Polícia prende ‘Coroa’, acusado de executar ‘Binho da Van’ e tentar matar outros dois vanzeiros


‘Binho da Van’ foi executado em dezembro de 2018

A Delegacia de Homicídios de Vitória da Conquista (DH/VCA) e o Serviço de Inteligência da 10 Coorpin, divulgaram nota informando ter cumprido mandado de prisão preventiva contra Edson Alves da Silva, o “Coroa”, acusado de executar a tiros o vanzeiro Josevaldo Souza de Oliveira – Binho da Van –  em dezembro de 2018, no Miro Cairo.

De acordo com a Polícia Civil, ‘Corôa’ foi reconhecido por uma testemunha do crime e pela própria viúva de ‘Binho’. A mulher de Binho, disse à Polícia que Edson passou em sua rua gritando sobre seu marido: “eu matei mesmo, eu matei mesmo”.

Coroa matou Binho no “saidão” do ano passado, período em que os detentos são liberados para passar alguns dias no convívio familiar. Após o assassinato do vanzeiro, ‘Coroa’ retornou ao presídio Nilton Gonçalves.

Este ano, ‘Coroa’ foi novamente liberado no ‘saidão de 2 de Julho’ e aproveitou para tentar matar, também no Miro Cairo, mais dois vanzeiros: Alan Alves de Oliveira e Mateus de Jesus. Ambos sobreviveram ao atentado e apontaram Edson como autor.

A Polícia afirma que os crimes são cometidos em nome da disputa pelo comercio de drogas no Miro Cairo, área dominada pela facção ‘Tudo 2’, de Nem Bomba.

Ainda de acordo com a Polícia, ‘Coroa’ foi indiciado em inquérito policial e teve sua prisão preventiva representada pela autoridade policial, confirmada pelo Ministério Público e decretada pelo Juiz Vara do Júri desta Comarca. Os delegados da Delegacia de Homicídios vão interrogar Edson Alves sobre os crimes dos quais ele é suspeito. ‘Coroa’ deve perder o benefício do ‘saidão’.

.