Luiz Fux extingue processo que pedia inelegibilidade de Lula


O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, extinguiu uma ação cautelar que pleiteava a imediata declaração de inelegibilidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), condenado e preso na Operação Lava Jato. O autor do processo, o advogado de Goiás Manoel Pereira Machado Neto, argumentava que a inelegibilidade do petista é “notória” e que sua eventual candidatura ocasionaria prejuízos sociais e econômicos ao País.

Neto pedia que o TSE declarasse a inelegibilidade do ex-presidente, impedindo antecipadamente o registro de sua candidatura. O advogado solicitava ainda que o Partido dos Trabalhadores fosse notificado para que apresentasse um novo pré-candidato “com caráter elegível” ao cargo de presidente da República. (mais…)

PSB fecha acordo com PT e deve ficar neutro nas eleições presidenciais


O PSB deve confirmar no próximo domingo a neutralidade na corrida presidencial. A decisão do partido é fruto de um acordo que está sendo fechado na tarde desta quarta-feira como PT, que decidiu retirar a candidatura da vereadora Marília Arraes ao governo de Pernambuco em prol da reeleição do governador Paulo Câmara (PSB). Esse era o principal entrave de uma aliança do PSB com Ciro.

Geraldo Alckmin participa de debate com jovens em São PauloAlckmin acelera negociações com centrão para definir vice
Mas pesou para o partido a força que a sigla tem em Pernambuco, estado que vem sendo governado pelo partido há 12 anos. Pernambuco é o maior diretório do PSB. Em troca da retirada da candidatura da petista, o PSB deve retirar a candidatura de Márcio Lacerda ao governo de Minas Gerais. Ele também representava um obstáculo à reeleição do petista Fernando Pimentel. (mais…)

[VÍDEO]: Deputado chama Daniela Mercury de “endemoniada” e “escrava de Satanás”


O polêmico deputado estadual da Bahia, Pastor Sargento Isidório (Avante) em vídeo gravado na sua página no Facebook, disparou xingamentos contra a cantora Daniela Mercury, chamando-a de “endemoniada” e “escrava de Satanás”, após ela protestar, no último dia 22, contra a decisão judicial que impediu a exibição do espetáculo teatral “O Evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu”, protagonizado pela atriz transexual Renata Carvalho, no Centro Cultural de Garanhuns, em Pernambuco.

Na filmagem, o deputado disse que Mercury está com “problemas psiquiátricos” e que a maior parte dos gays e lésbicas não concordam com o “sindicato da viadagem”, que segundo ele, a artista está criando. Ainda na publicação, o pastor mandou Daniela “tomar vergonha na cara” e disse que ela “nem para demônio serve”. A cantora Daniela Mercury ainda não se pronunciou sobre a publicação de Isidório.

O Blog do Caique Santos questionou nos comentários da postagem na Fanpage do Deputado se essa atitude não seria um incentivo à violência contra a mulher e à intolerância nas redes sociais, mas o comentário foi deletado da página.

Isidório foi eleito deputado estadual na Bahia pela 3ª vez e agora será candidato à deputado federal. Apesar dos discursos homofóbicos, o deputado faz parte dos aliados do governador Rui Costa (PT) e tem sido presença marcante na Caravana Pela Bahia, comandando uma  banda de percussão que anima os discursos no evento.

 

VEJA O VÍDEO:

Justiça decreta prisão de mais 02 suspeitos da execução de Marielle


Mais dois homens suspeitos de estarem no veículo de onde partiu o tiro que matou a vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista dela, Anderson Gomes, há quatro meses, tiveram as prisões preventivas decretadas pelo 4º Tribunal do Júri do Rio. Os suspeitos foram identificados a partir do depoimento da testemunha chave do crime, que está sob proteção, mas que não revelou como obteve as informações. A mesma testemunha já tinha denunciado o ex-PM Alan de Morais Nogueira, preso na última terça-feira, também pela execução da parlamentar. Apesar disso, os mandados de prisão contra William e Renato não foram expedidos por causa dos homicídios da vereadora e de seu motorista, mas por um assassinato cometido por uma quadrilha de milicianos que está sendo investigada. Todos são acusados de integrarem o grupo paramiliar de Orlando Oliveira de Araújo, o Orlando da Curicica, preso na Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. (mais…)

Conquista recebe “Caravana pela Bahia” com Rui Costa e aliados


Em ritmo da campanha o pré-candidato a reeleição ao Governo do Estado, Rui Costa, esteve neste sábado (21) em Vitória da Conquista com a “Caravana pela Bahia”, projeto itinerante que percorre as principais cidades do interior da Bahia com o intuito de coletar sugestões para a construção do Plano de Governo Participativo – PGP 2018.

A caravana do PGP chegou em dois ônibus, tendo a bordo pré-candidatos ao senado, à câmara dos deputados, Assembleia Legislativa da Bahia e secretários. O ato contou também com os pré-candidatos a vice-governador, João Leão, e ao Senado, Jaques Wagner e Ângelo Coronel. O evento foi no espaço de eventos Mediterrâneo.

Além de Salvador e Conquista, as cidades de Irecê, Juazeiro, Itaberaba, Guanambi, Jequié, Teixeira de Freitas, Itabuna, Feira de Santana e Barreiras também estão no roteiro da Caravana, que seguirá até o dia 3 de agosto.  Ao final das viagens todas as propostas serão transformada em um documento que o governador, se for reeleito, promete implementar no próximo governo.
(mais…)

Geddel e Estevão são transferidos para a segurança máxima da Papuda


O ex-senador Luiz Estevão (ex-PMDB-DF) e o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB-BA), presos no Complexo da Papuda, em Brasília, foram transferidos nesta quinta-feira (19) para a ala de segurança máxima da penitenciária. A decisão da Vara de Execuções Penais do DF foi tomada após denúncias de que os políticos eram privilegiados com regalias nas celas.

Estevão e Geddel estão agora em celas individuais. O banho de sol também passa a ser individual – ou seja, eles não deverão ter contato com outros detentos.

No dia 17 de junho passado, a Polícia Civil do Distrito Federal fez buscas nas celas onde estavam o ex-senador e o ex-ministro da Articulação Política do governo Michel Temer. As buscas, deflagradas pela Coordenação de Combate ao Crime Organizado (Cecor) da Polícia Civil do DF e autorizadas pela Justiça, foram feitas a partir da denúncia de um preso. (mais…)

[CONQUISTA]: Inaugurada a Avenida J. Pedral – Trecho 2 do Corredor Perimetral


Zica Pedral, viúva de J. Pedral

No último sábado sábado (14) o prefeito Herzem Gusmão, autoridades públicas, representantes da sociedade civil e membros da população, participaram de um evento que marcou a entrega oficial da Avenida J. Pedral. A avenida é o trecho 2 da Perimetral, apenas uma parte do projeto original e possui 2,2 quilômetros.

O trecho 2 do Corredor Perimetral segue da Avenida Gilenilda Alves até à Olívia Flores, próximo ao Campus Anísio Teixeira, da Universidade Federal da Bahia (Ufba).A via interliga a Avenida Juracy Magalhães à Avenida Olívia Flores, unindo as duas regiões e é considerada pela prefeitura um marco na mobilidade urbana da cidade. (mais…)

Juíza proíbe Lula de gravar vídeos e fazer pré-campanha na prisão


A juíza Carolina Moura Lebbos, titular da 12ª Vara Federal de Execuções Penais (VEP) de Curitiba, negou, nesta quarta-feira (11), pedido apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele possa gravar vídeos, dar entrevistas e realizar atos de pré-campanha, por meio de videoconferência ou de filmagens na sede da Polícia Federal (PF) em Curitiba, onde cumpre pena a 12 anos e um mês de prisão, desde 7 de abril, pela condenação no caso do tríplex do Guarujá.

A magistrada explicou que, ainda que caso Lula se apresente como pré-candidato ao Planalto, sua situação se identifica com o “status de inelegível”, numa referência ao texto da Lei da Ficha Limpa, que impede que candidatos condenados por órgãos colegiados disputem eleição. (mais…)

[EXCLUSIVO]: Rui Costa explica porque Lídice não poderia compor majoritária


A escolha do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Ângelo Coronel (PSD) para compor a vaga na chapa majoritária do Governador Rui Costa, nas eleições para o Senado deste ano, em detrimento de Lídice da Mata (PSB) , gerou uma verdadeira celeuma entre os aliados da esquerda, inclusive com a divulgação de uma “nota de repúdio” do PSB BAHIA nas redes sociais.

Em entrevista exclusiva ao Blog do Caique Santos durante a reinauguração do Centro de Cultura, o governador explicou os motivos para não escolher a Senadora. Diferente do que muitos pensam, Rui disse que Lídice perdeu para Wagner, não para Coronel. “A vaga que estava sendo disputada não era de Lídice x Coronel, a vaga da Esquerda, vamos dizer assim, é a que estava ocupada por Wagner, a possibilidade de entrar Lídice significaria discutir a saída de Wagner, porque Coronel ou outro nome representa a vaga de Centro”, disse Rui.

O governador da Bahia também citou a o impeachment de Dilma para exemplificar a importância do equilíbrio. “Muita gente se pergunta porque que cassaram a Dilma. Além de uma brutalidade, de uma ilegalidade, na minha opinião, é…mas é por conta que gerir um estado, um país como o nosso, não é só cuidar ‘stricto sensu’ de fazer obras, também é de cuidar do delicado equilíbrio político, que possibilite que a gente execute as coisas”, disse

OUÇA A ENTREVISTA COMPLETA

LEIA A ÍNTEGRA DA RESPOSTA DO GOVERNADOR RUI COSTA

“Nós temos uma receita de sucesso desde o governo Jaques Wagner, a receita do sucesso é o equilíbrio entre o Centro, que compõe a nossa frente, e a Esquerda. Esse equilíbrio nós não podemos perder. Muita gente se pergunta porque que cassaram a Dilma. Além de uma brutalidade, de uma ilegalidade, na minha opinião, é…mas é por conta que gerir um estado, um país como o nosso, não é só cuidar ‘stricto sensu’ de fazer obras, também é de cuidar do delicado equilíbrio político, que possibilite que a gente execute as coisas, e o equilíbrio político que nos mantém, desde o governo Wagner, nos dois governos de Wagner e no nosso, é o equilíbrio entre o Centro e a Esquerda.  (mais…)

Toffoli derruba decisão de Moro e barra tornozeleira em Dirceu


Foto: Sérgio Neves/Estadão

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), cassou de “ofício” – sem ter sido provocado pela defesa – a decisão do juiz federal Sérgio Moro que determinou o uso de tornozeleira eletrônica pelo ex-ministro petista José Dirceu. Moro também havia proibido Dirceu de se comunicar com acusados no caso em que foi condenado na Lava Jato e de deixar o País. A decisão do juiz da 13.ª Vara Federal de Curitiba ocorreu depois de a Segunda Turma do Supremo conceder na terça-feira passada, por 3 votos a 1, habeas corpus para o petista.

Segundo Toffoli, ao impor o uso de tornozeleira a Dirceu, o juiz agiu em “claro descumprimento” de decisão da Segunda Turma. Conforme o regimento do STF, a “demonstração incontroversa do descumprimento de decisão da Corte autoriza o relator do caso a adotar as medidas necessárias à restauração da determinação do tribunal”. (mais…)