[VÍDEOS]: Servidores ocupam a ALBA contra “Pacotão de Rui”; Greve da PM não está descartada


A votação do projeto, que extingue estatais, cargos, diminui o custeio do Estado no Planserv, além do aumento da contribuição dos servidores para a Previdência, estava marcada para a tarde desta terça-feira (11), mas pode não acontecer. Servidores de várias categorias, inclusive setores da segurança pública ,ocuparam a Plenária da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).

O Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado da Bahia anunciou que os delegados vão entregar os cargos em protesto contra a reforma administrativa, O anúncio do sindicato pegou o governo de surpresa. A categoria reclama do aumento da alíquota de contribuição para o fundo previdenciário, dos atuais 12% para 14%, e também da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que torna o salário do governador teto do funcionalismo público do estado. Não está descartada a possibilidade de uma greve por parte da Polícia Militar e Civil.

A integrante da Frente dos Servidores, Tereza Cristina, afirmou que o funcionalismo público estadual está desesperançoso em relação à votação das novas medidas propostas pelo governador. “A gente não pode pagar esse conta, que não é nossa, estamos sem reajuste de salário há quatro anos, a nossa perda salarial ta muito grande”, disse.

“Se os deputados fossem isentos a gente teria esperança, mas a maior parte deles está na mão de Rui Costa, eles não estão tendo sensatez, estão votando por partido, por acertos”, disse a servidora.

Com informações do Bocão News e Bahia Notícias