#VazaJato: Deltan sugeriu que Moro protegeria Flávio Bolsonaro


Flávio Bolsonaro ao lado do ex-assessor Fabrício Queiroz. Foto: Reprodução/Redes sociais

Jornal GGN – Em conversas trocadas pouco antes de o presidente Jair Bolsonaro assumir o poder, procuradores da força-tarefa da Lava Jato concordaram que não havia dúvidas de que o filho do presidente e recém eleito senador, Flábio Bolsonaro (PSL-RJ), estava envolvido em um caso de corrupção. O coordenador do grupo em Curitiba, Deltan Dallagnol, chegou ainda a sugerir que Sérgio Moro, agora chamado para assumir o Ministério da Justiça, protegeria Flávio para não desagradar o presidente e correr o risco de perder a indicação ao Supremo Tribunal Federal.

As informações são da 11ª parte da série de reportagens do site The Intercept Brasil, publicada neste domingo (21). Em chats trocados pelo aplicativo Telegram, Dallagnol concordou com os colegas do Ministério Público, de que Flávio mantinha um esquema de corrupção, quando deputado federal no Rio de Janeiro. O coordenador da força-tarefa da Lava Jato ainda levantou a preocupação de que Moro, agora como ministro de uma pasta que chefia a Polícia Federal, não iria seguir com as investigações desse caso. (mais…)

Líder de grupo terrorista revelou plano para matar Bolsonaro


Matéria de capa da revista Veja afirma que é real a ameaça de atentato ao presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.
Leia a matéria na íntegra:

 

Em 1º setembro do ano passado, ninguém deu atenção a uma mensagem no Facebook que trazia uma ameaça ao então deputado Jair Bolsonaro. O autor escreveu que testaria “a valentia” do então candidato do PSL à Presidência da República quando os dois se encontrassem e que ele “merecia” levar um tiro na cabeça. Ninguém deu atenção à postagem porque ameaças assim quase sempre não passam de bravatas. Ninguém deu atenção porque o autor, um garçom desempregado, também costumava publicar em sua página na rede social textos desconexos e teorias conspiratórias absolutamente sem sentido. Parecia coisa de maluco. Cinco dias depois, no entanto, Adélio Bispo de Oliveira, o autor da mensagem, esfaqueou Bolsonaro em uma passeata em Juiz de Fora (MG). O agressor de fato era um desequilibrado mental, mas o atentado ensinou que ameaças não devem ser subestimadas, por mais improváveis que pareçam. (mais…)

Bolsonaro considera projetos da Ancine “absurdos” e cogita acabar com o órgão


De acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo , o presidente Jair Bolsonaro deve fazer mudanças profundas na Ancine, a Agência Nacional do Cinema, inclusive podendo extinguir o órgão.

A Ancine, criada em 2001 durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, funciona como órgão que regula, fomenta e fiscaliza a indústria cinematográfica e videofonográfica no Brasil, tendo autonomia financeira e administrativa, porém vinculada diretamente à Presidência da República.

As informações de Bergamo garantem que Bolsonaro teria considerado “absurdos” alguns dos projetos aprovados pela Ancine, entre eles o “Born to Fashion”, reality show nos moldes do “America’s Next Top Model” mas com o objetivo de revelar modelos transgêneros. O presidente também disse que filmes como ‘Bruna Surfistinha’ não podem ser financiados com dinheiro público em respeito à família brasileira.  (mais…)

[VÍDEO]: Bolsonaro convida Rui Costa para a inauguração do novo aeroporto de Conquista


 

Na semanal transmissão ao vivo pelo Facebook feita pelo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, a polêmica sobre a “paternidade” do novo aeroporto Glauber Rocha foi comentada pelo capitão nesta quinta (18). “Parte do recurso é federal, parte é estadual, mas o dinheiro é do povo, não é meu e nem do governador Rui Costa”, disse Bolsonaro que ainda convidou Rui Costa para a cerimônia de inauguração oficial na próxima terça-feira (23).

ASSISTA

Partidos custam 4 vezes o investimento em ciência


O valor repassado aos partidos políticos brasileiros na última década (2009 a 2018) equivale a mais de quatro vezes o orçamento destinado no ano passado para incentivar e acelerar pesquisa, desenvolvimento e inovação industrial. Assim, o Brasil consolida um dos maiores atrasos científicos da história.

Os governos, especialmente o federal, vêm reduzindo os recursos para a área ano após ano. No orçamento para Ciência e Tecnologia, em 2010, o valor foi de R$ 10 bilhões (a preços de 2017). Em 2017, a verba caiu pela metade, passando para R$ 4,8 bilhões. Com o país em crise, em 2018, o orçamento perdeu ainda mais verba, fechando em R$ 1,4 bilhão.

Neste ano, a área previa melhoria do cenário. Porque na campanha eleitoral o presidente Jair Bolsonaro prometeu priorizá-la: tinha como meta elevar o financiamento da para que 3% do Produto Interno Bruto (PIB). Hoje, o percentual está perto de 1,5%. No entanto, em abril, o governo federal anunciou o congelamento de 42% das despesas de investimento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, recriado justamente por Bolsonaro. (mais…)

Justiça impede envio de provas do caso Marielle à Procuradoria-Geral da República


Marielle Franco, vereadora eleita pelo Psol, foi a quinta mais votada do Rio Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo

 

A Justiça do Rio de Janeiro, com o apoio do Ministério Público estadual, rejeitou pedido da Procuradoria-Geral da República para ter acesso a provas do caso do assassinato da vereadora Marielle Franco. Na visão de procuradores, o bloqueio cria dificuldades para a análise de uma possível federalização das investigações. Na última sexta-feira, completou-se um mês que a procuradora-geral da República Raquel Dodge enviou um ofício solicitando cópia do material e, até hoje, não obteve acesso.

A 28ª Vara Criminal do Rio proferiu decisão rejeitando o pedido de compartilhamento dos autos com a PGR, sob o argumento de que o caso está sob “segredo de Justiça”. O Ministério Público estadual, que não é subordinado à PGR, também se posicionou contrário ao compartilhamento.

Em outubro, a PGR pediu que a Polícia Federal abrisse um inquérito sobre suspeitas de obstrução na investigação do assassinato, conduzida pela Polícia Civil do Rio. A PF concluiu esse inquérito no fim de maio e entregou o material para a 28ª Vara Criminal do Rio, onde tramita o caso.

No relatório de 600 páginas, a PF apontou que houve uma tentativa criminosa de desvio no foco da investigação, capitaneada pelo policial militar Rodrigo Jorge Ferreira, o Ferreirinha, e também cita outros personagens que poderiam ter envolvimento no crime. (mais…)

[CONQUISTA]: Após visita a novo aeroporto vereadores viram alvo de críticas nas redes sociais


 

Em meio a uma acirrada briga entre governos estadual e federal pela “paternidade” do novo aeroporto Glauber Rocha, uma foto tomou conta de alguns blogs nesta segunda-feira (15). Uma comitiva da Câmara Municipal de Vitória da Conquista foi ao ainda não inaugurado novo aeroporto, para conhecer as instalações e tirar fotos.

Após a divulgação do evento nos blogs e redes sociais, alguns comentários chamaram a atenção para o descontentamento de parte da população com o trabalho dos edis. “Tem que visitar as periferias”, disse uma internauta. “Deveriam ter vergonha, chega da nojo”, criticou outra pessoa. Com mais da metade do mandato cumprido e poucos projetos importantes aprovados, a atual Câmara de Vereadores não parece gozar de muita popularidade entre alguns conquistenses. Uma parcela da população deseja a renovação de quase a totalidade do atual quadro de vereadores.

E você, o que acha?

Confira alguns comentários publicados em um dos mais numerosos grupos de compra e vendas no Facebook:

Rejeição ao Congresso sobe para 38%, diz Datafolha


Pedro França / Agência Senado

 

Deputados e senadores não têm correspondido à expectativa de seus eleitores. Segundo pesquisa Datafolha, a taxa de reprovação ao trabalho dos parlamentares cresceu seis pontos percentuais entre abril e junho. Isto é, o percentual da população que avalia o Congresso Nacional como ruim ou péssimo passou de 32% para 38%. Já o grupo que avalia o Congresso como bom ou ótimo caiu de 22% para 16% e o que considera razoável oscilou entre 41% e 42%.

A pesquisa, que ouviu mais de dois mil brasileiros em 130 municípios e tem uma margem de erro de até dois pontos percentuais, ainda revelou que os congressistas são mais reprovados entre a população mais escolarizada e de renda mais elevada. A rejeição de 38% sobe para 47% entre os mais escolarizados e para 50% na faixa de renda familiar entre cinco e dez salários mínimos, enquanto varia entre 32% e 33% entre os que estudaram até o ensino fundamental e os que ganham até dois salários mínimos. O índice também sobe entre os homens, para 42%. Já entre as mulheres cai para 32%. (mais…)

Previdência: o que já mudou na reforma


Após compra de parlamentares Reforma passou fácil

Em sessão encerrada às 2h desta sexta-feira (12), o Plenário da Câmara dos Deputados analisou 11 destaques à proposta de reforma da Previdência (PEC 6/19). Em razão de discordâncias sobre os termos de um acordo de procedimentos para a continuidade da votação, o presidente Rodrigo Maia encerrou os trabalhos e convocou sessão extraordinária para as 9 horas de hoje a fim de prosseguir na análise da reforma.

O próximo destaque que será analisado é do PDT e pretende diminuir de 100% para 50% o pedágio de uma das regras de transição, válida para os segurados do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) e do regime próprio dos servidores públicos.

O Plenário aprovou quatro destaques que modificam o texto-base da reforma da Previdência. O tempo de contribuição ao INSS exigido de homens caiu de 20 para 15 anos. Para garantir a integralidade do valor do benefício, o beneficiário terá de contribuir por 40 anos, conforme já previa o texto original. Continuam valendo a idade mínima de 65 anos e o teto do regime geral. (mais…)

Governo vai pedir crédito extra para bancar emendas


Imagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

 

O governo vai enviar ao Congresso Nacional um projeto de lei abrindo um crédito suplementar para remanejar despesas do Orçamento e atender a ações de interesse dos deputados nas suas bases eleitorais. Para votar os destaques (sugestões de mudanças em relação ao texto principal), os deputados cobram esses recursos.

Os recursos fazem parte das negociações do Palácio do Planalto com os deputados para a aprovação da reforma da Previdência. Mas o espaço é pequeno, admite fonte da equipe econômica. O valor ainda não está definido. Os deputados cobram R$ 10 bilhões em recursos para atender a suas demandas. (mais…)