Comerciantes de Conquista prometem manifestações e até desobediência ao lockdown


Comerciantes e funcionários do comércio de Vitória da Conquista estão convocando manifestações contra o apoio da Prefeitura ao decreto de prorrogação do lockdown até a quarta-feira. Nas redes sociais, donos de academias de musculação estão compartilhando um card em que argumentam que o setor deve ser considerado essencial, pois está relacionado com a saúde.

Um áudio que também circula nos grupos de whatsapp, de outro suposto empresário da cidade, diz que outro grupo articula não obedecer ao decreto nesta segunda-feira ou também aderir à manifestação dos donos de academia.

OUÇA ABAIXO:

 

 

Conquista: Número de mortos chega a 310 e 87% dos leitos de UTI estão ocupados


Até este domingo (28), Vitória da Conquista registrou o total de 20.101 casos confirmados da Covid-19, sendo que 19.371 deles são de pessoas já recuperadas. Outros 420 pacientes diagnosticados com a doença continuam em processo de recuperação (37 internados em Vitória da Conquista, dois em outros municípios e 381 em tratamento domiciliar) e 310 moradores do município evoluíram para óbito.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, até hoje, foram registradas 73.734 notificações, dos quais 14.959 casos foram descartados e 34.936 apresentaram síndrome gripal não especificada.

Deste total, ainda há 3.738 casos que aguardam classificação final, sendo que 3.722 aguardam por investigação laboratorial e 16 casos aguardam resultado de exame RT-PCR (LACEN Estadual).

Panorama de ocupação dos leitos – Hoje, 90 pacientes estão internados em parte dos 148 leitos disponíveis (78 enfermarias e 70 leitos de UTI) na rede SUS para tratamento de pacientes confirmados ou com suspeita de infecção pelo novo Coronavírus. Além de moradores de Vitória da Conquista, também estão internados residentes dos seguintes municípios:

Barra do Choça;
Brumado;
Caatiba;
Caculé;
Caetanos;
Cândido Sales;
Dom Basílio;
Encruzilhada;
Eunápolis;
Guanambi;
Igaporã;
Itapetinga;
Jacaraci;
Jussiape;
Livramento de Nossa Senhora;
Macarani;
Macaúbas;
Malhada;
Pindaí;
Planalto;
Poções;
Rio de Contas;
Rio do Pires;
Tanhaçu;
Tremedal.

Clique aqui para acessar o Boletim epidemiológico completo.

Call Center– A Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza um Call Center para tirar dúvidas da população sobre a Covid-19 e atender pessoas que apresentem sintomas suspeitos.

● Telefones fixos:(77) 3429-3468/3429-3469/3429-3470
● Celulares:(77) 98834-9988 / 98834-9900 / 98834-9977 / 98834-9911 / 98856-4242 / 98856-4452 / 98856-3722/ 98825-5683/ 98834-8484
● Call Center Noturno:(77) 98856-3397/98856-5268
● Call Center do Trabalhador de Saúde:(77) 98809-2988 / 98809-2919 / 98809-2965

Prefeita Sheila Lemos (DEM) vai aderir ao lockdown por mais 02 dias


Em entrevista exclusiva o Blog de Giorlando, a prefeita em exercício de Vitória da Conquista, Sheila Lemos (DEM), confirmou que a decisão da Prefeitura é seguir a medida do governador Rui Costa (PT) prorrogando o lockdown na Bahia até 5h00 de quarta-feira (3). Sheila explicou que a decisão foi tomada em debate no Comitê de Gestão de Crise (CGC), mas, antes, ela conversou com o prefeito Bruno Reis (DEM), de Salvador, e com o próprio governador.

“Bruno Reis me ligou à tarde e contou que a situação em Salvador está muito grave, com fila para UTI e casos em crescimento, e que contava com o máximo de apoio dos demais municípios, entre eles Feira de Santana e Vitória da Conquista, por serem as maiores cidades do interior, já que o quadro de crescimento da Covid-19 tem registro em todo o estado”, contou Sheila.

O governador ligou para a prefeita de Vitória da Conquista em seguida e argumentou que a medida se faz necessária não por conta de um ou outro município, especificamente, mas para o todo do estado e que em Vitória da Conquista os números da Covid-19 justificava a decisão, além da importância regional do município.

Mas, de acordo com Sheila, o principal argumento do governador foi de que ele precisava de, pelo menos, 48 horas a mais de restrições, até abrir o hospital de campanha da Fonte Nova, que será gerido pelas Organizações Sociais Irmã Dulce (OSID).

“Perguntei ao governador sobre o aumento dos leitos de UTI na região, prometidos por ele como forma de desafogar o sistema de saúde em Vitória da Conquista, a exemplo da liberação de leitos do Unacon de Caetité, e ele me disse que está tudo pronto, faltando apenas bombas de infusão, que estão em falta e ninguém consegue”, narrou a prefeita em exercício. De acordo com ela, Rui Costa perguntou se Vitória da Conquista tinha a bomba, mesmo quebrada, pois o Governo do Estado consertaria e instalaria.

“Percebi que ele está tentando realmente resolver o problema, então, convoquei o comitê para discutirmos o nosso posicionamento. Nossa avaliação, com base nas estatísticas e dados do acompanhamento epidemiológico é que mais 48 horas seria possível, considerando o efeito rebote. Mais dias pode ocorrer uma redução e em seguida estourar novos casos”, disse a prefeita.

Para Sheila, que também é comerciante, é uma situação de sacrifício, difícil para a economia e para os empregos, no entanto, a visão do governo, defendida pelo prefeito Herzem Gusmão e por todos do governo é pela defesa da vida. Na visão da gestora, a ocupação de leitos de UTI deixa Vitória da Conquista em uma situação nada confortável para ir contra medidas que visem conter o avanço da Covid-19.

“Não poderíamos ficar contra uma medida de enfrentamento desse mal que é o novo coronavírus, mas, o que dissemos ao governador é que Vitória da Conquista, que faz um acompanhamento criterioso da evolução da doença e está com cerca de 87% de taxa de ocupação de leitos, entende que a prioridade é aumentar a capacidade de atendimento, com mais UTIs na região, para que sistema de saúde do município possa sair dessa pressão”.

A prefeita em exercício de Vitória da Conquista afirmou que na quarta-feira uma nova avaliação será feita pela Prefeitura e pelo Governo do Estado e ela espera que Rui Costa tenha cumprido o que se comprometeu com o município.

Com a decisão anunciada por Sheila Lemos, as repartições governo municipal não funcionarão nesta segunda-feira e na terça.

Fonte: Blog de Giorlando

Sindimed acusa Rui Costa de mentir ao dizer que faltam médicos, dar calote e dificultar recebimento do seguro covid


A Presidente do Sindimed, Sindicato do Médicos do Estado da Bahia, Dra. Ana Rita de Luna gravou um vídeo com duras críticas e denúncias contra o governador Rui Costa após o mesmo declarar que faltam médicos para trabalhar em novas UTI´s. Para Ana Rita, a manifestação foi uma surpresa. “Não faltam médicos, falta respeito, quando o senhor deixou de fazer concurso há mais de 10 anos, abrindo concurso para outras categorias e nenhuma vaga para médicos. Faltou respeito quando o senhor deixou de dar a progressão daqueles médicos que são estatutários, não fazendo a avaliação necessária para que eles progridam na carreira, faltou respeito quando o senhor ao deixar de fazer concurso passou a terceirizar a mão de obra através das organizações e até mesmo o credenciamento direto datado de 2010”, disse a presidente do Sindimed.

O Sindicato diz que quando o Estado contrata mão de obra por pessoa jurídica, deixa de pagar as organizações sociais com as quais fez acordo e essas, sem condições, deixam de pagar os médicos. “Gastos 151 milhões em credenciamento direto com pessoas jurídicas, sem controle algum, dando calote em diversos hospitais. Temos como exemplo o Hospital de Juazeiro, Ribeira do Pombal, Alagoinhas, Madre de Deus, vários gripários de Salvador, Hospital Prado Valadares, que chegou a ter 5 meses de atraso”, denuncia Ana.

“Não venha dizer que está faltando médico para a população, os médicos colocaram suas vidas em risco, mantiveram seus postos de trabalho e o senhor deixou de pagar através de calote direito ou indireto, não passando o valor necessário para as OS´s. Onde está o seguro que o senhor prometeu? Aliás, só prometeu depois de muito esforço do Sindicato com uma carta para todos os parlamentares. O senhor fez tanta burocracia em cima desse seguro que não tivemos notícias de nenhum médico que tenha recebido esse seguro por adoecimento por covid e muito menos os familiares que faleceram”, denuncia o sindicato.

O CASO DO RESPIRADORES PAGOS ADIANTADOS E NÃO RECEBIDOS

A Diretora de Comunicação do Sindimed, Dra. Clarice Saba, gravou um vídeo com mais críticas ao governador Rui Costa e ainda cobrou o dinheiro da compra de respiradores, desviado em uma negociação fraudulenta. O STJ investiga compras suspeitas do governo do estado na área de saúde. Segundo o tribunal a Bahia, em nome do consórcio Nordeste, efetuou, em Março, uma compra de 300 respiradores no valor de 49 milhões de Reais. A parte da Bahia, nesse montante, seria de R$10 milhões pagos antecipados a empresa Hemcare. Ao que consta, esses equipamentos nunca foram entregues ao governo estadual baiano ou a nenhum outro estado do consórcio.

Posteriormente, uma nova denúncia somou-se à antiga e acusa o governo de ter feito uma segunda compra, dessa vez com a empresa Ocean 26, no valor de 44,8 milhões de Reais. Se confirmada, o Estado da Bahia terá sofrido um prejuízo em torno de R$ 54,8 milhões. Dinheiro público desperdiçado, escorrido pelo ralo.


RUI COSTA COGITA BUSCAR MÉDICOS FORA DO ESTADO 

O governador Rui Costa relatou na sexta-feira (26) que a Bahia está com dificuldade na contratação de equipes médicas para trabalhar em hospitais que estão fazendo atendimento da Covid-19. Segundo ele, o estado está analisando alternativas e pode recorrer à Justiça.

Rui falou também que, desde que o hospital de campanha da Arena Fonte Nova reabriu, ainda não conseguiu uma organização para gerir a unidade, porque todas alegam que estão sem profissionais disponíveis.

“Nós estamos com imensas dificuldades e nós hoje vamos analisar alternativas para conseguir ter uma equipe médica, enfermeiros especializados em UTI, fisioterapeutas especializados em UTI, médicos”, disse ele.

“Não está sendo fácil, nós ainda não conseguimos fechar a organização social que vai gerir [o hospital de campanha da] Fonte Nova. Todas têm alegado falta de pessoal para fechar equipes”.

O governador disse que chegou a entrar em contato com as Obras Sociais Irmã Dulce, para tentar a gestão do hospital, mas a organização também está sem pessoal suficiente para trabalhar com o volume de pacientes do estado.

“Ontem [quinta-feira, 25] eu liguei pessoalmente para Maria Rita, da organização Irmã Dulce [Obras Sociais Irmã Dulce], para ela nos ajudar e para tentar ver se consegue assumir e consegue mobilizar pessoal, e ela me relatou que perdeu muitos médicos, muitos profissionais da equipe, que também adoeceram”.

“A situação vai se agravando quando você começa a perder parte da sua equipe”.

Buscando alternativas para contornar a escassez de profissionais, o governador da Bahia disse que não descarta procurar médicos em outros estados ou países e que, se for preciso, irá recorrer à Justiça.

“Nós estamos buscando alternativas de colocar equipes e médicos. E não descartamos buscar médicos fora do estado e, eventualmente, fora do país, para garantir esse atendimento. E, se necessário for, iremos à Justiça para conseguir liminar para viabilizar isso, farei. O que não podemos assistir é ter o equipamento, ter o leito e não conseguir formar equipe”.

Sobre as acusações do Sindimed, o governador ainda não se manifestou.

Rui Costa prorroga lockdown até quarta-feira (03) em Conquista e libera outras regiões


O governador Rui Costa anunciou na noite deste domingo a prorrogação do lockdown por mais 03 dias em determinadas regiões da Bahia. “Neste domingo, em diálogo com prefeitos da capital e do interior do estado, tomamos a decisão conjunta de manter medidas restritivas mais duras na Bahia até 5h de quarta-feira (3)”, disse.

O governador disse que não entrarão no lockdown as regiões Oeste, Norte e Nordeste, onde a ocupação de leitos de UTI é inferior a 80%. O toque de recolher continua valendo entre 20h e 5h.

Até as 5h da manhã do dia 3 de março de 2021, é permitido somente o funcionamento dos serviços essenciais, em especial as atividades relacionadas a saúde e comercialização de gêneros alimentícios, o transporte e o serviço de entrega de medicamentos e demais insumos necessários para manutenção das atividades de saúde.

O funcionamento de restaurantes e bares fica restrito à operação de portas fechadas, na modalidade de entrega em domicílio (delivery) até às 24h entre 1º de março até as 05h de 3 de março de 2021. Após este período, o decreto institui que até o dia 8 de março de 2021, restaurantes, bares e congêneres deverão encerrar o atendimento presencial às 18h, permitidos os serviços de entrega em domicílio (delivery) de alimentação até às 24h. A comercialização de bebidas alcoólicas está permitida a partir desta segunda-feira (1º).

Fica suspenso o funcionamento do transporte metropolitano aquaviário, como ferry boat e lanchinhas entre 1º de março até as 05h de 3 de março de 2021.

Ficam suspensos, ainda, eventos e atividades, em todo o território do Estado da Bahia, independentemente do número de participantes, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, tais como: eventos desportivos coletivos e amadores, cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica, durante o período de 01 de março a 08 de março de 2021.

Ficam vedados, até o dia 8 de março, procedimentos cirúrgicos eletivos não urgentes ou emergenciais, nas unidades hospitalares de saúde públicas e privadas do Estado da Bahia.

Seguem suspensos, no período de 01 de março até as 5h do dia 03 de março de 2021, os atendimentos presenciais do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) em todo o Estado da Bahia. Ficam suspensas, durante o mesmo período, as atividades presenciais nos órgãos e entidades da Administração Pública Estadual não enquadrados como serviços públicos essenciais, devendo ser adotado o regime de trabalho remoto, observados o § 2º do art. 1º e o art. 2º do Decreto nº 19.528, de 16 de março de 2020.

Os atos religiosos litúrgicos poderão ocorrer, respeitados os protocolos sanitários estabelecidos, especialmente o distanciamento social adequado e o uso de máscaras, bem como com capacidade máxima de lotação de 30%.

Toque de Recolher

Segue restrita a circulação noturna de pessoas na rua em todo o estado, conforme as condições estabelecidas nos respectivos municípios, das 20h às 5h, de segunda-feira (1º) até as 5h da manhã do dia 8 de março de 2021. A exceção é para deslocamentos por motivos de saúde ou que fique comprovada a urgência.

A circulação dos meios de transporte metropolitanos continua suspensa das 20h30 às 05h de 1º a 8 de março de 2021.

Pavimentação da estrada do Iguá finalmente tem início


A obra de pavimentação asfáltica de 5,40 km do acesso que liga a BR-116 ao Povoado de Iguá finalmente teve início. O vereador Luciano Gomes (PCdoB) está comemorando mais essa vitória do seu mandato, cuja luta teve início no dia 04 de maio de 2017, durante visita do governador Rui Costa a Vitória da Conquista.

Na época, munido de ofício, o vereador Luciano, ainda filiado ao PR, aproveitou a oportunidade e pediu diretamente ao governador que desse atenção a essa demanda. “Naquele momento, o governador Rui Costa nos garantiu que a obra seria feita”, disse.

Mas o vereador não se contentou apenas com isso. Por intermédio dos deputados estadual Jurandy Oliveira (PP) e federal, João Bacelar (PL), ele foi diversas vezes à Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) e à Secretaria de Relações Institucionais (Serin), onde reforçou o pedido feito ao governador. Também procurou o senador Otto Alencar (PSD), que se comprometeu a lutar pela execução da obra.

“Nós não entregamos um ofício e paramos. Ao contrário, fomos lá diversas vezes, pedimos, cobramos, acompanhamos todo o processo. Essa é uma luta nossa, dos nossos deputados e da comunidade do Iguá”, afirmou.

O asfalto da estrada do Iguá custará aos cofres públicos quase R$ 4 milhões e meio. A previsão é que a obra esteja concluída no prazo de três meses. “Torcemos para que esse prazo seja cumprido, mas já estamos comemorando a transformação de um sonho antigo dos moradores em realidade”, concluiu

STF atende pedido do Estado da Bahia e determina que União volte a custear leitos de UTI na Bahia


A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o Ministério da Saúde volte a custear leitos de UTI para pacientes com Covid-19 nos estados da Bahia, Maranhão e São Paulo. As decisões foram tomadas no sábado (27), em três ações separadas, com teores parecidos, apresentadas por cada estado, e que reclamam que o Ministério da Saúde deixou, progressivamente, de pagar pela manutenção de milhares de leitos pelo país e pedem o retorno do financiamento em cada um dos seus estados.

A Procuradoria Geral do Estado da Bahia protocolou sua ação no dia 18 solicitando a manutenção do repasse que deixou de ser feito pelo Ministério da Saúde. (mais…)

Hospital Esaú Matos se manifesta sobre morte de bebê na barriga da mãe


A família da jovem Rosana de Carvalho Cruz, de 32 anos denunciou à imprensa um caso de suposto erro médico no Hospital Esaú Matos em Vitória da Conquista, envolvendo a morte de um bebê ainda na barriga na mãe.

Leia a seguir o relato enviado por um familiar de Rosana e logo em seguida a nota da Secretaria de Comunicação da Prefeitura com a resposta do Hospital Esaú Matos.

Relato da Família

“Grávida de sete meses, a jovem Rosana foi diagnosticada com um cisto, que já estava no peso de 5kgs, assim estava apertando a bebê Agatha em sua barriga. Após alguns exames, foi marcada a cirurgia. Ela tomou até injeção de corticoide para amadurecer o pulmão da bebê, pois segundo a equipe médica que a acompanhava no hospital Esaú Matos, na retirada do cisto seria feita também a retirada da bebê, e se caso precisasse ficaria na incubadora.

No dia 18 de fevereiro do ano corrente, Rosana entrou pra o centro cirúrgico de 09:20hs às 13:00hs, e ao sair de lá recebeu a informação de que apenas o cisto foi retirado, que durante o processo cirúrgico ela perdeu um pouco do líquido amniótico, mas dava pra segurar a bebê até os 9 meses.

Na manhã deste sábado ao não sentir mais a bebê mexer em sua barriga, Rosana procurou a unidade hospitalar e lá numa ultrassom ficou sabendo que a pequena Agatha já não tinha mais vida.

Neste momento Rosana está internada no hospital, e seu esposo recebeu a informação lá de que iriam induzir o parto, e a preocupação da família é que ela está com um corte enorme de apenas oito dias na barriga, e eles temem ela não conseguir ter um parto normal, já que o bebê está morto e não tem como ajudá-la no processo natural a  sair.

Nesse momento o que todos pedem é oração para que ela venha ficar bem, e que tudo ocorra em paz…”

NOTA DO ESAÚ MATOS ENVIADA AO BLOG DO CAIQUE SANTOS

A paciente foi acompanhada em pré-natal de alto risco e emergência no Hospital Municipal Esaú Matos devido a um cisto ovariano, sendo optado no primeiro momento em acompanhar a evolução do cisto, devido a risco de uma intervenção cirúrgica naquele momento. Durante exames seriados, foi detectado um aumento desce cisto. Devido ao risco de ruptura do mesmo e pelos sintomas apresentados pela gestante, a equipe médica optou por uma intervenção cirúrgica somente pra retirada do cisto.

A cirurgia foi realizada no dia 18/02 e o procedimento não teve intercorrências. A paciente evoluiu bem em pós-operatório, sendo acompanhada nos dias seguintes, recebendo alta no dia 21/02, sendo encaminhada para acompanhamento no pré-natal de alto risco e orientada também a retornar ao hospital caso ocorresse qualquer alteração no quadro clínico.

Neste sábado, 27/02, a paciente retornou à unidade relatando ausência de movimentação fetal há 24 horas, sendo atendida por plantonistas, que não conseguiram auscultar os batimentos do bebê e solicitaram a ultrassonografia, quando foi identificado o óbito. A paciente segue internada na unidade sob os cuidados da equipe do Hospital Esaú Matos.

Projeto do legislativo autoriza Herzem a licenciar-se para tratamento de saúde por tempo indeterminado.


Herzem em posse virtual diretamente do Sírio Libanês

 

Um projeto de decreto legislativo apresentado na Sessão da Câmara de Vereadores de Conquista nesta sexta-feira (26) pela Mesa Diretora autoriza o prefeito eleito Herzem Gusmão Pereira a licenciar-se de seu cargo para tratamento de saúde a contar do dia  24 de fevereiro, por tempo indeterminado.

O Decreto diz que “faz-se necessário para a manutenção da referida licença, a apresentação a cada 30 (trinta) dias, de documento da unidade médica onde o gestor encontra-se internado”.

O projeto, que vai tramitar em regime de urgência, foi lido na sessão da Câmara desta sexta-feira (26). A expectativa é que ele seja votado nesta semana.

Confira abaixo a íntegra:

Secretaria Geral

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 02/2021

 

Autoriza o Sr. Prefeito Municipal Herzem Gusmão Pereira a licenciar-se de seu cargo para tratamento de saúde a partir de 24 de fevereiro, por tempo indeterminado.

A CÂMARA MUNICIPAL DE VITÓRIA DA CONQUISTA, ESTADO DA BAHIA, APROVA O SEGUINTE:

DECRETO LEGISLATIVO:

Art. 1° – Fica autorizado o Excelentíssimo Sr. Prefeito Municipal Herzem Gusmão Pereira a licenciar-se de seu cargo, para tratamento de saúde, a partir de 24 de fevereiro, por tempo indeterminado, em conformidade com o Art 22, IV da Constituição Federal e nos termos do art.16, inciso XV C/C o artigo 69 Caput da Lei Orgânica Municipal.

Parágrafo Único: Faz-se necessário para a manutenção da referida licença, a apresentação a cada 30 (trinta) dias, de documento da unidade médica onde o gestor encontra-se internado.

Art. 2° – Este decreto entrará em vigor na data de sua publicação, retroagindo os seus efeitos a 24 de fevereiro de 2021, ficando revogadas as disposições em contrário.

 

Plenário Vereadora Carmem Lúcia, em 24 de fevereiro de 2021.

 

Luis Carlos Batista de Oliveira

Presidente

 

Herminio Oliveira                                                                                   Nildo Freitas

Vice-Presidente                                                                                    2º Vice-Presidente

 

Nelson Vieira                                                                                          Orlando Filho

1º Secretário                                                                                              2º Secretário

 

 

JUSTIFICATIVA

 

A Lei Orgânica do Município de Vitória da Conquista determina que as ausências e as licenças do Prefeito devem ser comunicadas a esta Casa Legislativa que tem a incumbência de apresentar proposição autorizativa do afastamento.

É notório que o prefeito se encontra hospitalizado e em decorrência de ter contraído o vírus da Covid 19, visto que a sua posse foi realizada de forma hibrida. Consoante ao papel dos Vereadores, a Mesa Diretora apresenta o presente Projeto de Decreto Legislativo com a finalidade de autorizar a licença do Prefeito, amparado pela Lei Orgânica e pelo Regimento desta Casa e Constituição Federal no que couber.

Diante destas argumentações, solicitamos aos Nobres Pares a aprovação desta matéria em regime de urgência

 

 

Plenário Vereadora Carmem Lúcia, em 24 de fevereiro de 2021.

 

Luis Carlos Batista de Oliveira

Presidente

 

 

Herminio Oliveira                                                                                   Nildo Freitas

Vice-Presidente                                                                                    2º Vice-Presidente

 

Nelson Vieira                                                                                          Orlando Filho

1º Secretário                                                                                              2º Secretário

 

 

 

 

 

 

Governo baiano abre mais 27 leitos para Covid-19 em 02 cidades do interior neste final de semana


O governo da Bahia abriu 27 leitos para Covid-19, sendo 17 de UTI, neste fim de semana, no interior do estado. A medida visa diminuir a pressão na rede de saúde que atende pacientes graves com diagnóstico de Covid-19, diante do aumento de casos e consequente alta na ocupação hospitalar. Segundo a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), os leitos de UTI foram montados em hospitais estaduais nas cidades Santo Antônio de Jesus e Seabra.

No Hospital da Chapada, em Seabra, foram implantados 20 leitos, sendo dez de terapia intensiva e dez clínicos. Com esta ampliação, a unidade passa a ter 40 leitos dedicados a Covid-19, sendo 20 de UTI e 20 de enfermaria.

Já no Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus (HRSAJ) foram abertos sete leitos de UTI, que se juntam ao três já existentes. Assim, estão disponíveis dez leitos de terapia intensiva para a região.

Para tentar diminuir a taxa de ocupação de UTIs, o governo baiano vai reinaugurar nos próximos dias o Hospital de Campanha da Arena Fonte, destacou a subsecretária de Saúde Tereza Paim. Serão 80 leitos, sendo 50 de terapia intensiva.

Neste domingo (28), a Bahia tem 2.240 leitos ativos dedicados ao atendimento de pacientes com o diagnóstico de coronavírus. Destes, 1.171 são de UTI adulto e pediátrica.

Fonte: Bahia Notícias