de Atendimento da Prefeitura que seu marido tinha testado positivo para Covid-19 e que idosos residem em sua casa, um deles fazendo usos de oxigênio 24 horas por dia, ainda assim não obteve a atenção da Prefeitura de Conquista.

O casa de Alana não é o primeiro relato pelo Blog do Caique Santos. Em maio, o técnico em informática Fábio Luis, também procurou o BCS para fazer um desabafo e reclamar do atendimento do ‘Call Center’. Ele afirma que apresenta todos os sintomas da Covid-19, inclusive dificuldade em respirar e entrou em contato através do telefone da Prefeitura para relatar detalhes dos sintomas. “Eles ficaram apenas me monitorando por telefone, mesmo eu pedindo a todo momento para que eles viessem fazer a coleta, mas todas as vezes que tive contato com eles fui tratado como caso de resfriado”, queixa-se Fábio.

“Minha pergunta é justamente essa: Tudo bem que os sintomas podem ser parecidos com uma gripe alérgica, mas como ter certeza se não foram testados? Quantos casos devem ter em Conquista com pessoas com todos os sintomas e que estão sofrendo esse descaso?”, questiona.

Os dados de Fábio foram passados para uma equipe médica e ele foi informado por telefone que não seria necessário fazer o teste da Covid-19. “Retornei a ligação, conversei com a médica, expliquei a ela que estava com um pedido em mãos para fazer o exame e mesmo assim ela me disse que como eu já estava há 9 dias em isolamento total, mesmo que eu fizesse o teste poderia dar negativo pois já havia passado muitos dias”, disse.

Nossa reportagem solicitou da Secretaria de Comunicação uma nota sobre as denúncias de Alana, mas até o fechamento desta matéria não recebemos a resposta.

 

LEIA ABAIXO A ÍNTEGRA DA DENÚNCIA DE ALANA QUADROS PEIXOTO, POSTADA EM SUA REDE SOCIAL

 

DESABAFO DE UMA CIDADÂ INSATISFEITA COM O TRATAMENTO DO COVID 19 PELOS GESTORES DO MUNICÍPIO DE VITÓRIA DA CONQUISTA

Eu, Alane Quadros Peixoto, atualmente residente nesta cidade, venho por meio desta mensagem informar à população de Conquista o descaso deste município em relação ao tratamento das pessoas infectadas com o covid, 19.

Pois bem, no domingo dia 07/06/2020 comecei sentir alguns sintomas de alergias (tenho rinite). Até aí tudo bem! Ocorre que, com o decorrer dos dias, os sintomas foram se agravando (dor de cabeça, dor no corpo, perda olfato e paladar e falta de ar).
No dia 11/06/2020 passei mal e fui levada para o hospital IBR. Chegando lá, fui medicada, fizeram tomografia do tórax e hemograma completo.

Na tomografia constatou-se que o quadro era compatível com o covid, pois, havia sido constatada nos pulmões a presença de “vidro fosco bilateral”.

Assinei termo de quarentena e fui informada que a Prefeitura de Vitória da Conquista entraria em contato comigo para realização do teste e os devidos monitoramentos. Fiquei aguardando a prefeitura entrar em contato comigo, porém, assim não procederam.

Na segunda feira dia 15/06/2020 entrei em contato com a central de “covid-19” e relatei o ocorrido.

Para minha surpresa, tomei conhecimento que, o “IBR” não havia entrado em contato com a prefeitura para relatar meu caso. O atendente então fez minha ficha e, naquele ato expliquei que além do ora ocorrido comigo, também meu esposo, minha mãe, irmã, cunhado e sobrinhos também tiveram sintomas do covid.

Destaquei ainda que minha mãe é idosa e que temos em casa um tio idoso e que, faz uso de oxigênio 24 horas por dia. O atendente então pediu que aguardasse em casa que a prefeitura mandaria o pessoal responsável para fazer os exames.

Relatei também que, meu esposo Daniel Mendes Peixoto tinha ido para Minas Gerais no domingo dia 07/06/2020 e, no dia 12/06 havia sido diagnosticado por meio de exame próprio que havia sido contaminado com o covid 19.

Ontem, dia 15/06/2020 liguei novamente para a central de covid-19 da prefeitura de Vitória da Conquista e relatei o resultado do meu esposo em Minas Gerais.

Hoje, dia 16/06/2020 continuo com os sintomas supra e até o momento não tive qualquer assistência da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista.

O motivo do meu relato é o descaso da Prefeitura com a população desta linda cidade.

Imperioso destacar que, o município está recebendo polpudos valores para cuidar da população infectada pelo covid, portanto, ela não faz favor algum às pessoas ora infectadas pelo vírus.

Por fim, vale realçar que, o direito à saúde, como direito do cidadão está previsto em diversos artigos da constituição federal. Sendo assim, exijo que o Município de Vitória da Conquista, imediatamente, venha à minha casa para tomar as medidas necessárias em relação aos problemas que venho sofrendo pelo covid, sob pena de ser tomadas as medidas judiciais cabíveis.

[Conquista]: Prefeitura envia resposta ao Ministério Público afirmando que vai manter abertura gradual do comércio


O Ministério Público do Estado da Bahia enviou ao Comitê Gestor de Crise da Prefeitura de Vitória da Conquista recomendações para que o comércio local voltasse a ser fechado. Na tarde de hoje, 16 de junho, os membros do comitê enviaram resposta formal ao MPE: a abertura do comércio vai seguir o cronograma e as etapas previstas pelo Comitê.

De acordo com o coordenador do Comitê Gestor, Kairan Rocha, que também responde pela Secretaria de Administração do Município, as recomendações do Ministério Público poderiam ou não ser acatadas pela Prefeitura. Por esse motivo, os membros do comitê decidiram por não alterar nenhuma das etapas de reabertura: “As decisões tomadas no contexto da pandemia são embasadas por orientações e recomendações técnicas da área da saúde. O município atende a todos os requisitos determinados pela OMS e pelo Ministério da Saúde no que tange à possibilidade de abertura do comércio. Foi decisão fundamentada cientificamente, não há motivos para voltar atrás”, disse Rocha.

Na resposta ao MPE, a Prefeitura afirma que todas as medidas a serem adotadas são discutidas antecipadamente com o Comitê de Representação Civil e Institucional, constituído por diversas entidades representativas da Sociedade Civil, inclusive pelo Ministério Público.

Em sua defesa o Comitê informa que, por quase quatro meses, a Prefeitura tem implementado diversas iniciativas com respaldo técnico-científico para prevenir, controlar e combater a circulação do vírus no Município. A maior parte delas, em caráter pioneiro quando em comparação com outros municípios da Bahia e até mesmo com municípios de outros estados do país. Diz, ainda, que o Comitê de Crise tem atuado prioritariamente com decisões que envolvem a proteção à Saúde Coletiva e que, em sua recomendação, o MPE não reconhece o trabalho preliminar realizado pelo Governo Municipal, que envolveu a estruturação do Sistema de Saúde, a produção de informação educativa sobre a doença para a população e a determinação do isolamento social, que culminou com o fechamento das escolas e do comércio não essencial. Para o Comitê, esse trabalho se reflete nos baixos números de internações em UTI da população conquistense.

Durante a flexibilização das medidas para retorno gradual das atividades comerciais, os dados epidemiológicos continuarão a ser monitorados com critérios rigorosos e novas ações poderão ser adotadas para avançar com a abertura de outros estabelecimentos ou para novo fechamento, caso seja necessário.

Por esses motivos, a Prefeitura considera que a recomendação do Ministério Público não encontra respaldo nos dados estatísticos e epidemiológicos de Vitória da Conquista, uma vez que traz informações equivocadas sobre a realidade do município.

A Prefeitura de Vitória da Conquista permanece aberta ao diálogo com o Ministério Público e todas as entidades de representação social para compartilhar informações pertinentes para uma tomada de decisão segura e que leve em consideração o bem-estar da população.

Prefeitura de Conquista confirma mais um óbito por Covid-19; Número de infectados é de 369


Nesta segunda-feira (15), a Secretaria Municipal de Saúde confirmou o sexto falecimento de um paciente que teve resultado positivo para coronavírus em Vitória da Conquista. Trata-se de um homem de 67 anos com histórico de doenças preexistentes que veio a óbito na noite do último domingo (14). O paciente apresentou os primeiros sintomas da doença no dia 6 de junho e deu entrada na UPA na noite de ontem. Após agravamento dos sintomas, ele foi transferido para o Hospital São Vicente, onde veio a falecer.

Ainda de acordo com informações da Secretaria de Saúde, está sendo investigado mais um falecimento de uma pessoa com suspeita de infecção pelo novo coronavírus que veio a óbito em domicílio. A coleta de amostra para exame laboratorial foi realizada e a Secretaria vai aguardar divulgação do resultado.

Desde o fim do mês de fevereiro, foram registrados 369 casos de pessoas que se infectaram pela Covid-19 no município, sendo que 175 tiveram resultado positivo por exame RT-PCR e 194 por Teste Rápido. Seguem em recuperação 47 pacientes com vírus ativo – oito estão internados e 39 em tratamento domiciliar.

Do total de 3.748 pacientes notificados com suspeita de Síndrome Gripal/Covid-19 ou Síndrome Respiratória Aguda Grave que aguardam classificação final no sistema E-Sus Notifica, 3.687 aguardam coleta para exame laboratorial ou possuem critérios* para realização de Teste rápido e 61 aguardam resultado laboratorial RT-PCR. Destes, 3.353 já evoluíram para cura da Síndrome Gripal, 381 apresentam sintomas de Síndrome Gripal leve e seguem em tratamento domiciliar. Outros 13 estão hospitalizados aguardando resultado laboratorial e um foi a óbito em domicílio.

A rede hospitalar de Vitória da Conquista disponibiliza, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), 114 leitos destinados, exclusivamente, para o tratamento do novo coronavírus, sendo 64 enfermarias e 50 Unidades de Terapia Intensiva. Nesta segunda (15) estão internados 40 pacientes dos municípios de: Vitória da Conquista, Livramento de Nossa Senhora, Ituaçu, Rio do Antônio, Malhada de Pedras, Eunápolis, Jaguaquara, Brumado, Cândido Sales, Itagibá, Mucuri, Iguaí, Jequié, Poções, Planalto, Palmas de Monte Alto e Itapebí.

O Governo Municipal lamenta esse falecimento e se solidariza com a família neste momento de dor, reforçando a necessidade de que a população adote as medidas rígidas de segurança para evitar a contaminação. Se precisar sair, é obrigatório o uso de máscara.

Clique para acessar o Boletim epidemiológico completo.

*Critérios estabelecidos pela Nota Técnica COE Saúde Nº 54 de 8 de abril de 2020 (atualizada em 10 de maio de 2020), da Secretaria de Saúde do Estado.

Call Center – A Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza um Call Center para tirar dúvidas da população sobre a Covid-19 e atender pessoas que apresentem sintomas suspeitos.

  • Telefones fixos: (77) 3429-7451/3429-7434/3429-7436
  • Celulares: (77) 98834-9988/98834-9900/98834-9977/98834-9911

Desembargador adia julgamento de processo contra a Cidade Verde


O Desembargador Manuel Carneiro Bahia de Araujo retirou da pauta e da agenda do site do Tribunal de Justiça da Bahia o julgamento do recurso de Apelação da Viação Cidade Verde no processo em que o Juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Vitória da Conquista, Ricardo Frederico Campos, condenou a anulação do contrato de licitação da empresa pelo reconhecimento de
fraude em documentos públicos
. As irregularidades teriam sido constatadas por meio de perícia em balanço contábil da empresa.

O sistema do TJBA mostra que o processo foi retirado de pauta desde o dia 25 de maio e recebido pelo Relator da Secretaria de Câmara, o desembargador Manuel Carneiro Bahia de Araujo, no dia 06 de Junho. A expectativa era que o julgamento fosse agendado para esta terça-feira (16), mas a processo desapareceu da agenda do site TJBA.

De acordo com o advogado Pedro Eduardo Pinheiro Silva, o desembargador Manuel Carneiro Bahia de Araujo teria pedido vistas do processo. “Nós havíamos pedido anteriormente pra adiar por conta da Covid, porque eu quero fazer sustentação oral, porém agora foi a pedido do relator, eles geralmente fazem isso para analisar melhor”, explicou Dr. Pedro.

Desde novembro, o Desembargador Manuel Carneiro Bahia de Araujo foi convocado para assumir o lugar de Maria do Socorro Barreto Santiago, atualmente presa pela “Operação Faroeste” da Polícia Federal.

Em 2018, um ano antes de ser presa, Maria do Socorro acatou o pedido feito pela Viação Cidade Verde e suspendeu decisão do juiz Ricardo Frederico Campos, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Vitória da Conquista, que considerou ter havido irregularidades na contratação da empresa, em 2013.