Blog do Caique Santos

MAIS LETAL DA HISTÓRIA: Operação policial na favela Jacarezinho deixa 25 mortos


Foto: Fabiano Rocha/Divulgação

Uma Operação Policial da Polícia Civil do Rio de Janeiro ocorrida nesta quinta-feira (06) entra para a história como a mais letal de todos os tempos no estado. A ação, autorizada previamente pelo Ministério Público, foi coordenada pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), com apoio de outras unidades do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE), do Departamento Geral de Polícia da Capital (DGPC) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE).

A Operação deixou 25 pessoas mortas, entre estas um policial, com tiro na cabeça, e provocou um intenso tiroteio no início da manhã desta quinta-feira (6). Seis pessoas foram presas e armas foram apreendidas.

Durante a operação, não havia movimentação de moradores nas ruas e vielas do Jacarezinho.

Operação Exceptis investiga o aliciamento de crianças e adolescentes para ações criminosas, como assassinatos, roubos e até sequestros de trens da Supervia. A polícia afirma que o tráfico da região adota táticas de guerrilha, com armas pesadas e “soldados fardados”.

O Jacarezinho é considerado uma base do Comando Vermelho, a maior facção do tráfico de drogas em atividade no Rio. A comunidade é predominantemente plana, repleta de ruelas e cercada de barricadas instaladas pelo crime — o que dificulta o acesso de blindados, por exemplo.

Segundo a Polícia, até 15h30, a operação tinha apreendido:

  • 15 pistolas
  • 6 fuzis
  • 1 sub-metralhadora
  • munição antiaérea
Detalhe da munição anti-aérea apreendida no Jacarezinho — Foto: Eliane Santos/G1

Detalhe da munição anti-aérea apreendida no Jacarezinho — Foto: Eliane Santos/G1

A ação envolveu:

  • 250 polícias
  • 4 blindados
  • 2 helicópteros

Escutas identificaram 21 criminosos

Com a quebra dos dados telemáticos autorizada pela Justiça, foram identificados 21 integrantes do grupo criminoso, todos responsáveis por garantir o domínio territorial da região com utilização de armas de fogo.

A polícia identificou uma estrutura típica de guerra provida de centenas de “soldados” munidos com fuzis, pistolas, granadas, coletes balísticos, roupas camufladas e todo tipo de acessórios militares.

Pelas redes sociais, moradores relataram mais mortes que as computadas, além de corpos no chão, invasão de casas e celulares confiscados. À tarde, eles chegaram a fazer um protesto na comunidade. A polícia negou que fez qualquer execução durante a operação.

“Se alguém fala de execução nessa operação, foi no momento em que o policial foi morto com um tiro na cabeça “, disse o delegado Rodrigo Oliveira, da Core.

Dois passageiros do metrô foram baleados dentro de um vagão da linha 2, na altura da estação Triagem, e sobreviveram. Um morador foi atingido no pé, dentro de casa, e passa bem. Dois policiais civis também se feriram.

Vídeos registraram o som de rajadas, e explosões de bombas foram registradas em diferentes pontos da favela (veja vídeo abaixo).

Ação é a que resultou em mais mortes no Estado no período democrático, segundo dados do Grupo de Estudos dos Novos Ilegalismos da Universidade Federal Fluminense (Geni-UFF)

Nota do Ministério Público

O MPRJ informa que a operação realizada nesta data na comunidade do Jacarezinho foi comunicada à Instituição logo após o seu início, sendo recebida às 9hs.

A motivação apontada para a realização da operação se reporta ao cumprimento de mandados judiciais – processo 0158323-03.2020.8.19.0001 – de prisão preventiva e de buscas e apreensão no interior da comunidade, sabidamente dominada por facção criminosa.

A Polícia Civil apontou a extrema violência imposta pela organização criminosa como elemento ensejador da urgência e excepcionalidade para realização da operação, elencando a “prática reiterada do tráfico de drogas, inclusive com a prática de homicídios, com constantes violação aos direitos fundamentais de crianças e adolescentes e demais moradores que residem nessas comunidades” como justificativas para a sua necessidade. Indicou, por fim, a existência de informação de inteligência que indicaria o local de guarda de armas de fogo e drogas.

Nesse contexto, importante esclarecer que a realização de operações policiais não requer prévia autorização ou anuência por parte do Ministério Público, mas sim a comunicação de sua realização e justificativa em atendimento aos comandos expressos do Supremo Tribunal Federal, a partir do julgamento da ADPF 635-RJ.

O MPRJ, desde o conhecimento das primeiras notícias referentes à realização da operação que vitimou 24 civis e 1 policial civil, vem adotando todas as medidas para a verificação dos fundamentos e circunstâncias que envolvem a operação e mortes decorrentes da intervenção policial, de modo a permitir a abertura de investigação independente para apuração dos fatos, com a adoção das medidas de responsabilização aplicáveis.

Informa, ainda, que o canal de atendimento do Plantão Permanente disponibilizado pelo MPRJ recebeu, nesta tarde, notícias sobre a ocorrência de abusos relacionados à operação em tela, que serão investigadas. Cabe ressaltar que, logo pela manhã, a atuação da Coordenação de Segurança Pública, do Grupo Temático Temporário e da Promotoria de Investigação Penal teve início a partir do conhecimento dos fatos pela divulgação na imprensa e redes sociais.

Equipe de Promotores de Justiça acompanha a situação no momento, não havendo ainda confirmação de retomada da estabilidade da segurança no local.

O MPRJ reitera a disponibilidade dos canais de comunicação com o Plantão Permanente (21 2215-7003, telefone e Whatsapp Business) para a apresentação de informações e o oferecimento, por parte da população e sociedade civil em geral, de registros audiovisuais que possam contribuir para a regular apuração dos fatos e identificação de vítimas e familiares que possam vir a colaborar com as investigações.

Por fim, o MPRJ reafirma que todas as apurações serão conduzidas em observância aos pressupostos de autonomia exigidos para o caso, de extrema e reconhecida gravidade.

Polícia faz operação no Jacarezinho — Foto: Reprodução/TV Globo

Polícia faz operação no Jacarezinho — Foto: Reprodução/TV Globo

Homens armados tentam fugir durante operação da polícia em telhado no Jacarezinho, Zona Norte do Rio — Foto: Reprodução/TV Globo

Homens armados tentam fugir durante operação da polícia em telhado no Jacarezinho, Zona Norte do Rio — Foto: Reprodução/TV Globo

Com informações do G1 e ESTADÃO

Mulher é presa acusada de estuprar criança em Vitória da Conquista


A Polícia Civil de Conquista prendeu uma mulher de iniciais E.F.A., de 55 anos, por acusação de estupro de uma criança menor de idade. De acordo com a delegada Rosilene Correia, foram 03 anos de abusos. A acusada é amiga da família e cuidava da criança. Os abusos aconteciam quando a vítima tinha entre seis e nove anos de idade.

Uma mulher identificada como E.F.A., de 55 anos, foi presa nesta terça-feira (4) suspeita de estuprar uma criança durante três anos em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. Os abusos aconteciam quando a vítima tinha entre seis e nove anos de idade.

“A criança passou por vários exames psiquiátricos, por problemas depressivos e rendimento escolar afetado. Então todo o abuso provocou traumas que se não forem curados, serão para a vida inteira”, explicou a delegada.

Com informações do G1

Acidente entre moto e carro na Frei Benjamim nesta quarta-feira (05)


Por volta das 08 horas desta quarta-feira (05), durante o patrulhamento de rotina, uma guarnição da Polícia Militar se deparou com uma ocorrência de acidente de trânsito com vítima, na Av. Frei Benjamin, bairro Brasil, em Vitória da Conquista. O sinistro envolveu uma motocicleta, conduzida por um homem de 31 anos e um veículo, dirigido por um cidadão de 54.

O motociclista, que não possuía lesões aparentes, mas sentiu fortes dores na altura da clavícula, foi atendido por uma equipe do SAMU 192 e conduzido para o Hospital São Vicente. O condutor do veículo não se machucou. A ocorrência foi registrada junto ao DISEP.

FONTE: ASCOM da 78ª CIPM/VITÓRIA DA CONQUISTA/BA

Polícia conduz à delegacia homem acusado de perturbação do sossego; Som automotivo foi apreendido


Com a pandemia muitas pessoas deixam de sair de casa, mas acabam exagerando na diversão, esquecendo as regras de convivência social. Neste domingo (02), por volta das 18 horas, uma guarnição da Polícia Militar da 78ª CIPM, durante o patrulhamento no bairro Simão, foi acionada por populares, para atender uma solicitação de perturbação do sossego.

No local, os policiais se depararam com um cidadão ouvindo som automotivo em volume elevado, perturbando o sossego da população. O proprietário do veículo foi conduzido para o DISEP, onde a ocorrência foi registrada. A aparelhagem sonora do veículo foi removida e apreendida.

FONTE: ASCOM da 78ª CIPM/VITÓRIA DA CONQUISTA/BA

DISQUE DENÚNCIA :
77981620971

Morte de Presidente da Câmara de Vereadores de Itapetinga será investigada pela Polícia Civil


O vereador Léo Matos (PSD), presidente da Câmara Municipal de Itapetinga, no sudoeste da Bahia, que estava desparecido desde a sexta-feira (23), foi encontrado morto na manhã deste domingo (25). A informação foi confirmada pela prefeitura e pela Casa Legislativa da cidade.

Segundo informações da vereadora Emanuelle Brandão (MDB), o corpo foi encontrado boiando, por volta das 6h30, em um lago em uma fazenda de propriedade do próprio Léo, no povoado de Palmares.

Ele estava no primeiro mandato como vereador na cidade e havia completado 46 anos no dia 14 de abril.

A Câmara Municipal informou que estão sendo realizadas buscas na propriedade de Léo Matos, onde o carro dele teria sido localizado. Ainda não há informações da autoria ou o que pode ter motivado a morte do vereador.

De acordo com o funcionário da Câmara, Aete Matos, ele não sofria ameaças e não tinha inimigos declarados. O caso será investigado pela Polícia Civil.

“Ele foi encontrado por volta das 6h30 depois de estar desaparecido desde sexta-feira. A suspeita inicial é de afogamento. Mas a polícia não descarta outras possibilidades. Ele havia assumido o cargo no início do ano e nunca falou sobre ameaças ou algo do tipo”, disse Aete.

A prefeitura de Itapetinga emitiu uma nota lamentando a morte do vereador.

“Itapetinga amanheceu enlutada. Em meio a tempos já tão difíceis, a perda do vereador Leonardo Matos faz com que comecemos a semana ainda mais cheios de dor e tristeza. A morte levou Leo Matos para longe de nós de forma muito precoce. Infelizmente, pôs fim ao futuro promissor de um político, à vida de um pai, de um marido, de um filho que tinha muita história para escrever ainda. Interrompeu cedo seus sonhos e deixou, sem dúvidas, muitas saudades”, disse trecho da nota.

Itapetinga amanheceu enlutada. Em meio a tempos já tão difíceis, a perda do vereador Leonardo Matos faz com que…

Publicado por Prefeitura de Itapetinga em Domingo, 25 de abril de 2021

Câmara de Vereadores de Conquista lamenta morte de Leo Matos

A Câmara Municipal de Vitória da Conquista, por meio do presidente Luís Carlos Dudé, manifesta profundo pesar pela morte precoce do vereador Leonardo Rodrigues Matos, aos 46 anos, presidente da Câmara de Itapetinga.

O corpo de Leo Matos foi encontrado em um açude na própria fazenda dele, em Itapetinga, na manhã deste domingo (25). Ele estava desaparecido desde sábado quando saiu para fazer o pagamento dos funcionários da fazenda.

Leonardo era advogado e estava em seu primeiro mandato. Foi eleito pelo Partido Social Democrático (PSD). Era muito conhecido na cidade e região. Ele deixa esposa e um filho.

Nesse momento de dor, o Legislativo Conquistense se solidariza com a família, amigos, eleitores, correligionários e com toda a população itapetinguense por essa perda irreparável.

Prefeita de Conquista emite Nota de Pesar pelo falecimento de Leonardo Matos

A prefeita Sheila Lemos, em nome de toda a administração municipal, lamenta profundamente o falecimento do advogado e presidente da Câmara de Vereadores de Itapetinga, Leonardo Rodrigues Matos, aos 46 anos.

À esposa, Ana Bárbara, ao filho José Clemente, familiares e amigos, as condolências e a solidariedade da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista.

Com informações do G1

VÍDEO: Câmeras flagram assalto a supermercado no Morada dos Pássaros em Conquista


Dupla roubou R$ 270 do caixa do mercado, além de telefones celulares e cartão de crédito em Vitória da Conquista — Foto: Reprodução/TV Bahia

Dois homens assaltaram um supermercado na tarde de terça-feira (2), no bairro Morada dos Pássaros 3, em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. Toda a ação foi registrada por câmeras de segurança do estabelecimento, que mostram os homens chegando em uma motocicleta e cometendo o crime.

As primeiras imagens mostram a dupla parando o veículo na área externa do ponto comercial e entrando no mercado. Outra câmera do circuito interno flagra um dos suspeitos recolhendo o dinheiro do caixa enquanto o segundo permanece do outro lado do balcão.

Os dois homens permanecem usando capacete todo o tempo e não foi possível ver o rosto dos criminosos. De acordo com informações da Polícia Militar, agentes da 77ª CIPM foram acionados, mas quando chegaram ao local, a dupla já havia fugido.

Segundo clientes que estavam no local, os criminosos roubaram dois telefones celulares, cartões de crédito e R$ 270 do caixa do mercado. Os policiais fizeram ronda nas imediações, mas os suspeitos não foram encontrados.

Dupla roubou R$ 270 do caixa do mercado, além de telefones celulares e cartão de crédito em Vitória da Conquista — Foto: Reprodução/TV Bahia

VÍDEO: Cliente reage a assalto e acaba matando operadora de caixa em Salvador


Uma jovem de 23 anos, operadora de caixa de um mercado na Rua da Matriz, no bairro de Valéria em Salvador (BA), foi morta durante um assalto ao estabelecimento na noite de quarta-feira (3).

O crime aconteceu por volta das 19h30. No vídeo é possível ver o momento em que um homem armado invade o mercado e os clientes tentam se proteger. Um dos clientes, que ainda não foi identificado, de repente saca uma arma e reage ao assalto. Câmeras de segurança registraram a ação.

O tiro que o cliente disparou acertou a trabalhadora Alícia Gonçalves Santos. Ela foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Valéria, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Jequié: Homem é morto a pauladas ao tentar furtar verduras de feirante


Foto meramente ilustrativa. Fonte: Google

 

Homicídio no Joaquim Romão, Jequié-BA – Na noite de quarta-feira (3), por volta das 23h, o proprietário de uma barraca flagrou um indivíduo furtando suas mercadorias. O mesmo se apoderou de um pedaço de madeira e agrediu o homem fisicamente ficando o mesmo desacordado.

Uma unidade do SAMU foi acionada ao local e ao chegar, constatou que o homem não apresentava os sinais vitais.

A Polícia Militar deteve o suspeito e o apresentou na Delegacia Territorial de Polícia, enquanto a equipe do DPT de Jequié, removeu o corpo da vítima para necropsia.

As identidades do acusado e da vítima, não foram reveladas pela polícia

Fonte: Jequié Repórter

Bahia é o primeiro estado em homicídios de mulheres e o terceiro em feminicídios


A Bahia registrou 70 casos de feminicídios e 80 tentativas de feminicídio/agressão física no ano de 2020. Mas o número de mulheres mortas por serem mulheres pode ser maior. É o que revela o boletim A dor e a luta: números do feminicídio, que será lançado em 4 de março, pela Rede de Observatórios da Segurança com dados da Bahia, Ceará, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo.

O estudo mostra as dinâmicas dos crimes contra mulheres nos cinco estados da Rede através de 1823 casos monitorados – entre eles, 449 são feminicídios. São cinco registros de crimes contra mulheres por dia. Feminicídios e violência contra mulher ocupam o terceiro lugar entre os registros da Rede em 2020. Estão atrás apenas de eventos com armas de fogo e ações policiais. Em 58% dos casos de feminicídios e 66% dos casos de agressão, os criminosos eram companheiros da vítima.

Os dados são produzidos a partir de um monitoramento do que circula nos meios de comunicação e nas redes sociais sobre violência e segurança. Todos os dias, as pesquisadoras conferem dezenas de veículos de imprensa, coletam informações e alimentam um banco de dados que posteriormente é revisado e consolidado. São oito categorias de crimes contra mulheres: tentativa de feminicídio e feminicídio são os maiores registros no nosso banco.

Porém, na Bahia há mais registros de homicídios de mulheres. Com 111 registros, o estado ocupa o primeiro lugar nesse tipo de violência. Em muitos casos é difícil obter as informações completas sobre os crimes. Quando os detalhes não foram informados pela mídia – que recebe informações da polícia -, ou quando não se sabe nada sobre a vítima, pessoa suspeita ou motivação, catalogamos o fato como homicídio. Ou seja, entre esses 111 homicídios podem haver feminicídios não classificados por falta de elementos.

Outro ponto sobre a desinformação em relação aos crimes na imprensa, é que não há como traçar um perfil sobre o quantitativo de mulheres negras vítimas desses crimes. Na Bahia, em apenas 26 casos sabemos a cor da vítima.

Transfeminicídios

A Rede monitorou 21 casos de mortes de pessoas trans em 2020. Foram 13 no estado do Ceará, sete em São Paulo e um em Pernambuco. Estes números estão presentes nos casos de violência LGBTQI+. O Rio de Janeiro e a Bahia não tiveram registros na imprensa.

O boletim na íntegra está disponível no https://observatorioseguranca.com.br/

Sobre a Rede

A Rede de Observatórios da Segurança monitora números da violência. Trabalhamos na produção de dados independentes, com rigor e qualidade, neste momento em que nem mesmo com o recurso da Lei de Acesso à informação conseguimos obter respostas dos governos. O acompanhamento é feito desde 2018, no Rio de Janeiro, e de junho de 2019, nos cinco estados que formam a Rede.

A Rede é um projeto do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (CESeC), com apoio da Fundação Ford, formada por cinco observatórios locais, mantidos em parceria com as organizações: Iniciativa Negra por uma Nova Política sobre Drogas (INNPD); Gabinete de Assessoria Jurídica às Organizações Populares (Gajop); Laboratório de Estudos da Violência (LEV/UFC); O objetivo é monitorar e difundir informações sobre segurança pública, violência e direitos humanos.

Identificado corpo encontrado no bairro Henriqueta Prates em Conquista


Um corpo foi encontrado numa valeta no bairro Henriqueta Prates, em Conquista. De acordo com informações do Blog do Leo Santos, a vítima foi Identificada como de Felipe Xavier Santos, vulgo ‘Paulista’

.Uma guarnição da 78 esteve no local e registrou a ocorrência.

O corpo foi encaminhado para o IML onde passará por necropsia. A motivação e autoria do crime estão sendo investigadas pela polícia.