Bahia: Professores de escolas particulares decidem não voltar para aulas presenciais


Em assembleia ocorrida no dia 9 de junho de 2021, Professoras e Professores no Estado da Bahia discutiram e deliberaram sobre a situação do retorno às aulas presenciais ou semipresenciais nas escolas.

De acordo com o Sindicato dos Professores no Estado da Bahia (Sinpro-BA), a situação de ausência de melhora dos índices da pandemia na Bahia levou a categoria a decidir pela continuidade do não retorno presencial às escolas.

Além dessa questão, a categoria discutiu sobre a Data-Base 2021 e a necessidade de estabelecimento de reajuste salarial, cujas perdas acumuladas pela inflação medida pelo INPC/IBGE somam 10,24% entre maio de 2019 e abril de 2021, tema que está pautado com o sindicato patronal desde dezembro de 2020.

A próxima assembleia será no dia 05 de julho de 2021, às 16 horas.