Rádio Uesb FM chegará em Jequié


A partir de 2020, a Uesb FM irá executar o Serviço de Radiodifusão Sonora em Frequência Modulada na cidade de Jequié. Isso significa que o sinal da emissora, que, atualmente, atende Vitória da Conquista e mais outros 40 municípios, será ampliado, passando a cobrir desde o Norte de Minas Gerais até cidades dos territórios de identidade do Médio Rio de Contas e Vale do Jequiriçá.

A conquista só foi possível após a assinatura do contrato de permissão celebrado entre a União, por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, e a Uesb, publicado no Diário Oficial neste mês de outubro. O professor Rubens Sampaio, diretor geral do Sistema Uesb de Televisão e Rádio Educativas (Surte), explica que o processo para implantação da Uesb FM em Jequié teve início com a liberação da outorga em 2015, pelo então Ministério de Estado das Comunicações.

No entanto, somente neste ano de 2019 foram tomadas as devidas providências para efetivação da outorga, ou seja, fosse assinado o contrato entre a Universidade e a União. “Somente a partir desse momento, aquilo que tínhamos de fato se transformou em algo de direito. Ou seja, agora, existe um contrato assinado com concessão de dez anos para a Uesb operar uma emissora FM em Jequié”, afirma o diretor.

Próximos passos – Seguindo os trâmites para início da operação da Uesb FM no município, a Universidade já está tomando as providências técnicas necessárias. Isso inclui desde informar ao Ministério das Comunicações os locais escolhidos para a montagem da emissora até a compra do transmissor e do sistema irradiante. Com a instalação da Uesb FM em Jequié, a programação da rádio será operada em rede. “O que será transmitido em Vitória da Conquista também será transmitido em Jequié e vice-versa”, comenta o professor Rubens. O diferencial, porém, será a produção do conteúdo local: “a programação de Jequié passará na rede toda, assim como a de Vitória da Conquista”.

Assim, o professor acredita que a Uesb aumentará ainda mais o seu contato com a comunidade da região em que está inserida, pois, além de comunicar assuntos relativos à educação, dará visibilidade para aqueles que normalmente não têm espaço na comunicação privada. “Vamos expandir a possibilidade de que os sujeitos que estão, até o momento, fora da nossa área de atuação possam começar a usufruir desse espaço dentro da Universidade”, destaca Rubens, ao reafirmar o compromisso da Uesb FM enquanto emissora pública.