Com edição digital, Festival Internacional de Violão volta a acontecer em março


O instrumento que está no Brasil desde pelo menos o século XIX, tendo caminhado da música europeia para fiel acompanhante dos ritmos brasileiros, será celebrado mais uma vez pelo Festival Digital Internacional de Violão. Em sua segunda edição, que acontece entre 12 e 14 de março, receberá concertos e masterclass em uma programação totalmente virtual.

A sua primeira edição foi realizada em 2013, em Vitória da Conquista, cidade do sudoeste da Bahia com tradição no estudo de violão e que abriga um dos poucos conservatórios públicos mantidos pela prefeitura do Nordeste. Ambiente este em que se fortalecem os nomes de João Omar, Léo Brasileiro, Carlos Porto e Tarcísio Santos (ganhador do Festival Educador de Música). Assim, entre os objetivos da iniciativa está o de formação de público para a música erudita, incentivar jovens músicos ao estudo do instrumento e incluir Conquista no circuito da música erudita de concerto.

Dentre os grandes nomes nacionais presentes está Guinga, considerado um dos violonistas mais habilidosos do Brasil. Suas digitais reverberam no tempo através das vozes de artistas como Ivan Lins, Sergio Mendes e Chico Buarque. A devoção ao violão somada à sua habilidade fizeram com que um dos mais conhecidos e respeitados violonistas do mundo, o espanhol Paco de Lucia, reverenciasse Guinga e o universo musical brasileiro.

A conexão internacional proposta pelo evento vem com a participação do Duo Siqueira Lima (Brasil/Chile), de Elodie Bouny (Venezuela)e Marcel Powell (França/Brasil).  O último é aluno e filho de Baden Powell, ícone da música brasileiro e um dos mestres do violão brasileiro.

 

Programação:

Sexta, 12 de março de 2021

15h às 17h – Masterclass com Léo Brasileiro

17h às 19h – Workshop “Diferenças entre formações e técnicas no violão erudito e popular” com Elodie Bouny

20h às 21h – Concerto Tarcísio Santos

21h às 22h – Concerto Mário Ulloa

22h às 23h – Concerto Guinga

 

Sábado, 13 de março de 2021

13h às 15h – Exibição do documentário “Delírio Carioca” sobre a história de Guinga

15h às 17h – Masterclass com Mário Ulloa

17h às 19h – Workshop “A carreira de violonista nos tempos atuais” com Fábio Lima 

20h às 21h – Concerto Léo Brasileiro

21h às 22h – Concerto Duo Pontadunha (João Omar & Cao Alves)

22h às 23h – Concerto Marcel Powell

 

Domingo, 14 de março de 2021

15h às 17h – Masterclass com João Omar

17h às 19h – Workshop “A importância do violão do Nordeste para o Brasil” com Alessandro Soares

20h às 21h – Concerto Carlos Porto e ConvidadosLançamento do álbum “Suíte Conquistense” em todas as plataformas digitais

21h às 22h – Concerto Duo Siqueira Lima

O Festival Digital Internacional de Violão – Segunda Edição tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e a Fundação Cultural do Estado da Bahia – FUNCEB (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Conta ainda com o apoio cultural da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – Uesb, através do SURTE, Zênite Vestibular e Cursos, Movimento Violão de Vitória da Conquista, Revista Gambiarra e Coletivo Suíça Bahiana.

SERVIÇO

Festival Digital Internacional de Violão

Data: 12 a 14 de março de 2021

Transmissão: YouTube e TV Uesb

Inscrições: https://linktr.ee/festivaldeviolaoconquista

Evento gratuito