Produções conquistenses estiveram presentes na 14ª edição da Mostra Cinema Conquista


Cineasta Denis Martins recebendo a homenagem do 1º Concurso Municipal de Curtas-Metragens

 

Mostra Cinema Conquista – Ano 14 trouxe em sua programação diversas temáticas, tanto nos filmes, quanto nas conferências, lançamentos e outras atividades. A pluralidade também esteve presente nas sessões, com exibições de produções de diversas partes do Brasil. Filmes da Paraíba, São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco, Minas Gerais e Distrito Federal estiveram na programação, sem deixar de abrir espaço para as produções conquistenses.

Um dos diretores do filme “O Fantasma de Glauber”, L. H. Girarde é estudante do curso de Cinema e Audiovisual da Uesb de Vitória da Conquista. Ele ressaltou a importância de se valorizar a produção local por ser onde tudo se inicia. “Existe uma luta no cinema, hoje em dia, dos cineastas, de poder conseguir espaço entre o cinema do interior e as grandes metrópoles de produção de cinema. Então, quando a gente faz cinema no interior, é um cinema de resistência”, comentou.

Da esquerda para a direita: Rogério Luiz (Zanata), Kauan Oliveira e Bruno Grigoti (Faber)

Caio Andrei, também do curso de Cinema e Audiovisual, é diretor do curta-metragem produzido com atores locais, “Cintura 56”. O estudante considera a Mostra Cinema Conquista como uma janela que viabiliza a exibição dessas produções e que gera entusiasmo nos cidadãos. “Nós estamos falando da terra de Glauber, nós estamos falando aqui de um lugar onde em seu berço, em sua origem, respira cinema. Então, é muito importante que a gente produza aqui, fomente essa produção”, afirmou.

Na programação do evento houveram outras produções locais que representaram e reafirmaram o potencial cultural crescente e fortificado a cada dia na história da cidade: “Zanata, Fotógrafo de Campo” (Rogério Luiz Oliveira), “101%” (Filipe Brito Gama), “A Fome de Glauber” (Denis Martins) e “Faber” (Bruno Grigati e Kauan Oliveira).

Na quinta-feira (04), também foram exibidos os curtas vencedores do 1º Concurso Municipal de Curtas-Metragens de Vitória da Conquista Glauber Rocha – Ressuscista o Povo Brasileiro: “Falha de Cultura”, de Ayume Oliveira Guimarães (1º lugar), “A Fome de Glauber”, de Denis Martins (2º lugar) e “Ele Bebia Gin à Tarde”, de Lucas Cardoso Lima de Paula (3º lugar). O coordenador de eventos da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, George Neri, considerou a ocasião com um estímulo. “Conquista precisa assumir realmente um local de produção, um lugar de fala e exigir um recurso para a cidade, para o cinema”, comentou sobre o edital lançado este ano.

A Mostra Cinema Conquista – Ano 14 teve o apoio cultural do Instituto de Radiodifusão do Estado da Bahia, da Diretoria Audiovisual do Estado, do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, da TV Sudoeste, da Cervejaria Devassa e do Restaurante Maria do Sertão. Recebeu o apoio institucional da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, através do Curso de Cinema e Audiovisual, Programa Janela Indiscreta e Sistema Uesb de Rádio e TV Educativas. A Mostra Cinema Conquista é uma produção da Movimenta Cultura e Arte e realização do Instituto Mandacaru de Inclusão Sociocultural. Teve o apoio financeiro da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista e do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.