Prefeita visita Hospital Esaú Matos e conhece obras de ampliação


 

Na tarde desta quinta-feira (22), a prefeita Sheila Lemos fez a primeira visita, desde que assumiu, à Fundação de Saúde de Vitória da Conquista (FSVC) – Hospital Esaú Matos. In loco, Sheila conferiu as instalações do hospital, conversou com funcionários e pacientes e verificou as obras de ampliação para a construção de cinco leitos “PPP”, ambiente em que a gestante passa pelos três estágios do parto no mesmo local: o pré-parto, o parto e o pós-parto, sem necessidade de ir para o centro cirúrgico.

A ida da prefeita ao Esaú Matos teve o objetivo de conhecer as principais demandas do hospital e avaliar o que pode ser ampliado com a participação do Município. “O Hospital Esaú Matos é de suma importância para o nosso município e para a região. Fiquei muito feliz ao ver o cuidado e o carinho que a equipe tem pelos pacientes, mães e bebês. Aproveitei a visita para conferir o andamento das obras de construção do centro de parto com suítes pré-parto, parto e pós-parto, para acolher de forma mais confortável e humanizada mães, bebês e acompanhantes. Conquista merece!”, ressaltou Sheila.

O depoimento de uma mãe de trigêmeos recém-nascidos no Esaú Matos, Ana Paula, confirma a observação da prefeita de Vitória da Conquista sobre a importância do Esaú Matos. “Só tenho a agradecer porque fui acolhida desde o primeiro momento, principalmente por ter uma gravidez considerada de risco. O serviço do hospital me surpreendeu positivamente e fico feliz com a vinda da prefeita aqui, conhecendo meus filhos” disse Ana Paula, ao mencionar o tratamento e o acompanhamento que teve da equipe do hospital desde o início do seu período gestacional.

O diretor da Fundação de Saúde, Diogo Azevedo, comentou sobre a importância da visita da prefeita. “A vinda da prefeita nos traz motivação, pois ela passa a conhecer melhor o serviço e as pessoas que trabalham no hospital. Fica sempre mais fácil, pelo fato de ser mulher, em ter um olhar mais sensível à causa das mães”, declarou Diogo.