Centro de Cultura: reformas devem ser finalizadas em 2018


Contando com um investimento superior a R$ 1 milhão, o Governo do Estado iniciou no dia 7 de novembro uma reforma referente ao Projeto de Segurança, Combate a Incêndio, Pânico e Acessibilidade, no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, que indica que após as obras, e mais de 3 anos sem funcionamento, o centro poderá finalmente voltar a receber artistas, parceiros e público, com uma maior segurança e conforto. Além de possibilitar autonomia às pessoas com deficiência em suas dependências, oferecendo acessibilidade a todos.

Também estão previstas pintura, recuperação do piso, reforma da cobertura do forro, além de melhorias na caixa cênica e na implantação de paisagismo, oferecendo uma melhor integração entre o espaço cultural e a paisagem local.

A área contará ainda com novos equipamentos, como: poltronas para a sala principal, mobiliário para o foyer, equipamentos de iluminação e vestimentas cênicas.

Reformas passadas: Em 2014, o Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima recebeu a primeira etapa de serviços de requalificação, que serviram para adequar o ambiente às normas de acessibilidade. Após essas intervenções houve a possibilidade do Centro realizar atrações apenas em sua área externa, a Concha Acústica, visto que as dependências do teatro não ofereciam suporte adequado para recepção do público, o que fez com que o Centro tivesse de permanecer inativo por mais de 3 anos devido a necessidade de adequação da área.

Para a diretora de espaços culturais Maria Marighella, o Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima é “um importante ponto de difusão e circulação das expressões artísticas e culturais do território e do país. Nele, há um ambiente fértil para a formação humana, seja através da fruição, vivência e lazer”.

O superintendente de Desenvolvimento Territorial da Cultura Sandro Magalhães, ressalta todo o esforço empregado para a concretização desse projeto. “É com orgulho que muito em breve devolveremos esse importante equipamento cultural para o público e a comunidade artística do Sudoeste Baiano. Trabalhamos bastante para oferecer um espaço que seja local das expressões artísticas e culturais desse território”.

A reabertura do teatro está prevista para acontecer no primeiro quadrimestre de 2018, sendo este espaço um ambiente adequado para promover encontros que aproximam a sociedade da arte, proporcionando à comunidade um diálogo e vivências culturais que reforçam a diversidade artística local, que muitas vezes permanece desassistida pela cidade, que ainda hoje, não oferece uma diversidade de espaços adequados em prol da promoção da voz da cultura na cidade.