Filha de Roberto Jefferson tem prisão decretada e está sendo procurada pela polícia


A ex-deputada federal Cristiane Brasil, filha do ‘homem-bomba’ Roberto Jefferson, é alvo de uma operação da Polícia Civil e do Ministério Público do Rio e está foragida. Além de Cristiane, o secretário de Educação do Rio de Janeiro, Pedro Fernandes, também é foco da ação deflagrada nesta sexta-feira (11), que investiga supostos desvios em contratos de assistência social no governo e na Prefeitura do estado do Rio.  Pedro Fernandes já foi preso, no entanto, apresentou um exame positivo para a covid-19 no momento em que foi abordado. Por isso, a prisão preventiva foi convertida em domiciliar.

Outras três pessoas também são alvos de mandados de prisão: o ex-diretor de administração financeira da Fundação Leão XIII, João Marcos Borges Mattos; o ex-delegado Mario Jamil Chadud; e o empresário Flávio Salomão Chadud.

O secretário de Educação foi preso por ações durante a gestão na Fundação Estadual Leão XIII. Há contratos firmados entre 2013 e 2018 sendo investigados. Os acordos custaram quase R$ 120 milhões aos cofres públicos, segundo o MPRJ.

O ex-deputado federal e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, desembarcou em Vitória da Conquista na noite da terça-feira (08) para participar das convenções conjuntas do MDB, DEM e PTB e disparou uma série de ataques ao PT, Rui Costa e até contra ACM Neto e o DEM, partido de Sheila Lemos, candidata a vice de Herzem Gusmão nestas eleições. “É um DEM acuado, sem coragem, coisa horrorosa”, afirmou o ex-deputado.