Regiões de Guanambi e Brumado têm toque de recolher a partir das 19h e prorrogação na restrição da venda de bebida


O toque de recolher em 40 municípios das regiões de Guanambi e Brumado passa a valer das 19h às 5h, no período de 5 abril a 12 de abril. O Governo do Estado e prefeituras também decidiram prorrogar a restrição na venda de bebida alcoólica nas duas regiões. O decreto com as medidas, que têm o objetivo de frear a disseminação da Covid-19, será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (2).

De 5 abril até as 5h de 12 de abril, fica vedada a comercialização de bebida alcoólica em quaisquer estabelecimentos, inclusive por sistema de entrega em domicílio (delivery), nas duas regiões.

A restrição vale nos municípios de Barra da Estiva, Boquira, Botuporã, Brumado, Caculé, Caetité, Candiba, Carinhanha, Caturama, Contendas do Sincorá, Dom Basílio, Érico Cardoso, Feira da Mata, Guanambi, Ibiassucê, Ibicoara, Ibipitanga, Igaporã, Ituaçu, Iuiú, Jacaraci, Jussiape, Lagoa Real, Licínio De Almeida, Livramento de Nossa Senhora, Macaúbas e Malhada.

O decreto também inclui os municípios de Matina, Mortugaba, Palmas de Monte Alto, Paramirim, Pindaí, Riacho de Santana, Rio de Contas, Rio do Antônio, Rio do Pires, Sebastião Laranjeiras, Tanhaçu, Tanque Novo e Urandi.

Os estabelecimentos comerciais que funcionem como restaurantes, bares e congêneres deverão encerrar o atendimento presencial às 18h, sendo permitido o delivery de alimentação até as 24h. Seções, corredores e prateleiras nos quais estejam expostas bebidas alcoólicas devem ser isolados.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP), por meio das polícias Militar e Civil, apoiará as gestões municipais para garantir o cumprimento das medidas restritivas adotadas.

CLIQUE AQUI E BAIXE O DECRETO

Prefeitura alerta para aumento de queimadas em Conquista


A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) vem desenvolvendo um trabalho de combate a queimadas em áreas de preservação ambiental do município. Na tarde desta quarta-feira (31), a brigada de incêndio da Semma esteve no Bairro Nova Cidade para combater um novo foco incêndio.

Com a estiagem e as altas temperaturas, as áreas verdes da cidade se tornam pontos vulneráveis e propícios às queimadas, que acarretam danos a saúde da população. Por isso, de acordo com a Lei de Crimes Ambientais, atear fogo na vegetação é crime, com previsão de pena de reclusão de dois a quatro anos. Da mesma forma, o cidadão que faz uso de fogo sem licença mesmo em terreno particular poderá sofrer multa administrativa e ser chamado a reparar os danos causados, além de responder a processos criminais.

A secretária de Meio Ambiente, Ana Claudia Pacheco, afirmou que, apesar da proibição, as ocorrências de incêndio no município têm sido constantes. “Infelizmente, muitas pessoas têm a prática de atear fogo em terrenos baldios e por isso estaremos intensificando a fiscalização e autuando os responsáveis. Dessa forma, alertamos a população que evite esse tipo de prática e denuncie seus autores”, ressaltou.

Para comunicar sobre focos de incêndio, a comunidade pode entrar em contato com o Corpo de Bombeiros, por meio do 193, ou com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente por meio do telefone (77) 3429-7900.


BH: Empresários do transporte tomaram soro fisiológico em lugar de vacina contra Covid, diz PF


A Polícia Federal (PF) confirmou que empresários de Belo Horizonte, em Minas Gerais, ligados à área de transportes, teriam comprado soro fisiológico em lugar de doses de vacina contra Covid-19.

Como mostrou o Diário do Transporte, a PF realizou em 26 de março de 2021, a Operação Camarote, com o objetivo de investigar a suposta vacinação clandestina que teria ocorrido na garagem da Viação Saritur, na capital mineira.

Uma reportagem da Revista Piauí mostrou que foram compradas doses para aplicação em cerca de 50 pessoas, custando R$ 600 para cada imunizado.

A legislação brasileira permite compra pela iniciativa privada desde que as doses sejam repassadas para o Ministério da Saúde.

Na tarde dessa terça-feira (30) a PF dois mandados de busca e apreensão na residência de uma enfermeira e de seu filho, além de uma clínica em Belo Horizonte. A suspeita era de que ambos comercializam e aplicam vacinas de origem ilícita contra a covid-19.

Um documento da PF, obtido pela Globonews, diz que “os resultados dos exames são compatíveis com a descrição contida no rótulo do produto, ou seja, que o mesmo se trata de produto farmacêutico denominado soro fisiológico (solução cloreto de sódio)”.

A mulher tem passagem por furto, e teria comercializado vacinas ilegais para outras pessoas, informou a PF.

Fonte: Diário do Transporte

Vídeo: Mulher se recusa a usar máscara e esfaqueia PM ao ser abordada; Assista


Uma mulher de 28 anos agrediu policiais militares pós ser abordada e se recusar a obedecer às medidas sanitárias adotadas para combater a pandemia do novo coronavírus. O fato ocorreu no último domingo (25), dentro de um supermercado, localizado no bairro Parque Araguari, no município de Cidade Ocidental em Goiás.

Nas imagens é possível ver que o rosto e braço do Sd Cristiano, lotado no 33ºbpm, ficou com marcas das agressões feita pela mulher, que estava acompanhada de uma criança.

Segundo informações, ela foi orientada a usar a máscara e se recusou, continuando a fazer compras.

A mulher, que não teve o nome divulgado, acabou sendo contida e conduzida à delegacia na Vila Guará em Luziânia-Go.

Bahia recebe mais 606.950 doses de vacinas, entre Coronavac e Astrazeneca


Mais 606.950 doses de vacinas contra a Covid-19 chegaram ao hangar do Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia (Graer), em Salvador, nesta quinta-feira (1º). São 45.750 doses da vacina Astrazeneca/Fiocruz e 561.200 da vacina Coronavac/Butantan. Ainda nesta quinta-feira, as vacinas serão encaminhadas para que comecem a ser distribuídas para municípios baianos.

Segundo a coordenadora estadual de imunização, Vânia Vanden Broucke, as vacinas recebidas são em sua maioria remessas de segundas doses. “Iremos liberar hoje para os municípios duas remessas de segundas doses, referentes ao dia 10 de março. A remessa do dia 17 de março ficará retida ainda nas centrais regionais de Rede de Frio para que, na próxima semana, possa ser entregue também nos municípios”.

A coordenadora destacou que somente os municípios que já utilizaram 85% das doses recebidas é que estarão agora habilitados para receber uma nova remessa de primeiras doses, que serão distribuídas nesta também nesta quinta-feira.

Em um comparativo nacional, a Bahia está posicionada como segundo estado que vacinou o maior percentual da população. Os dados precisos, com número de pessoas vacinadas, são atualizados regularmente e podem ser encontrados no site da Secretaria da Saúde do Estado.

Fotógrafo é assassinado com tiros no rosto no Centro de Vitória da Conquista


Um assalto com característica de execução, vitimou fatalmente o fotógrafo de prenome Mateus. De acordo com informações passadas pela Polícia Militar, colegas de trabalho de Roberto disseram que um rapaz negro, baixo, magro, com blusa social e boné, chegou pedindo água e anunciou o assalto.

Assassinato de Roberto tem indícios de execução

Em seguida, o assassino se dirigiu ao fundo do estabelecimento e efetuou 3 disparos de arma de fogo no rosto de Mateus. O SAMU 192 foi acionado, mas ao chegar constatou o óbito da vítima, que teve o corpo removido pelo DPT da Civil.

A polícia fez incursões na localidade para tentar localizar o indivíduo, porém sem sucesso.

Governo autoriza reajuste de medicamentos em até 10,8% a partir desta de hoje (01)


BIE – Banco de Imagens Externas – Rotina de trabalho da farmácia da ASCADE localizada na Câmara dos Deputados.
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

 

A partir de hoje (1º), os medicamentos poderão ter reajustes de até 10,08%. O aumento foi autorizado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), em resolução publicada ontem (31) no Diário Oficial da União.

O Conselho de Ministros da CMED aprovou três níveis de reajuste: 10,08%; 8,44%; e 6,79%, que variam conforme a competitividade das marcas no mercado.

O reajuste anual no setor de medicamentos acontece, geralmente, em abril. No ano passado, entretanto, o governo suspendeu os aumentos por 60 dias em razão da pandemia de covid-19.

O percentual de aumento é definido conforme a Lei 10.742/2003 e calculado por meio de uma fórmula que leva em conta a variação da inflação – medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) -, ganhos de produtividade das fabricantes de medicamentos, variação dos custos dos insumos e características de mercado. De março de 2020 a fevereiro de 2021, o IPCA acumulou alta de 5,20%.

Além disso, a CMED também define o preço máximo ao consumidor em cada estado, de acordo com a carga tributária do ICMS, que é imposto estadual, e a incidência das contribuições do PIS/Pasep (Programa de Integração Social e Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) e da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social), que são tributos federais. Para fazer jus ao reajuste de preços, as empresas produtoras e importadoras de medicamentos deverão apresentar à CMED relatório de comercialização até o dia 9 de abril.

As empresas também deverão dar ampla publicidade aos preços de seus medicamentos e as farmácias devem manter à disposição dos consumidores e dos órgãos de fiscalização as listas dos valores atualizados.

Fonte: Agência Brasil


Defesa Civil alerta para chuvas de nível moderado nesta quinta-feira, 01


O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) divulgou, na manhã desta quinta (1º), boletim com alerta de risco moderado para as próximas 24h devido às chuvas que caem em Vitória da Conquista. De acordo o boletim, não estão descartadas possibilidades de inundações e pancadas de chuvas para as próximas horas.

Desde a madrugada, equipes da Defesa Civil do município estão em alerta para eventuais chamados em decorrência da chuva. Mas, até o momento, o órgão não foi acionado.

A Defesa Civil informou que o pluviômetro localizado no Estádio Lomanto Júnior registrou a média de 18 mm de chuva. Ele está servindo de base, pois os demais equipamentos instalados no município registraram médias muito baixas.

Para informar situações de risco, a população pode entrar em contato com a Defesa Civil por meio do número 199.

Ambulantes reivindicam permanência na nova Estação de Transbordo


Ambulantes que sobrevivem de vender produtos no antigo Terminal Lauro de Freitas estão tensos com a informação de quem eles serão banidos da nova Estação de Transbordo que será inaugurada este mês.  Nesta quarta-feira (31), em sessão da Câmara realizada de forma virtual, o assunto foi trazido à tona.

O vereador Luciano Gomes (PCdoB) lembrou que no ano passado já havia tratado dessa situação  com o prefeito Herzem  e o mesmo teria garantido que os ambulantes teriam um lugar na Estação para continuar exercendo suas atividades. “Se não tem espaço para esses trabalhadores, por que tem espaço para construir quiosques para o pessoal que está chegando agora?”, questionou Luciano.

Ele informou ainda que procurou a prefeita Sheilla Lemos para debater a situação. “Precisamos discutir isso, sem oportunismo, como ocorreu na ação junto aos trabalhadores do mercado de artesanato”, afirmou Gomes, reafirmando o compromisso do seu mandato em lutar para garantir a permanência desses trabalhadores no local.

O vereador Nildo Freitas (PSC) também cobrou do Governo Municipal, informações sobre o destino dos ambulantes que trabalham na área do antigo terminal da Lauro de Freitas. “Temos que nos preocupar com aqueles ambulantes que estão ali há alguns anos. Eles não estão sabendo ainda o local para onde vão”, cobrou Freitas.

Para Nildo, é preciso ter pressa, uma vez que a cada dia a inauguração da Estação de Transbordo fica mais próxima. “Precisamos ter pressa. A estação será inaugurada logo e essas pessoas precisam saber para onde vão. A gente espera que não seja para um local distante”, avaliou. “O projeto não contempla esses permissionários”, disse Nildo, com base nas informações que recebeu do Poder Executivo.

PREFEITURA CONFIRMA RETIRADA DOS AMBULANTES

A informação foi confirmada pela Prefeitura de Conquista em nota encaminhada ao Blog do Caíque Santos pela Secretaria de Comunicação. “O projeto da nova Estação de Transbordo não contempla espaço para comércio popular”, diz a nota. A PMVC informou ainda que “as solicitações para comercialização de produtos em áreas públicas devem ser formalizadas na Coordenação de Serviços Básicos, na Secretaria Municipal de Serviços Públicos”.

Para a ambulante Luciana, que entrou em contato com nosso blog, a atitude da prefeitura irá prejudicar muitas pessoas que sustentam a si e suas famílias com o comércio do terminal. “Peço encarecidamente ao setor de Posturas, que revejam, se nós ambulantes que trabalhamos ali há muito tempo, como eu, que vende uma água, um picolé, se a gente vai continuar trabalhando, porque eu mesmo dependo disso, não quero ter que ficar procurando ponto, procurando um trabalho, sendo que meu trabalho é esse, então eu peço a Prefeitura que isso, porque muitos de nós estamos aqui nesta mesma situação”, pede a ambulante.