Covid-19: Vacinação para hipertensos é apenas para quem toma 03 ou mais medicamentos, esclarece Prefeitura


Após muitas queixas e reclamações a Prefeitura de Vitória da Conquista informou na manhã deste sábado que apenas a vacinação de pessoas de 40 anos ou mais com hipertensão é apenas para os que fazem uso de 3 ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes. Esse detalhe não havia sido informado no site da prefeitura e nem em suas redes sociais, fato que causou transtornos a diversas pessoa que enfrentaram longas filas e voltaram para suas casas sem serem imunizadas.

Card divulgado falta informações importantes.

 

Em sua conta no Instagram o Vereador Valdemir Dia (PT) fez críticas à Prefeitura e disse que vai denunciar o caso na próxima sessão da Câmara.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Valdemir Dias (@valdemirdiasvereador)

Confira a íntegra da nota de esclarecimento da Prefeitura.

Nota de esclarecimento sobre vacinação para pessoas com hipertensão

Neste sábado (8), a vacinação de pessoas de 40 anos ou mais com hipertensão começou. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) esclarece que de acordo a Resolução nº 77 da Comissão Intergestores Bipartite da Bahia (CIB), são consideradas hipertensas pessoas com:

Hipertensão arterial resistente (HAR) – Quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de 3 ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de 4 ou mais fármacos anti-hipertensivos;
Hipertensão arterial estágio 3 – PA sistólica >=180mmHg e/ou diastólica >= 110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) ou comorbidade;


Hipertensão arterial estágio 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade – PA sistólica entre 140 e 179 mmHg e/ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade.


A SMS organiza a vacinação de acordo com o público-alvo definido pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Portadores das demais doenças crônicas e condições clínicas especiais devem ficar atentos aos canais oficiais da Prefeitura, a exemplo do site e dos perfis nas redes sociais para saber sobre as novas etapas.

Diretora de escola morre em decorrência da Covid-19, em Vitória da Conquista


Elizabeth Maria Couto, tinha 63 anos, e morreu vítima da Covid-19, em Vitória da Conquista — Foto: Reprodução/TV Bahia

 

Uma diretora escolar e professora morreu vítima da Covid-19 na manhã desta quinta-feira (6) em Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia. Elizabeth Maria Couto tinha 63 anos e atuava na Escola Estadual Euclides Dantas, que fica no município.

De acordo com a escola, ela estava internada desde o dia 24 de abril para tratar a doença. A professora tinha 40 anos de carreira em sala de aula. Ela deixa marido, quatro filhos e quatro netos.

Elizabeth se tornou diretora da escola em janeiro deste ano, e em solidariedade, a unidade escolar decretou luto oficial.

Em Vitória da Conquista, ainda não houve o retorno das aulas presenciais. De acordo com o Governo do Estado, as atividades letivas nas unidades de ensino públicas e particulares só podem ocorrer, na modalidade semipresencial e conforme disposições editadas pela Secretaria da Educação (SEC), somente nas regiões de saúde cuja taxa de ocupação de leitos de UTI de Covid-19 seja igual ou inferior a 75%, por cinco dias consecutivos.

Além disso, as atividades letivas devem ficar condicionadas à ocupação máxima de 50% da capacidade de cada sala de aula e ao atendimento dos protocolos sanitários estabelecidos. (G1)

VÍDEO: Caminhoneiro bêbado é flagrado arrastando semirreboque tombado pela rodovia


Uma situação perigosa e de risco foi flagrada por policiais rodoviários federais na noite desta quinta-feira (06), na BR 242, trecho do município de Ibotirama, na Região Oeste da Bahia.

Por volta das 21h50, os policiais faziam fiscalização na rodovia quando se depararam com uma carreta arrastando um dos semirreboques atrelado (veículo carga) pela via.

Percebendo a situação iminente de risco de um acidente grave, a equipe deu ordem de parada ao caminhão. Durante a verificação, observou-se que o condutor apresentava sintomas de embriaguez e o mesmo foi submetido ao teste do bafômetro, que teve como resultado a concentração de 0,98 mg de álcool por litro de ar alveolar, índice quase 3 vezes superior ao que configura crime de trânsito.

O caminhoneiro foi autuado por dirigir sob influência de álcool cuja infração é gravíssima com o pagamento de uma multa no valor de R$ 2.934,70, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Se houver reincidência no período de um ano, o valor é dobrado e a CNH é cassada.

Diante disso, foi dada voz de prisão ao condutor e o mesmo foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil.

Pelo crime de conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool o autor está sujeito a uma pena de detenção de até três anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.

A PRF alerta sobre as consequências da combinação de álcool e volante e atua no policiamento ostensivo e preventivo, sendo priorizada a fiscalização de condutas de risco como ultrapassagens proibidas, alcoolemia ao dirigir, excesso de velocidade, dentre outras, com foco na redução de acidentes

Em 2020, a Bahia foi o estado com o maior número de testes de embriaguez realizados nas rodovias federais do Brasil. Ao todo, os policiais efetuaram 74.313 testes de alcoolemia.

De janeiro a dezembro do ano passado, a quantidade de motoristas autuados por dirigir alcoolizado, por recusa ou por constatação, alcançou 1.921 autos de infração.

Desses motoristas flagrados alcoolizados em 2020, 184 motoristas foram encaminhados à Delegacia de Polícia para responderem criminalmente, visto que o índice verificado no ‘bafômetro’ foi igual ou superior a 0,34mg/l (miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões).

Quais os procedimentos adotados na fiscalização de alcoolemia:

a) motorista se recusa a fazer o teste de alcoolemia. Duas possibilidades:

a1. se não houver sinais de embriaguez, é lavrado um auto de infração com base no art. 165, A do CTB com previsão de multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por 1 ano. O veículo é retido até apresentação de condutor habilitado.

a2. se houver sinais de embriaguez, é lavrado um auto de infração com base no art. 165 do CTB com previsão de multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por 1 ano. Além disso, o motorista é conduzido preso pelo crime previsto no art. 306 do CTB. O veículo é retido até apresentação de condutor habilitado.

b) motorista faz o teste de alcoolemia com etilômetro homologado pelo DENATRAN e aferido pelo INMETRO. Três possibilidades:

b1. se o resultado no etilômetro for até 0,04 mg de álcool por litro de ar, aplica-se o erro metrológico e o resultado é zero, ou seja, o motorista pode dirigir e não é autuado.

b2. se o resultado no etilômetro for de 0,05 a 0,33 mg de álcool por litro de ar, é lavrado um auto de infração com base no art. 165 do CTB com previsão de multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por 1 ano. O veículo é retido até apresentação de condutor habilitado.

b3. se o resultado no etilômetro for maior que 0,33 mg de álcool por litro de ar, é lavrado um auto de infração com base no art. 165 do CTB com previsão de multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por 1 ano. Além disso, o motorista é conduzido preso pelo crime previsto no art. 306 do CTB. O veículo é retido até apresentação de condutor habilitado.

Poder Judiciário, OAB e Prefeitura se unem pela implantação de mais 02 varas Conquista


Em reunião na tarde de ontem (5) o juiz da 1ª Vara da Família, Dr. Cláudio Daltro, e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, subseção de Vitória da Conquista, Ronaldo Soares, apresentaram à prefeita Sheila Lemos demandas que a Prefeitura Municipal pode atender para a implantação da 2ª Vara da Família e da 2ª Vara de Fazenda Pública no município, que já foram criadas pela Lei de Organização Judiciária do Estado, mas ainda aguardam instalação.

“É urgente a necessidade da implantação dessas novas caras aqui em Conquista. Por isso, viemos aqui apresentar ao município algumas demandas para que possamos proceder com a instalação. Temos um convênio de cessão de servidores e temos toda essa parceria institucional em atividade e, com a instalação das novas varas, há necessidade de se ajustar alguns pontos”, comentou o juiz Cláudio Daltro.

A prefeita Sheila Lemos demonstrou apoio da administração em contribuir para a viabilização do pleito. “O nosso desejo é que o atendimento dispensado ao conquistense seja de excelência e de qualidade, e que seja ampliado o acesso do cidadão à justiça. Vamos continuar contribuindo com o que for possível para isso”, afirmou a prefeita de Vitória da Conquista.

Também participaram do encontro o Procurador Geral do Município, Edivaldo Ferreira Júnior e o Chefe do Gabinete Civil, Lucas Dias.

Pessoas de 50 anos ou mais com diabetes poderão se vacinar nesta sexta-feira, 07


Chegou a vez dos moradores de Vitória da Conquista com diabetes mellitus se vacinarem contra a Covid-19. A partir desta sexta-feira (7), os portadores da doença com 50 anos ou mais começam a ver vacinado. Também continua a imunização de idosos de 60 anos ou mais, trabalhadores da Educação de 50 a 59 anos e pessoas de 18 a 59 anos com transplante, síndrome de Down ou imunossupressão.

Para comprovação, os portadores de diabetes devem apresentar relatório médico, receita médica ou cadastro de acompanhamento da Unidade de Saúde de referência. Já os trabalhadores da Educação devem apresentar o contracheque de abril de 2021. As pessoas transplantadas, com síndrome de Down e imunossupressão, com idade entre 18 e 59 anos, devem levar o relatório médico e/ou receita médica. Todos os públicos incluídos na vacinação devem apresentar o documento pessoal com CPF.

Das 9h às 16h, a vacina estará disponível no drive-thru na Universidade Federal da Bahia (Ufba) e nos pontos fixos para pedestres: quadra da Igreja Nova Sião, Escola Municipal Professora Fidelcina Carvalho Santos, Colégio Paulo VI, Paróquia Rainha da Paz, Salão Paroquial da Santa Luzia e quadra esportiva da Fainor.

Já a 2ª dose da vacina Oxford/Fiocruz para aquelas pessoas com retorno marcado no cartão de vacina para o dia 7 de maio prossegue, no drive-thru do Comando de Policiamento da Região Sudoeste (CPRSO) e também nos pontos fixos de pedestres, onde estarão vacinando com a primeira dose.

Doenças crônicas – Na imunização de pessoas com doenças crônicas e condições clínicas especiais, de 18 a 59 anos, estão incluídos apenas indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente maior de 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos seis meses, e neoplasias hematológicas.

Semob informa mudança provisória de trânsito no trecho da Olívia Flores em obras


A Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) informa que nesta sexta-feira (07), a partir das 7h da manhã, até sábado (08), por volta das 16h, a Avenida Olívia Flôres, sentido Uesb, estará fechada no trecho entre as avenidas Jesiel Norberto e Luís Eduardo Magalhães.

O itinerário dos ônibus no sentido Uesb também sofre alteração. Os ônibus estarão desviando o itinerário pela av. Campo Grande e rua Braulinio Santos. A rotatória continua funcionando para quem trafegar na Avenida Luís Eduardo Magalhães, sentido Avenida Juracy Magalhães. Quem se dirigir à Uesb no período da interdição, precisa fazer outro percurso, entrando à direita na Avenida Jesiel Norberto.

 

MAIS LETAL DA HISTÓRIA: Operação policial na favela Jacarezinho deixa 25 mortos


Foto: Fabiano Rocha/Divulgação

Uma Operação Policial da Polícia Civil do Rio de Janeiro ocorrida nesta quinta-feira (06) entra para a história como a mais letal de todos os tempos no estado. A ação, autorizada previamente pelo Ministério Público, foi coordenada pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), com apoio de outras unidades do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE), do Departamento Geral de Polícia da Capital (DGPC) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE).

A Operação deixou 25 pessoas mortas, entre estas um policial, com tiro na cabeça, e provocou um intenso tiroteio no início da manhã desta quinta-feira (6). Seis pessoas foram presas e armas foram apreendidas.

Durante a operação, não havia movimentação de moradores nas ruas e vielas do Jacarezinho.

Operação Exceptis investiga o aliciamento de crianças e adolescentes para ações criminosas, como assassinatos, roubos e até sequestros de trens da Supervia. A polícia afirma que o tráfico da região adota táticas de guerrilha, com armas pesadas e “soldados fardados”.

O Jacarezinho é considerado uma base do Comando Vermelho, a maior facção do tráfico de drogas em atividade no Rio. A comunidade é predominantemente plana, repleta de ruelas e cercada de barricadas instaladas pelo crime — o que dificulta o acesso de blindados, por exemplo.

Segundo a Polícia, até 15h30, a operação tinha apreendido:

  • 15 pistolas
  • 6 fuzis
  • 1 sub-metralhadora
  • munição antiaérea
Detalhe da munição anti-aérea apreendida no Jacarezinho — Foto: Eliane Santos/G1

Detalhe da munição anti-aérea apreendida no Jacarezinho — Foto: Eliane Santos/G1

A ação envolveu:

  • 250 polícias
  • 4 blindados
  • 2 helicópteros

Escutas identificaram 21 criminosos

Com a quebra dos dados telemáticos autorizada pela Justiça, foram identificados 21 integrantes do grupo criminoso, todos responsáveis por garantir o domínio territorial da região com utilização de armas de fogo.

A polícia identificou uma estrutura típica de guerra provida de centenas de “soldados” munidos com fuzis, pistolas, granadas, coletes balísticos, roupas camufladas e todo tipo de acessórios militares.

Pelas redes sociais, moradores relataram mais mortes que as computadas, além de corpos no chão, invasão de casas e celulares confiscados. À tarde, eles chegaram a fazer um protesto na comunidade. A polícia negou que fez qualquer execução durante a operação.

“Se alguém fala de execução nessa operação, foi no momento em que o policial foi morto com um tiro na cabeça “, disse o delegado Rodrigo Oliveira, da Core.

Dois passageiros do metrô foram baleados dentro de um vagão da linha 2, na altura da estação Triagem, e sobreviveram. Um morador foi atingido no pé, dentro de casa, e passa bem. Dois policiais civis também se feriram.

Vídeos registraram o som de rajadas, e explosões de bombas foram registradas em diferentes pontos da favela (veja vídeo abaixo).

Ação é a que resultou em mais mortes no Estado no período democrático, segundo dados do Grupo de Estudos dos Novos Ilegalismos da Universidade Federal Fluminense (Geni-UFF)

Nota do Ministério Público

O MPRJ informa que a operação realizada nesta data na comunidade do Jacarezinho foi comunicada à Instituição logo após o seu início, sendo recebida às 9hs.

A motivação apontada para a realização da operação se reporta ao cumprimento de mandados judiciais – processo 0158323-03.2020.8.19.0001 – de prisão preventiva e de buscas e apreensão no interior da comunidade, sabidamente dominada por facção criminosa.

A Polícia Civil apontou a extrema violência imposta pela organização criminosa como elemento ensejador da urgência e excepcionalidade para realização da operação, elencando a “prática reiterada do tráfico de drogas, inclusive com a prática de homicídios, com constantes violação aos direitos fundamentais de crianças e adolescentes e demais moradores que residem nessas comunidades” como justificativas para a sua necessidade. Indicou, por fim, a existência de informação de inteligência que indicaria o local de guarda de armas de fogo e drogas.

Nesse contexto, importante esclarecer que a realização de operações policiais não requer prévia autorização ou anuência por parte do Ministério Público, mas sim a comunicação de sua realização e justificativa em atendimento aos comandos expressos do Supremo Tribunal Federal, a partir do julgamento da ADPF 635-RJ.

O MPRJ, desde o conhecimento das primeiras notícias referentes à realização da operação que vitimou 24 civis e 1 policial civil, vem adotando todas as medidas para a verificação dos fundamentos e circunstâncias que envolvem a operação e mortes decorrentes da intervenção policial, de modo a permitir a abertura de investigação independente para apuração dos fatos, com a adoção das medidas de responsabilização aplicáveis.

Informa, ainda, que o canal de atendimento do Plantão Permanente disponibilizado pelo MPRJ recebeu, nesta tarde, notícias sobre a ocorrência de abusos relacionados à operação em tela, que serão investigadas. Cabe ressaltar que, logo pela manhã, a atuação da Coordenação de Segurança Pública, do Grupo Temático Temporário e da Promotoria de Investigação Penal teve início a partir do conhecimento dos fatos pela divulgação na imprensa e redes sociais.

Equipe de Promotores de Justiça acompanha a situação no momento, não havendo ainda confirmação de retomada da estabilidade da segurança no local.

O MPRJ reitera a disponibilidade dos canais de comunicação com o Plantão Permanente (21 2215-7003, telefone e Whatsapp Business) para a apresentação de informações e o oferecimento, por parte da população e sociedade civil em geral, de registros audiovisuais que possam contribuir para a regular apuração dos fatos e identificação de vítimas e familiares que possam vir a colaborar com as investigações.

Por fim, o MPRJ reafirma que todas as apurações serão conduzidas em observância aos pressupostos de autonomia exigidos para o caso, de extrema e reconhecida gravidade.

Polícia faz operação no Jacarezinho — Foto: Reprodução/TV Globo

Polícia faz operação no Jacarezinho — Foto: Reprodução/TV Globo

Homens armados tentam fugir durante operação da polícia em telhado no Jacarezinho, Zona Norte do Rio — Foto: Reprodução/TV Globo

Homens armados tentam fugir durante operação da polícia em telhado no Jacarezinho, Zona Norte do Rio — Foto: Reprodução/TV Globo

Com informações do G1 e ESTADÃO

Luto: Arnaldinho, ex-operador de áudio da Rádio Clube é mais uma vítima da Covid-19


Foto: Blog da Redação

 

O Blog do Caíque Santos lamenta a morte de Arnaldo Silva, aos 59 anos, vítima do coronavirus. “Arnaldinho”, como era conhecido, foi por muitos anos operador de áudio da Rádio Clube de Conquista, nos áureos tempos desta emissora. Pessoa simpática, alegre e que deixará muitas saudades.

Arnaldinho estava internado por ter contraído a covid-19. Devido a complicações causadas pela doença, não resistiu. Antigo morador do bairro Urbis 4, ele deixa esposa.

Que Deus o receba e possa consolar familiares e amigos.

Com informações de Jânio Freitas

 

Mulher é presa acusada de estuprar criança em Vitória da Conquista


A Polícia Civil de Conquista prendeu uma mulher de iniciais E.F.A., de 55 anos, por acusação de estupro de uma criança menor de idade. De acordo com a delegada Rosilene Correia, foram 03 anos de abusos. A acusada é amiga da família e cuidava da criança. Os abusos aconteciam quando a vítima tinha entre seis e nove anos de idade.

Uma mulher identificada como E.F.A., de 55 anos, foi presa nesta terça-feira (4) suspeita de estuprar uma criança durante três anos em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. Os abusos aconteciam quando a vítima tinha entre seis e nove anos de idade.

“A criança passou por vários exames psiquiátricos, por problemas depressivos e rendimento escolar afetado. Então todo o abuso provocou traumas que se não forem curados, serão para a vida inteira”, explicou a delegada.

Com informações do G1

Acidente entre moto e carro na Frei Benjamim nesta quarta-feira (05)


Por volta das 08 horas desta quarta-feira (05), durante o patrulhamento de rotina, uma guarnição da Polícia Militar se deparou com uma ocorrência de acidente de trânsito com vítima, na Av. Frei Benjamin, bairro Brasil, em Vitória da Conquista. O sinistro envolveu uma motocicleta, conduzida por um homem de 31 anos e um veículo, dirigido por um cidadão de 54.

O motociclista, que não possuía lesões aparentes, mas sentiu fortes dores na altura da clavícula, foi atendido por uma equipe do SAMU 192 e conduzido para o Hospital São Vicente. O condutor do veículo não se machucou. A ocorrência foi registrada junto ao DISEP.

FONTE: ASCOM da 78ª CIPM/VITÓRIA DA CONQUISTA/BA