Escudo usado em operação contra Adriano é de curso do Bope


A Secretaria de Segurança Pública da Bahia divulgou ontem fotos do escudo balístico usado na operação que resultou na morte do miliciano Adriano da Nóbrega.

Na imagem, o perito exibe marcas de impactos de projéteis que teriam partido da arma de Adriano.

Ocorre que o equipamento, que traz a inscrição ‘Copes’, é do Curso de Operações Policiais Especiais, que forma integrantes do Bope-BA. Não é o escudo de uso regular do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar.

Policiais ouvidos por O Antagonista disseram que esse tipo de equipamento nunca poderia ser utilizado numa operação oficial.

A Secretaria de Segurança da Bahia alega que o escudo foi adesivado para uso no curso e que é natural reutilizarem o equipamento em ações oficiais.

Veja abaixo os dois modelos: