Justiça decreta prisão de João de Deus após 330 denúncias de abusos sexuais


A Justiça de Goiás determinou, nesta sexta-feira (14), a prisão preventiva de João de Deus. O médium é suspeito de praticar abusos sexuais durante tratamentos espirituais, em Abadiânia, em Goiás.

A informação foi confirmada à TV Anhanguera pelo secretário de Segurança Pública de Goiás, Irapuan Costa Júnior. João de Deus é alvo de mais de 300 denúncias de abuso sexual e de estupro.

* Mais informações em instantes.

Fonte: Último Segundo