Máfia dos Sanguessugas: Justiça manda prender deputado do MDB


O desembargador Ney Bello determinou hoje a prisão do deputado estadual Cabo Júlio (MDB) por envolvimento na chamada máfia das sanguessugas. O deputado foi condenado em segunda instância. A prisão segue o entendimento do Supremo de que a pena pode começar a ser cumprida antes do trânsito em julgado.

O Escândalo dos Sanguessugas, também conhecido como máfia das ambulâncias, foi um escândalo de corrupção que estourou em 2006 devido à descoberta de uma quadrilha que tinha como objetivo desviar dinheiro público destinado à compra de ambulâncias. Entre seus principais envolvidos estavam os ex-deputados Ronivon Santiago, Carlos Rodrigues e Cabo Júlio.

Na época, uma das principais lideranças políticas de Vitória da Conquista, o falecido ex-deputado federal Coriolano Sales, foi o primeiro dos 69 deputados e três senadores acusados pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Sanguessugas a renunciar ao mandato. Sales foi acusado de ter recebido R$ 162.500,00 de propina da máfia das ambulâncias em sua conta bancária . O caso daria origem, no mesmo ano, ao Escândalo do Dossiê. (Com informações do Estadão)