[VÍDEO]: Residência de servidora pública é atacada por bombas em Conquista; Polícia investiga o caso


A servidora pública, professora Shirley Mabel Franco, afirma ter sido alvo de ataques com bombas em sua residência por 02 dias. Os atentados ocorreram no dia 21 e também nesta quinta-feira (26). O barulho das explosões foram ouvidos por vizinhos, entre eles, um policial militar.  A vítima registrou queixa na Polícia Civil de Vitória da Conquista. Shirley acredita que os atentados seriam uma forma de intimidá-la por conta de suas postagens políticas em seus perfis nas redes sociais.

OUÇA O RELATO DO SEGUNDO ATAQUE:

“Esses ataques começaram a partir de uma postagem que fiz no meu Instagram na tarde de sábado”, diz. Segundo a servidora, uma mulher que se identificou como advogada passou a pressioná-la para retirar a postagem e se retratar, o que ela se negou a fazer.

O Boletim de Ocorrência foi registrado na delegacia da Polícia Civil e deve ser investigado.

CONFIRA O VÍDEO QUE MOSTRA O MOMENTO EM QUE A BOMBA FOI LANÇADA NA RESIDÊNCIA: