Governo do Estado promove atividades e capacitações para mestres de fanfarras


Com o objetivo de promover a capacitação de mestre de fanfarras no interior da Bahia, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) vai realizar, por meio do programa NEOJIBA, oficinas de formação e capacitação. A ação conta com o apoio da Secretaria de Estadual de Educação (SEC). As oficinas acontecerão por vídeoconferência, no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, com transmissão para os pontos do IAT nas diversas cidades da Bahia.

Para participar, os mestres devem se inscrever através do link (https://forms.gle/pvLWL4FNmJZcuiMo7) e informar dados básicos, como nome, telefone, e-mail, além de informar qual o dia e turno de disponibilidade. As oficinas acontecerão sempre aos sábados e domingos, pela manhã e pela tarde.

Entre os temas que serão abordados na capacitação dos mestres de fanfarras estão: oficina de linguagem musical; oficina de arranjos; conceitos e técnica básica de regência; capacitação em instrumentos e dinâmica de percussão, entre outros.

Visitas Guiadas

Ainda com o objetivo de ampliar o Parque do Queimado como espaço da música e do desenvolvimento social, a SJDHDS vai promover visitas guiadas ao Parque do Queimado, sede do programa NEOJIBA. Crianças e jovens integrantes das fanfarras poderão conhecer a estrutura e história da sede, além de participarem de apresentações de grupos musicais e aulas coletivas com os técnicos e alunos do programa. Para se inscrever no programa de visitas, os interessados devem se inscrever pelo link (https://forms.gle/7nrKtezhw8WNvzov6).

Sobre o NEOJIBA

O Programa NEOJIBA, do Governo do Estado, é exemplo de política social ao aliar de forma pioneira as áreas do Desenvolvimento Social, Educação e Cultura à prática coletiva de excelência da música. Os integrantes e suas famílias têm apoio e encaminhamento psicossocial, além de ações efetivas na construção ética e pedagógica da infância e juventude, incluindo capacitação na fabricação e reparação de instrumentos musicais. O programa é executado pela SJDHDS com gestão do Instituto de Ação Social pela Música (IASPM).