Pesquisa exclusiva: Bolsonaro é o favorito da corrida eleitoral em 2022


O governo Jair Bolsonaro passou nos últimos três meses por uma tempestade política perfeita. À crise inaugurada pela pandemia do novo coronavírus, menosprezada pelo presidente desde o início, somaram-se a conturbada demissão de seu ministro mais popular, Sergio Moro, duas trocas no Ministério da Saúde, a abertura de um inquérito para apurar interferência política na Polícia Federal, a divulgação em vídeo de uma escabrosa reunião de seu gabinete, o cerco a bolsonaristas radicais em duas investigações do Supremo, a prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), em uma casa do advogado de Bolsonaro, o diagnóstico de Covid-19 do chefe do Executivo e o saldo nefasto de mais de 80 000 mortos pela doença. Mesmo em meio a dificuldades sérias, que poderiam estraçalhar a popularidade de inúmeros políticos, Bolsonaro segue firme, mostrando mais uma vez que é um fenômeno político. Se a disputa presidencial fosse hoje, ele seria reeleito. (mais…)

[Covid-19]: Herzem promete Cloroquina, Ivermectina e Azitromicina


O número de mortes em pouco tempo de internação continua a crescer em Vitória da Conquista. Nesta quinta-feria (23), o ‘novo normal’ da cidade voltou a ser a quantidade absurda de mortos em um mesmo dia, 04 pais e mães de família. Diante dessa situação que exige medidas urgentes e eficazes para interromper as mortes, o prefeito Herzem Gusmão gravou um vídeo dizendo que vai pedir estoques de Cloroquina, Ivermectina e Azitromicina, medicamentos que não tem comprovada eficácia.

Sobre a falta de testes rápidos, a inoperância do Call Center e as causas das mortes em curto espaço de tempo nos últimos dias, o prefeito não disse nada. Em relação às 42 mortes, também ignorou, nem mesmo lamentando.

Na quarta-feira passada, em reunião em caráter de urgência pela  Câmara Municipal com o Comitê Municipal de Gestão de Crise da Covid-19 da Prefeitura Municipal para discutir o agravamento da pandemia no município, os representantes do prefeito prometeram que serão abertos 3 pontos fixos para a realização de testes rápidos no Centro Glauber Rocha para atender a Zona Oeste, Posto Régis Pacheco para atender a Zona Leste e Urbis VI (local a defirnir), no entanto, até o momento, nada foi feito e o Prefeito nem mesmo tocou neste assunto no vídeo.

.

CONFIRA A TRANSCRIÇÃO DA FALA:
Muitos médicos do Brasil defendem o tratamento precoce para a COVID-19. Inclusive, a Associação Médica Brasileira (AMB) emitiu uma nota em defesa da autonomia do médico em decidir por este tipo de intervenção. Aqui em Vitória da Conquista, mais de 150 médicos fizeram um abaixo assinado em defesa desse tratamento precoce e solicitando a disponibilização dos medicamentos na rede municipal.

Em defesa da autonomia médica e do acesso aos medicamentos, formamos um comitê de estudos para viabilizar o tratamento precoce e encaminhamos o pedido dos médicos conquistenses ao Ministério da Saúde. Estamos aguardando o envio das medicações solicitadas para garantir à população e aos profissionais de saúde mais um recurso no combate ao coronavírus.

Esta é mais uma ação da administração pública para avançarmos no enfrentamento desta pandemia e na luta pela preservação da vida.

#HerzemGusmão #HerzemPrefeito #VDC #VitóriaDaConquista

Publicado por Herzem Gusmão em Quinta-feira, 23 de julho de 2020

Conquista pede clemência e intervenção de outros poderes para explicar o que está ocorrendo. A Prefeitura continua negando ter perdido o controle da situação, mas não vem a público explicar os motivos do aumento diário de mortos. Não se sabe ao certo qual é o protocolo adotado pela Secretaria de Saúde do governo Herzem para tratar previamente as pessoas que possuem comorbidades e os que estão relatando sintomas. O Call Center não funciona. Não há testes-rápidos suficientes e muitos estão se queixando de estarem apenas sendo orientados a ficar isolados em casa esperando a visita dos agentes, que não dão conta.

Sobram leitos, profissionais, insumos, respiradores e DINHEIRO: morre muita gente.

O Blog do Caique Santos, o MP, Defensoria, Câmara de Vereadores e familiares dos mortos perguntam: O que está ocorrendo? Esse será o nosso “novo normal”? Quando o prefeito virá a público desejar os pêsames aos familiares? E a “grande imprensa”? Não questionam isso?

Enquanto isso a única vez que o Prefeito Herzem Gusmão veio a público foi para garantir aos empresários de Conquista que o comércio não vai fechar, “não iremos retroceder”.

A histórica frase do prefeito Fernando Gomes, de Itabuna, parece ter adeptos em todo o Brasil e em Vitória da Conquista, inclusive por muitos moradores: “O comércio vai abrir, morra quem morrer”.

Deus e a história cobrarão dos que hoje estão no comando e “não retrocedem” diante dos seus erros.

CONFIRA O BOLETIM DESTA TRISTE QUINTA-FEIRA, 23:

 

 

LEIA TAMBÉM:

[Covid-19/VCA]: ‘Comitê de Representação Civil’ montado por Herzem não apita nada

 

MP vai apurar falta de protocolo da Prefeitura no tratamento precoce da Covid-19

 

[Conquista]: Mulher de 43 anos com Covid-19 que morreu em casa buscou ajuda no hospital; Teste da Covid-19 só foi realizado após a morte

 

[Conquista]: Herzem mantém abertura do comércio; Final de semana registra 8 mortos de Covid-19

Vitória da Conquista: 8 pais e mães de famílias mortos neste final de semana pela Covid-19

Mesmo com 96% de UTI´s ocupadas Herzem garante que não revoga decreto de abertura do comércio e culpa Rui Costa: “Perdeu o controle”

 

Boletim da Prefeitura omite detalhes sobre óbito ocorrido dentro de casa nesta quinta-feira (23)


Falta troca de informação entre laboratórios e hospitais privados e a Secretaria de Saúde? 

O Blog do Caique vem denunciando há semanas o curto intervalo de tempo entre o internamento dos conquistenses e suas mortes. Nesta quinta-feira (23), quando mais uma vez explode o número de contaminados e de mortos, 90 e 04, respectivamente, um dado chamou a atenção. No boletim redigido pelos jornalistas da Secretaria de Comunicação, um dado fundamental e que é padrão ser divulgado em todos os óbitos, foi omitido nas informações sobre o 42º óbito.

A data em que um “homem de 78 anos, morador do bairro, portador de doença cardiovascular” começou a ser acompanhado pela Secretaria de Saúde em seu “atendimento domiciliar privado” foi omitida. Seria um mero descuido ou proposital?

O boletim diz que o senhor “apresentou piora do quadro de saúde, sendo atendido pelo SAMU 192 e encaminhado para o Pronto Atendimento da Unimed, onde veio a óbito no dia 22 de julho”

Se a informação sobre a data do início do tratamento não foi passada pela Unimed, caberia à Secretaria de Saúde obter e se foi passada e não publicada, também é errado.

Confira a íntegra do texto da Secom:

“42º óbito – Homem de 78 anos, morador do bairro, portador de doença cardiovascular; estava em atendimento domiciliar privado e apresentou piora do quadro de saúde, sendo atendido pelo SAMU 192 e encaminhado para o Pronto Atendimento da Unimed, onde veio a óbito no dia 22 de julho.”

O número de mortes em pouco tempo de internação continua a crescer em Vitória da Conquista. Nesta quinta-feria (23), o ‘novo normal’ da cidade voltou a ser a quantidade absurda de mortos em um mesmo dia, 03 pais e mães de família, moradores da Terra das Rosas, que não devem ser as únicas a chorarem pela tragédia.

Ontem, quarta-feira, 22, foram outras 03 almas. Na terça-feira (21), mais 2 pessoas e no último final de semana (sábado e domingo),  8. Em 6 dias, 17 enterros em que os familiares e amigos não podem se despedir de forma honrosa e digna como mereciam as vítimas.

[Conquista]: Quantas vidas mais precisamos perder para erros serem corrigidos?


Atualmente o comércio está faturando sim, mas apenas as funerárias.

O número de mortes em pouco tempo de internação continua a crescer em Vitória da Conquista. Nesta quinta-feria (23), o ‘novo normal’ da cidade voltou a ser a quantidade absurda de mortos em um mesmo dia, 04 pais e mães de família, moradores da Terra das Rosas, que não devem ser as únicas a chorarem pela tragédia.

Ontem, quarta-feira, 22, foram outras 03 almas. Na terça-feira (21), mais 2 pessoas e no último final de semana (sábado e domingo),  8. Em 6 dias, 17 enterros em que os familiares e amigos não podem se despedir de forma honrosa e digna como mereciam as vítimas.

NÃO TEMOS OS NOMES E NEM FOTOS DAS VÍTIMAS, SEGUEM OS FRIOS NÚMEROS DO BOLETIM:

39º óbito – Homem de 63 anos, morador do povoado de Itaipu, portador de Diabetes Melito e Hipertensão; foi internado no dia 9 de julho no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), onde veio a óbito no dia 22 de julho.

40º óbito – Homem de 48 anos, morador do bairro Zabelê, portador de Doença cardiovascular crônica, Hipertensão e Obesidade; estava internado desde o dia 7 de julho no Hospital São Vicente e veio a óbito no dia 22 de julho.

41º óbito – Mulher de 44 anos, moradora do bairro Ibirapuera, sem comorbidades; foi internada no dia 20 de julho no Hospital São Vicente, onde veio a óbito no dia 22 de julho.

42º óbito – Homem de 78 anos, morador do bairro, portador de doença cardiovascular; estava em atendimento domiciliar privado (OBSERVAÇÃO DO BLOG: ELES OMITIRAM PROPOSITALMENTE A DATA E O MOTIVO DA PACIENTE ESTAR EM CASA E NÃO NO HOSPITAL) e apresentou piora do quadro de saúde, sendo atendido pelo SAMU 192 e encaminhado para o Pronto Atendimento da Unimed, onde veio a óbito no dia 22 de julho.

Hoje mais 90 novos casos foram registrados. 

Mesmo internados em bem aparelhados hospitais as pessoas entram e saem direto para o cemitério, entre outros motivos, por causa da Covid-19.

 

Quantos pais e mães ainda precisam morrer para admitirmos que tem algo errado na luta contra o coronavírus?

Conquista pede clemência e intervenção de outros poderes para explicar o que está ocorrendo. A Prefeitura continua negando ter perdido o controle da situação, mas não vem a público explicar os motivos do aumento diário de mortos. Não se sabe ao certo qual é o protocolo adotado pela Secretaria de Saúde do governo Herzem para tratar previamente as pessoas que possuem comorbidades e os que estão relatando sintomas. O Call Center não funciona. Não há testes-rápidos suficientes e muitos estão se queixando de estarem apenas sendo orientados a ficar isolados em casa esperando a visita dos agentes, que não dão conta.

Sobram leitos, profissionais, insumos, respiradores e DINHEIRO: morre muita gente.

O Blog do Caique Santos, o MP, Defensoria, Câmara de Vereadores e familiares dos mortos perguntam: O que está ocorrendo? Esse será o nosso “novo normal”? Quando o prefeito virá a público desejar os pêsames aos familiares? E a “grande imprensa”? Não questionam isso?

Enquanto isso a única vez que o Prefeito Herzem Gusmão veio a público foi para garantir aos empresários de Conquista que o comércio não vai fechar, “não iremos retroceder”.

A histórica frase do prefeito Fernando Gomes, de Itabuna, parece ter adeptos em todo o Brasil e em Vitória da Conquista, inclusive por muitos moradores: “O comércio vai abrir, morra quem morrer”.

Deus e a história cobrarão dos que hoje estão no comando e “não retrocedem” diante dos seus erros.

ESTAMOS MAIS UMA VEZ DE LUTO.

CONFIRA O BOLETIM DESTA TRISTE QUINTA-FEIRA, 23:

 

LEIA TAMBÉM:

[Covid-19/VCA]: ‘Comitê de Representação Civil’ montado por Herzem não apita nada

 

MP vai apurar falta de protocolo da Prefeitura no tratamento precoce da Covid-19

 

[Conquista]: Mulher de 43 anos com Covid-19 que morreu em casa buscou ajuda no hospital; Teste da Covid-19 só foi realizado após a morte

 

[Conquista]: Herzem mantém abertura do comércio; Final de semana registra 8 mortos de Covid-19

Vitória da Conquista: 8 pais e mães de famílias mortos neste final de semana pela Covid-19

Mesmo com 96% de UTI´s ocupadas Herzem garante que não revoga decreto de abertura do comércio e culpa Rui Costa: “Perdeu o controle”

 

Corinthians x Palmeiras rende à Globo maior ibope em SP desde a pandemia; Timão venceu.


Gil decidiu o Dérbi desta quarta-feira (Foto: Rodrigo Coca/Corinthians)

 

O clássico Corinthians x Palmeiras, com vitória do ‘Timão’, veio com tudo após quatro meses de pausa e rendeu 29,6 pontos na Grande São Paulo. 

É o maior ibope da emissora na faixa de programação pós-novela das nove desde o fim do Big Brother Brasil 20, em abril.

A disputa superou todos programas exibidos na emissora nesta faixa de horário (após a novela das 8) nos últimos três meses, inclusive superando TODOS os filmes de ‘Tela Quente’ ao Globo Repórter, que está indo bem, com suas reprises.

(DO UOL)

[URGENTE]: Com arma ilegal e mala recheada de dinheiro, Agnelo do PT, investigado por corrupção, é levado pela polícia


A investigação deflagrada pelos promotores investiga irregularidades na compra de leitos hospitalares, em 2014. Além da arma achada na casa do ex-governador, também foi encontrada uma mala recheada de dinheiro, com cédulas de real e de dólar. A quantia estava com Adriana Aparecida Zanini, vice-presidente do Instituto Brasília Para o Bem-Estar do Servidor Público (Ibesp). A entidade faria parte do esquema de corrupção que é investigado pelo MP.

O ex-secretário de Saúde Rafael Barbosa e o presidente da Ibesp, Luiz Carlos do Carmo, também estão entre os alvos – ele é homônimo de um senador eleito por Goiás, portanto, não se trata da mesma pessoa. As supostas propinas teriam sido pago na gestão do petista. A ação é coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). São cumpridos, ao todo, 13 mandados de busca e apreensão. (mais…)

[Covid-19]: Poções entra na lista de cidades com ‘toque de recolher’, Confira as outras


Nossa vizinha Poções, 65 Km de Vitória da Conquista, entrou na lista das cidades com toque de recolher. Decretos publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (23) estabelecem ainda que Cachoeira, Coribe, Correntina, Santa Maria da Vitória e São Félix, também entrem no esquema.  Os decretos valem até o dia 29 de julho.

O município de Juazeiro teve o toque de recolher renovado. Os dois novos decretos têm validade até o dia 29 de julho. A ação adotada pelo Governo do Estado visa conter o avanço da contaminação pelo novo coronavírus no interior da Bahia.

O termo “toque de recolher” se aplica à proibição, decretada por um governo ou autoridade, de que pessoas permaneçam nas ruas após uma determinada hora. Carros de patrulha percorrem as ruas ordenando que os cidadãos voltem para suas casas e alertando os possíveis infratores.

O toque de recolher é mais brando que o ‘lockdown’. Estabelece proibição da locomoção noturna, permanência e o trânsito em vias, equipamentos, locais e praças públicas, das 18h às 5h da manhã.

Das 5h às 17h pode funcionar normalmente os serviços essenciais, atividades de enfrentamento da pandemia, transporte, serviço de entrega de medicamentos e demais insumos necessários para manutenção das atividades de saúde, obras em hospitais e a construção de unidades de saúde.

Casos notificados em Poções: 1309
Casos confirmados: 386
Por teste Rápido 369
Por teste por RT PCR (LACEN): 17
Casos Ativos: 77
Casos descartados: 745
Aguardando resultado: 3
Será colhido exame: 175
Em observação, sem critério para coleta: 0
Em monitoramento, procedente de áreas de risco: 496
Curados: 303
Óbitos: 5
Testes rápidos realizados: 2125
Testes rápidos recebidos/adquiridos: 2125
Testes rápidos disponíveis: 0
Data da última atualização : 22/07/2020
IMPORTANTE SABER
Distanciamento social
É a iniciativa voluntária de se distanciar das pessoas, mesmo não estando doente, para evitar o contato com infectados. A ideia é a de que pessoas que podem ficar em casa fiquem para que aquelas que precisem sair por algum motivo importante encontrem menos pessoas na rua, reduzindo as chances de contraírem o novo coronavírus. Além disso, a medida impede que quem foi infectado pelo Sars-CoV-2 e ainda não apresentou sintomas transmita o vírus para os outros.

Isolamento
É uma recomendação médica para aquelas pessoas que tiveram contato com alguém infectado ou para quem está esperando o resultado de testes que confirmem ou neguem a contaminação pelo novo coronavírus.

Há dois tipos de isolamento: o vertical (só quem pertence ao grupo de risco fica em casa) e o horizontal (inclui todos aqueles que podem ficar em casa ideia parecida com a do distanciamento social).

Quarentena
É uma medida imposta pelas autoridades (em escala municipal, estadual ou federal) na qual todos os estabelecimentos não essenciais são fechados. O intuito é diminuir o trânsito de pessoas e, consequentemente, reduzir o número de casos da Covid-19. A priori, a medida tende a ser implementada por 40 dias, que podem ser estendidos caso o ritmo de contaminações continue alto.

Lockdown
É mais ou menos como a quarentena, mas utiliza a força do Estado quando necessária. Isso significa que, caso as medidas de isolamento e distanciamento não sejam respeitadas, as autoridades intervem na comunidade para desfazer aglomerações, fechar estabelecimentos de serviços não essenciais e interromper qualquer atividade que desrespeite as medidas de prevenção. (Fonte: Revista Galileu)

[Conquista]: 13 conquistenses perdem a vida nos últimos 5 dias; Morador da Lagoa das Flores falece horas depois de ser internado; Confira o Boletim


 

Prefeito não comenta os óbitos

O número de mortes em pouco tempo de internação continua a crescer em Vitória da Conquista. Nesta quarta-feria (22), mesmo internados, mais 3 moradores perderam suas vidas por estarem com a Covid-19. Ontem, terça-feira (21), foram mais 2 pessoas e no último final de semana (sábado e domingo) mais 8. São 13 enterros em que os famliares e amigos não podem se despedir de forma honrosa e digna como mereciam as vítimas.

Mortos de Covid-19 não podem ter um funeral normal, o que machuca ainda mais pais, netos, crianças e toda a família. Foto ilustrativa (Google)

 

Como vem sendo alertado há meses pelo Blog do Caique Santos, cada dia parece ser menor o intervalo o entre a entrada do paciente no hospital e sua saída rumo ao cemitério. A Prefeitura  não admite ter perdido o controle, mas não explica o motivo do aumento diário de mortes, uma vez que não faltam UTI´s, equipamentos e nem profissionais e a abertura do comércio nada tem a ver com os óbitos, conforme ideia defendida pelo governo Herzem e boa parte dos conquistenses.

Até o momento ‘Comitê de Representação da Civi’ não apontou estranheza no aumento diário de mortos

 

NÃO TEMOS OS NOMES E NEM FOTOS DAS VÍTIMAS, SEGUEM OS FRIOS NÚMEROS DO BOLETIM:

36º óbito – Homem de 74 anos, morador do bairro Lagoa da Flores, portador de Diabetes Melito, Asma e Hipertensão; foi internado no Hospital Geral de Vitória da Conquista em 21 de julho, vindo a falecer no mesmo dia.

37º óbito – Mulher de 93 anos, moradora do bairro Recreio, portadora de Diabetes Melito; estava internada desde o dia 16 de julho no Hospital São Vicente e veio a óbito no dia 22 de julho.

38º óbito – Mulher de 89 anos, moradora do bairro Patagônia, sem comorbidades; foi internada no dia 19 de julho no Hospital São Vicente, onde veio a óbito no dia 20 de julho.

 

Esses mortos são apenas vítimas da Covid-19 ou também da falta de um protocolo para o tratamento precoce da população sintomática? O Ministério Público investiga o caso. 

 

Hoje, 87 pessoas foram diagnosticadas com a doença no município, no momento 360 pacientes estão doentes e com o vírus ativo, mas apenas 29 estão internados, o restante, 331 ficam em casa por determinação da Secretaria Municipal de Saúde.

Estão sendo investigados 5.062 casos notificados de Síndrome Gripal que aguardam classificação final no sistema e-SUS Notifica. Destes, 4.085 possuem critérios de coleta para exame laboratorial ou Teste Rápido* e 977 pacientes aguardam resultado laboratorial de exame RT-PCR.

Em relação ao estado de saúde dos casos que aguardam classificação, 1.124 apresentam Síndrome Gripal leve e permanecem em tratamento domiciliar, 3.911 recuperaram-se da Síndrome Gripal, 24 estão hospitalizados. A Secretaria de Saúde investiga e aguarda resultado laboratorial de três casos de pacientes que foram a óbito por suspeita de contaminação por Covid-19.

O BLOG DO CAIQUE SANTOS ESTÁ DE LUTO PELOS 38 CONQUISTENSES MORTOS E POSICIONA-SE EDITORIALMENTE EM DESACORDO COM A ATUAL POLÍTICA DE SAÚDE MUNICIPAL, QUE NÃO RECONHECE FALHAS E PERMANECE INALTERADA DIANTE DOS CONTORNOS DE UMA SITUAÇÃO DRAMÁTICA. 

Ocupação dos leitos – A rede SUS do município dispõe de 135 leitos (75 enfermarias e 60 UTI) exclusivos para tratamento da Covid-19. Nesta quarta (22), estão internados em 81 leitos, pacientes de Vitória da Conquista e de outras 21 cidades

O Ministério Público da Bahia instaurou na última quinta-feira (17) um processo administrativo visando apurar se existe de fato um protocolo da Secretaria de Saúde com os critérios, parâmetros e padrões eficientes e eficazes para determinar quando um paciente deve ser internado. De acordo com denúncias de moradores da cidade, a Prefeitura retarda ao máximo a realização de testes de Covid-19, enquanto o paciente não apresentar uma substancial piora do estado.

O prazo para a prefeitura explicar o protocolo vence nesta quarta-feira (22).

Os dados dos óbitos também dão a entender que os contaminados estão sendo internados quando o caso já está grave demais, muitos morrem em 24 ou até menos, porém essa dúvida será sanada com o detalhamento do protocolo.

Clique para conferir o Boletim epidemiológico completo.

[Covid-19]: Prefeitura promete 3 pontos fixos para a realização de testes rápidos; Saiba locais


Em reunião em caráter de urgência, convocada ontem (21) pela  Câmara Municipal com o Comitê Municipal de Gestão de Crise da Covid-19 da Prefeitura Municipal para discutir o agravamento da pandemia no município, os representantes do prefeito prometeram que serão abertos 3 pontos fixos para a realização de testes rápidos:

*Centro Glauber Rocha para atender a Zona Oeste,

*Posto Régis Pacheco para atender a Zona Leste

*Urbis VI (local a defirnir)

Não foram informadas as datas de funcionamento destes postos e nem quantos testes serão disponibilizados.

Os secretários também foram questionados sobre problemas enfrentados pela população nos últimos meses por causa da Covid-19, como aglomerações no transporte público e nas agências Itaú, banco que recentemente passou a atender os servidores da prefeitura. Os edis também questionaram a necessidade de barreiras nas vias de acesso ao município e fiscalização em bares e também na zona rural.

O secretário Kairan Rocha ressaltou que existem barreiras na BA’s de acesso à cidade a partir da utilização de estrutura do posto da Polícia Rodoviária Estadual e que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) é a única que pode se responsabilizar pela BR-116. Sobre as filas que os servidores tem enfrentado no Banco Itaú, disse que o mesmo foi notificado pela prefeitura.

Alertado pelos vereadores sobre o risco de continuarem a disputa política com o governo Rui Costa durante a pandemia, o secretário  revelou que o Executivo municipal ‘tentou diálogo’ para melhorar a relação com o Governo do Estado, mas não deu detalhes.

Ramona e Kairan disseram ainda que R$ 7 milhões enviados pelo Governo Federal foram utilizados na compra de equipamentos e na contratação da Santa Casa de Misericórdia. A prefeitura já recebeu 32 milhões de reais para ações da Covid-19.

Participaram da reunião, além do presidente da Casa, Luciano Gomes (PCdoB), a presidente da Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus criada pela Câmara, Nildma Ribeiro (PCdoB), os vereadores Cícero Custódio (PT), Professor Cori (PT), Danillo Kiribamba (PCdoB) e Fernando Jacaré (PT). Também fazem parte da Comissão vereadores da Situação, como Dudé e Jorge Bezerra, que não compareceram. Demais vereadores também poderiam ter participado, se tivessem interesse.

A Secretaria Municipal de Saúde registrou desde domingo (19) até agora, 8 falecimentos de pacientes diagnosticados com Covid-19 e mais de 400 novos contaminados nos últimos 03 dias. A Câmara havia proposto que a reunião fosse em formato ‘on-line’ e com a presença do prefeito Herzem Gusmão, mas não teve o pedido atendido.

O Ministério Público da Bahia instaurou na última quinta-feira (17) um processo administrativo visando apurar se existe de fato um protocolo da Secretaria de Saúde com os critérios, parâmetros e padrões eficientes e eficazes para determinar quando um paciente deve ser internado. De acordo com denúncias de moradores da cidade, a Prefeitura retarda ao máximo a realização de testes de Covid-19, enquanto o paciente não apresentar uma substancial piora do estado.

O prazo para a prefeitura explicar o protocolo vence nesta quarta-feira (22).

Os dados dos óbitos também dão a entender que os contaminados estão sendo internados quando o caso já está grave demais, muitos morrem em 24 ou 48 horas, porém essa dúvida será sanada com o detalhamento do protocolo.

 Blog do Caique Santos com informações da Câmara de Veradores

Conquistenses mentem para conseguir fazer teste de Covid-19 e congestionam ‘Call Center’, diz Secretária de Saúde


O presidente da Câmara Municipal, vereador Luciano Gomes (PCdoB), convocou para esta terça-feira (21) uma reunião, em caráter de urgência, com o Comitê Municipal de Gestão de Crise da Covid-19 da Prefeitura Municipal, para discutir o agravamento da pandemia no município.

A Secretaria Municipal de Saúde registrou desde domingo (19) até agora, 8 falecimentos de pacientes diagnosticados com Covid-19 e mais de 400 novos contaminados nos últimos 03 dias. A Câmara havia proposto que a reunião fosse em formato ‘on-line’ e com a presença do prefeito Herzem Gusmão, mas não teve o pedido atendido.

De acordo com as informações divulgadas pelo site da Câmara de Vereadores, na visão da secretária de saúde, Ramona Cerqueira, Vitória da Conquista tem um cenário tranquilo e o aumento que vem sendo registrado é “gradual”. A representante e defensora da política de saúde do governo Herzem no combate à Covid-19, disse ainda que a inoperância do Call Center de atendimento da prefeitura, relatada por muitos cidadãos nos últimos dias, deve-se ao congestionamento de linhas provocado por pessoas que mentem para conseguir fazer o teste da covid-19. Os representantes do governo municipal prometeram ampliar em mais 12 linhas telefônicas o Call Center Covid-19.

Ramona disse ainda que Centro de Atenção à Covid-19 implantado pela Prefeitura está vazio, mas não detalhou o motivo e nem qual o protocolo que a Prefeitura utiliza para determinar a internação de uma pessoa. Na última quinta-feira (16), uma mulher de apenas 43 anos morreu em casa, de Covid-19. De acordo com uma amiga da família, a vítima passou o dia na UPA, mas não foi internada e nem mesmo o teste da covid-19 foi feito, sendo realizado apenas após a morte da jovem senhora, ainda assim, por insistência dos familiares.

“A secretária Ramona Cerqueira afirmou que Vitória da Conquista tem um cenário tranquilo, diferente de outros municípios. De acordo com ela, o aumento que vem sendo registrado é gradual. Ramona afirmou que o Call Center de atendimento da prefeitura tem sido congestionado por pessoas que mentem para conseguir fazer o teste. Ela falou de dificuldades encontradas pela equipe da Secretaria de Saúde, mas salientou que o Centro de Atenção à Covid-19 implantado pela Prefeitura está vazio” – Site da Câmara de Vereadores.

O presidente da Câmara, Luciano Gomes, disse que todas as quartas serão feitas reuniões para mais esclarecimentos, mas não confirmou se a comunidade e imprensa vão poder acompanhar ‘online’ e participar com perguntas, nem se o prefeito comparecerá na próxima. “A Câmara precisa dar uma resposta à sociedade, precisamos cumprir o nosso papel institucional de fiscalizar a prefeitura e de saber quais são as ações que precisam ser tomadas”, comentou.

O Legislativo tem voz cada vez menos forte dentro do ‘Comitê de Representação Civil’, que é formado em sua maioria por pessoas escolhidas pelo governo Herzem. Na semana passada, a ex-Secretária de Saúde de Conquista e vereadora Viviane Sampaio, retirou-se do ‘Comitê’ alegando que o mesmo não tem poder algum de decisão e é apenas consultivo (só opina).

Os secretários também foram questionados sobre problemas enfrentados pela população nos últimos meses por causa da Covid-19, como aglomerações no transporte público e nas agências Itaú, banco que recentemente passou a atender os servidores da prefeitura. Os edis também questionaram a pouca disponibilidade de testes rápidos e celeridade nos resultados, a necessidade de barreiras nas vias de acesso ao município e fiscalização em bares e também na zona rural.

O secretário Kairan Rocha ressaltou que existem barreiras na BA’s de acesso à cidade a partir da utilização de estrutura do posto da Polícia Rodoviária Estadual e que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) é a única que pode se responsabilizar pela BR-116. Sobre as filas que os servidores tem enfrentado no Banco Itaú, disse que o mesmo foi notificado pela prefeitura. Alertado pelos vereadores sobre o risco de continuarem a disputa política com o governo Rui Costa durante a pandemia, o secretário  revelou que o Executivo municipal ‘tentou diálogo’ para melhorar a relação com o Governo do Estado, mas não deu detalhes.

Os representantes do prefeito prometeram que serão abertos 3 pontos fixos para a realização de testes rápidos: Centro Glauber Rocha para atender a Zona Oeste, Posto Régis Pacheco, Zona Leste e um local será ainda escolhido na Urbis VI. Não foram informadas as datas de funcionamento destes postos e nem quantos testes serão disponibilizados.

Ramona e Kairan disseram ainda R$ 7 milhões enviados pelo Governo Federal foram utilizados na compra de equipamentos e na contratação da Santa Casa de Misericórdia. A prefeitura já recebeu 32 milhões de reais para ações da Covid-19.

Participaram da reunião, além do presidente da Casa, Luciano Gomes (PCdoB), a presidente da Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus criada pela Câmara, Nildma Ribeiro (PCdoB), os vereadores Cícero Custódio (PT), Professor Cori (PT), Danillo Kiribamba (PCdoB) e Fernando Jacaré (PT). Também fazem parte da Comissão vereadores da Situação, como Dudé e Jorge Bezerra, que não compareceram. Demais vereadores também poderiam ter participado, se tivessem interesse.

O Ministério Público da Bahia instaurou na última quinta-feira (17) um processo administrativo visando apurar se existe de fato um protocolo da Secretaria de Saúde com os critérios, parâmetros e padrões eficientes e eficazes para determinar quando um paciente deve ser internado. De acordo com denúncias de moradores da cidade, a Prefeitura retarda ao máximo a realização de testes de Covid-19, enquanto o paciente não apresentar uma substancial piora do estado. O prazo para a prefeitura explicar o protocolo vence nesta quarta-feira (22).

Os dados dos óbitos também dão a entender que os contaminados estão sendo internados quando o caso já está grave demais, muitos morrem em 24 ou 48 horas, porém essa dúvida será sanada com o detalhamento do protocolo.

 Blog do Caique Santos com informações da Câmara de Veradores