[UESB]: Estudantes de Itapetinga decidem paralisar atividades e retornar após recesso junino


A decisão dos professores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB – de encerrar a greve e retomar as aulas já na próxima segunda-feira (17) não agradou os estudantes, em especial os discentes do Campus Juvino Oliveira em Itapetinga. Em carta aberta divulgada nas redes sociais nesta sexta-feira (14), o Conselho de Entidades Estudantis de Base (CEEB), afirmou que foi decidido a paralisação das atividades durante os dias 17, 18 e 19 de junho. Dentre os motivos que levaram a esta decisão, está o retorno “precoce” das atividades docentes, uma vez que na semana que vem eles terão apenas três dias letivos, segundo o calendário aprovado pelo CONSEPE.

“Muitos estudantes que estão fora do município e do Estado não haviam se programado para retornar as atividades
nesse período, principalmente na semana do recesso junino, o que implicaria em custos extras para o deslocamento e até mesmo sua manutenção na cidade, sem contar naqueles que necessitam de transporte cedido por prefeituras da região ou mesmo fretados”, diz a nota.

Os estudantes dizem acreditar que os três dias paralisados não serão prejudiciais, em comparação ao período relativo à greve docente. “O movimento discente se fará presente durante os três dias (17, 18 e 19) em frente aos portões da UESB. Convidamos toda a comunidade acadêmica para nos acompanhar nesse período”, avisa o comunicado.

Na carta, a entidade diz que não era favorável à greve. “Não nos manifestamos favoráveis no início, pois acreditávamos que ela se iniciou em um momento inoportuno, dificultando a finalização de um semestre já
fragmentado pelas férias docentes e carnaval, resultando em um baixo aproveitamento do mesmo e consequentemente aumentando a ansiedade dos discentes”.

Já os estudantes do campus de Vitória da Conquista não se manifestaram ainda sobre o assunto. Na segunda-feira (17) deverão decidir em assembleia. 

CONFIRA A ÍNTEGRA DO CARTA ABERTA:

Itapetinga-BA, 14 de Junho de 2019

CARTA ABERTA

Nós, discentes da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – Campus Juvino Oliveira, viemos informar à comunidade acadêmica que no dia 14 de junho de 2019, em assembléia extraordinária estudantil, foi decidido que paralisaremos as atividades durante os dias 17, 18 e 19 de junho. Dentre os motivos que levaram a esta decisão, podemos elencar o retorno precoce das atividades docentes; Muitos estudantes que estão fora do município e do Estado não haviam se programado para retornar as atividades nesse período, principalmente na semana do recesso junino, o que implicaria em custos extras para o deslocamento e até mesmo sua manutenção na cidade, sem contar naqueles que necessitam de transporte cedido por prefeituras da região ou mesmo fretados, sendo que nesta semana teríamos apenas três dias letivos, segundo o calendário aprovado pelo CONSEPE (ad referendum). O movimento discente sempre defendeu as questões de políticas de assistência e permanência estudantil e acreditamos que esse posicionamento se enquadra em nossas pautas. Tomar a decisão de retorno às aulas neste período é não pensar nessas particularidades. Nós, estudantes, entendemos os reais motivos da greve, porém, não nos manifestamos favoráveis no início, pois acreditávamos que ela se iniciou em um momento inoportuno, dificultando a finalização de um semestre já fragmentado pelas férias docentes e carnaval, resultando em um baixo aproveitamento do mesmo e consequentemente aumentando a ansiedade dos discentes. Acreditamos que esses três dias paralisados não serão prejudiciais, em comparação ao período relativo à greve docente. O movimento discente se fará presente durante os três dias (17, 18 e 19) em frente aos portões da UESB. Convidamos toda a comunidade acadêmica para nos acompanhar nesse período.

CEEB – Conselho de Entidades Estudantis de Base