Imagens chocantes revelam por que o Brasil deve banir a exportação de animais vivos


Para que isso não continue acontecendo, a Mercy For Animals criou uma petição pedindo ao Senado Federal brasileiro que aprove o Projeto de Lei 357/2018, que proibirá, no Brasil, a exportação de animais vivos que se destinem ao abate em outros países.

Além do estresse do ambiente desconhecido, do ruído e do movimento constante dos navios, eles são forçados a viver por semanas apertados e tendo que deitar em seus próprios excrementos. Após essa terrível jornada, eles acabam sendo mortos no país de destino enquanto ainda conscientes e capazes de sentir dor. Se tal abate ocorresse no Brasil, seria considerado ilegal.

A exportação de animais vivos para abate está sendo progressivamente eliminada da Nova Zelândia e da Índia, e já foi objeto de projetos de leis, leis e decisões judiciais que proibiriam essa prática no Brasil. O Ministério Público Federal também defendeu o fim da exportação de animais vivos para abate, considerando-a inconstitucional.

“Desde o dia em que esses animais são carregados em navios lotados e sujos até o dia em que são brutalmente mortos, suas vidas são cheias de miséria e privação”, disse Sandra Lopes, Diretora Executiva da Mercy For Animals no Brasil. “Como uma sociedade civilizada, é nosso dever banir a absurda prática de exportação de animais vivos, um completo desastre animal e ambiental”.

Luisa Mell, que participou da divulgação dos materiais com a Mercy For Animals, também destacou ‘‘O que esses animais passam no trajeto desde a fazenda até o Oriente Médio é pior do que os nossos piores pesadelos. Algo que, se acontecesse com um cachorro, teríamos uma multidão de pessoas e toda a imprensa mobilizadas para banir. É preciso acabar com esse absurdo imediatamente.’’

Para assistir ao vídeo, acesse ExportacaoVergonha.com.br