Órgãos municipais funcionarão em caráter de “turnão”; aulas da rede municipal estão suspensas


Na manhã deste domingo (27), o prefeito Herzem Gusmão reuniu, no Salão Nobre do Gabinete Civil, secretários municipais e o Comitê de Gerenciamento de Crise instituído pelo Decreto nº 18.659. Em pauta, as ações emergenciais necessárias para garantir a manutenção de serviços essenciais para a população durante a paralisação nacional dos caminhoneiros, iniciada no último dia 21.

O comitê foi criado com a finalidade de enfrentar a situação de emergência declarada no município, por meio do mesmo decreto. Ele deve propor e adotar medidas preventivas ou reparadoras relacionadas, por exemplo, à saúde, coleta de lixo, serviços e defesa civil.

Todos os secretários explanaram sobre as dificuldades e as necessidades emergenciais de cada pasta. Ponto a ponto foi delicadamente estudado – um deles sobre o abastecimento de água na zona rural. Dos 18 caminhões, apenas quatro estão conseguindo abastecer. Assim, a Defesa Civil está, como medida de emergência, realizando ações de purificação das águas colhidas das chuvas e armazenadas em alguns reservatórios particulares para amenizar o impacto para a comunidade.

O Governo Municipal publicará um novo decreto que dispõe sobre o funcionamento dos órgãos municipais em caráter de “turnão” das 8h às 13h. Para os cargos comissionados, está mantido o horário de trabalho normal. Além disso, o decreto também estabelece a suspensão das aulas na Rede Municipal de Educação até nova orientação.

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Saúde da Família (USF) da zona rural também não vão funcionar até que a situação seja normalizada. Sobre o funcionamento das unidades da zona urbana, o mesmo será informado no fim da tarde deste domingo (27). A frota de veículos que atua no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) segue em atendimento.

A fiscalização do Procon para evitar cobranças abusivas em produtos comercializados na cidade está mantida. No Esaú Matos, estão sendo prestados os serviços essenciais.

Transporte público – Segundo a Cidade Verde, 25% da frota da Cidade Verde está circulando este domingo. Nesta segunda (28), a empresa assegura que 50% da frota estará em funcionamento.

Já a Viação Vitória informou, por meio de nota, que 100% da frota está retida na garagem por decisão do Sindicato dos Rodoviários e que o departamento jurídico da empresa está tomando as medidas legais cabíveis para garantir o funcionamento da quantidade mínima de ônibus determinada por lei.

O Comitê segue mobilizado e fará uma nova reunião ainda neste domingo (27), com autoridades da segurança pública, a exemplo da Polícia Militar, da Polícia Rodoviária Federal e o Corpo de Bombeiros. Em tempo, pede a compreensão da comunidade em caso de eventual descontinuidade ou atraso em algum dos serviços.