Prefeitura volta a avaliar retomada das aulas presenciais em Conquista


A volta às aulas presenciais é um dos grandes desafios enfrentados pelos gestores públicos em todo o país. O debate também ocorre em Vitória da Conquista, onde a Secretaria Municipal de Educação (Smed) e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) avaliam a forma e o momento certo para a volta de professores e estudantes para a sala de aula.

O secretário municipal de Educação, Edgard Larry, acompanhado da secretária adjunta, professora Selma Oliveira, e de sua equipe, recebeu, nesta segunda-feira (26), membros da diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vitória da Conquista (Sinserv), para esclarecimento de dúvidas da entidade referentes à retomada das aulas presenciais na Rede Pública.

Edgard Larry explicou que o plano de retomada – que, em sua primeira etapa contou com a colaboração do Sinserv, entre outras entidades e secretarias – está recebendo ajustes das equipes técnicas tanto da Secretaria de Educação quanto da Saúde. Além disso, o gestor enfatizou que a retomada, ainda sem data prevista para ocorrer, vai obedecer aos critérios estabelecidos pelas legislações vigentes e todas as medidas de preservação da vida.

“Reafirmamos para vocês que trataremos esse tema com todo o cuidado e planejamento que ele exige. É nesse sentido que já nos reunimos com representantes da Secretaria Municipal de Saúde e da Vigilância Sanitária, sendo que já estamos trabalhando, de forma conjunta e por meio de equipes técnicas, nos ajustes desse plano. Afinal, o retorno às aulas presenciais envolve toda a comunidade escolar e medidas que garantam a segurança de todos os envolvidos”, assegurou o secretário de Educação.

Segundo a Prefeitura, a informação foi bem recebida pelos representantes do sindicato. “Tivemos a oportunidade de esclarecer junto a Secretaria de Educação o projeto de retomada das aulas presenciais porque a comunidade escolar e em geral se preocupou bastante com a indicação do retorno. Mas, ficou claro que, na verdade, isso é um processo que está sendo cuidadosamente estudado, que existe todo um protocolo e medidas para garantir a saúde e segurança dos alunos, professores e profissionais da Rede de Educação. Ficamos muito felizes com os esclarecimentos”, afirmou Lucas Nunes, assessor jurídico do Sinserv.

REUNIÃO NA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA

O secretário de Educação, Edgard Larry, e a secretária de Saúde, Ramona Cerqueira, acompanhada da equipe da SMS, se reuniram na última sexta-feira (23), na sede da Secretaria de Educação, para avaliar o assunto.

“Trataremos esse tema com muita responsabilidade e não seremos pegos de surpresa quando houver a definição dos órgãos competentes sobre o retorno. Vamos nos preparar e buscar a melhor forma de realizá-lo, e isso implica num diálogo muito próximo com os órgãos de saúde para estabelecermos os melhores caminhos”, enfatizou o secretário Larry.

A secretária de Saúde apresentou dados epidemiológicos, esclareceu sobre a vacinação contra Covid-19 e abordou o Plano de Retomada das Aulas Presenciais. Nele, estão estabelecidas, entre outras, medidas de segurança necessárias para a comunidade escolar.

“Estamos trabalhando previamente para ter um instrumento pronto como protocolo municipal para garantir o melhor retorno às aulas presenciais tanto para os professores e demais profissionais da Educação quanto para os alunos quando a data for definida”, explicou a secretária, que estava acompanhada da diretora de Vigilância em Saúde, Ana Maria Ferraz, e do coordenador da Vigilância Sanitária, Maico Moraes.

Entre as ações definidas na reunião, as equipes da Semad e SMS realizarão visitas a escolas da área urbana e rural para avaliar questões como a estrutura física e a necessidade de adequação ao plano apresentado por Ramona.

Além do secretário Edgar Larry, participaram da reunião, por parte da Semad, a secretária adjunta de Educação, professora Selma Oliveira, e demais gestores da pasta, além da presidente do Conselho Municipal de Educação, professora, Carmen Sílvia.