Governo monitora quem vota contra Previdência para cortar verba prometida


(Reprodução/Instagram)

O governo vai cortar verbas para emendas extras de deputados que prometeram votar favoravelmente à reforma da Previdência, mas que traírem o acordo. O monitoramento dos votos é coordenado pela líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP).

Joice afirmou em duas oportunidades que já estaria acompanhando a quebra de palavra a partir das votações de requerimentos de obstrução (manobras para atrasar a sessão). Na primeira oportunidade, ela fez o comentário com o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) dentro do plenário da Câmara.

Em seguida, Joice voltou a afirmar que cortaria emendas de deputados em conversa com o secretário especial de Comunicação da Presidência da República, Fabio Wajngarten. (mais…)

Intercept divulga áudio de Deltan Dallagnol ; Ouça


HÁ UM MÊS, o Intercept iniciou uma série de reportagens que mudaram para sempre a história da operação Lava Jato, de seus procuradores e do ex-juiz e atual ministro de Jair Bolsonaro, Sergio Moro. Antes vistos como heróis intocáveis, os monopolistas do combate à corrupção (que tentavam silenciar qualquer voz que se levantasse para expor seus erros, abusos e ilegalidades) hoje são vistos de outra maneira pela população: 58% dos brasileiros acreditam que as conversas de Moro com procuradores são inadequadas. A desconfiança é ainda maior entre os jovens: na faixa etária de 16 a 24 anos, 73% não querem um país guiado pelo espírito justiceiro de Moro.

Em seus primeiros capítulos, as histórias dos arquivos secretos da Vaza Jato mostraram Moro atuando como chefe de fato dos procuradores, o que é ilegal; expuseram o coordenador da força-tarefa Deltan Dallagnol apresentando uma denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da qual ele próprio duvidava; e revelaram os procuradores da Lava Jato (incluindo Deltan) operando secretamente para evitar que Lula desse uma entrevista durante a campanha eleitoral por medo que pudesse ajudar a “eleger o Haddad”.

28 de setembro de 2018 – chat privado

Anna Carolina Resende – 11:24:06 – ando muito preocupada com uma possivel volta do PT, mas tenho rezado muito para Deus iluminar nossa população para que um milagre nos salve
Deltan Dallagnol – 13:34:22 – Valeu Carol!
Dallagnol – 13:34:27 – Reza sim
Dallagnol – 13:34:32 – Precisamos como país

 

A propósito disso, nós publicamos agora, pela primeira vez, um áudio da conversa entre os membros da força-tarefa a respeito da guerra jurídica em torno da entrevista. Na manhã do dia 28 de setembro de 2018, a imprensa noticiou que o ministro do STF Ricardo Lewandowski autorizara Lula a conceder uma entrevista ao jornal Folha de S.Paulo. Em um grupo no Telegram, os procuradores imediatamente se movimentaram, debatendo estratégias para evitar que Lula pudesse falar. Para a procuradora Laura Tessler, o direito do ex-presidente era uma “piada” e “revoltante”, o que ela classificou nos chats como “um verdadeiro circo”. Uma outra procuradora, Isabel Groba, respondeu: “Mafiosos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”

Eram 10h11 da manhã. A angústia do grupo – que, mostram claramente os diálogos, agia politicamente, muito distante da imagem pública de isenção e técnica que sempre tentaram passar – só foi dissolvida mais de doze horas depois, quando Dallagnol enviou as seguintes mensagens, seguidas de um áudio.

(mais…)

Partido Verde decide não obstruir votação da Reforma; Leia nota


Em nota, a bancada do Partido Verde divulgou no início da noite desta terça-feira (09) que não orientará sua bancada favoravelmente à obstrução da votação da Reforma da Previdência. “Quanto ao texto principal, pelas inúmeras especificidades propostas, não foi obtida maioria e a opção foi pela liberação do voto dos seus integrantes, respeitando a consciência de cada um”.

Leia a íntegra da nota:

A bancada do Partido Verde, reunida para debater a Reforma da Previdência, entendeu que é chegada a hora de o Congresso Nacional decidir sobre o tema e, por isso, não orientará favoravelmente à obstrução.
Quanto ao texto principal, pelas inúmeras especificidades propostas, não foi obtida maioria e a opção foi pela liberação do voto dos seus integrantes, respeitando a consciência de cada um.
Decidiu, ainda, unificar posição na votação dos destaques para manutenção das regras atuais relativas à pensão por morte e ao cálculo do benefício de aposentadoria, além da retirada integral dos professores do âmbito da reforma

PSB fecha questão contra a reforma da Previdência; Leia íntegra da resolução


Foto: PSB

Confira a íntegra da resolução aprovada pelo PSB nesta segunda-feira.

“Considerando que uma Previdência Social sustentável e justa precisa, ao mesmo tempo, buscar equilibrar suas contas e garantir acesso a benefícios capazes de garantir uma vida digna aos segurados;

Considerando que, por esta razão, o PSB sempre defendeu ajustes progressivos na Previdência Social brasileira que procurassem conjugar responsabilidade fiscal com responsabilidade social;

Considerando que constitui princípio programático do PSB lutar pelos interesses de todos os que vivem do próprio trabalho, inclusive o direito de aposentar-se com dignidade e de proteger sua família em razão deste trabalho; (mais…)

Dallagnol rejeita convite da Câmara para explicar conversas com Moro


Fernando Frazão/Agência Brasil

O procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, não vai ao Congresso Nacional para prestar esclarecimentos sobre as mensagens divulgadas pelo site The Intercept, como já fizeram o ministro Sergio Moro e o jornalista Glenn Greenwald. Em ofício enviado na tarde desta segunda-feira (8), nas vésperas da audiência pública marcada pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara, Dallagnol se disse impossibilitado de atender ao convite dos deputados por preferir concentrar suas manifestações na esfera técnica.

“Recebi o ofício agora há pouco”, revela o presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, deputado Helder Salomão (PT-ES), que se preparava para ouvir Dallagnol às 10h desta terça-feira (9). “É um sinal muito ruim que o procurador dá, porque ele foi envolvido nas mensagens”, comenta Salomão. (mais…)

Novas conversas entre Moro e Dallagnol são publicadas pela revista ‘Veja’


 

Nas últimas semanas, repórteres do Intercept e da Veja trabalharam em conjunto para produzir uma reportagem abrangente e minuciosa, publicada nesta sexta como matéria de capa da revista, demonstrando que o então juiz e hoje ministro Sergio Moro atuou repetidamente de forma imprópria e antiética em sua conduta como juiz.

A reportagem contém uma série de conversas inéditas entre Moro e o coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, assim como conversas entre procuradores da operação – algumas das mais incriminadoras até aqui – demonstrando que os desvios de Moro não eram eventuais, mas, nas palavras da Veja, revelam de “forma cabal como Sergio Moro exorbitava de suas funções de juiz, comandando as ações dos procuradores na Lava Jato.” Em suma, “as comunicações analisadas pela equipe são verdadeiras e a apuração mostra que o caso é ainda mais grave.” (mais…)

Seis meses após posse de Bolsonaro, oposição segue desorganizada


Fernando Haddad discursa durante evento para celebrar os 39 anos do Partido dos Trabalhadores (PT), em São Paulo Foto: Sebastião Moreira/ EFE

 

Depois de o PT ser derrotado no segundo turno por Jair Bolsonaro, havia a expectativa de que a oposição conseguiria se organizar politicamente para se contrapor solidamente ao novo governo. Mas, seis meses depois da posse presidencial, o que se vê é que os principais problemas enfrentados por Bolsonaro são causados por integrantes de sua própria equipe ou por grupos políticos próximos do seu campo ideológico, como é o caso dos integrantes do Centrão.

Dos petistas, pelo tamanho de suas bancadas, esperava-se que liderassem o processo de oposição dentro do Congresso. O partido têm preferido, no entanto, insistir em concentrar seus esforços na campanha pela libertação do ex-presidente Lula. À exceção de bastante gritaria em algumas sessões na Câmara e no Senado, o PT tem passado longe de incomodar o governo e ficou muito mais concentrado na torcida para que o Supremo soltasse o ex-presidente do que na discussão da reforma da Previdência, por exemplo. (mais…)

Em carta, governadores do Nordeste cobram investigação de membros do Judiciário e MP


Os governadores do Nordeste divulgaram, na manhã deste domingo (30), uma carta sobre os diálogos entre membros do Judiciário e do Ministério Público, recentemente publicados pelo site Intercept Brasil e outros veículos de comunicação. No documento, eles cobram “a pronta e ágil apuração de tudo, com independência e transparência”. Leia a íntegra da carta:

“CARTA DOS GOVERNADORES DO NORDESTE
30 de junho de 2019

ABUSOS DEVEM SER INVESTIGADOS

As seguidas revelações de conversas e acordos informais entre membros do Judiciário e do Ministério Público, em Curitiba, divulgadas pelo Theintercept.com e outros veículos de comunicação, são de muita gravidade. As conversas anormais configuram um flagrante desrespeito às leis, como se os fins justificassem os meios. (mais…)

Jornalistas críticos ao governo Bolsonaro enfrentam problemas no trabalho


Paulo Henrique Amorim (Record) e Marco Antônio Villa (Jovem Pan) foram afastados das respectivas empresas de comunicação por conta de seus comentários e posicionamentos políticos. Na semana passada, Luciano Hang, o milionário dono da Havan e patrocinador do ‘Domingo Legal’ do SBT, pediu em sua rede social que Silvio Santos demitisse a apresentadora Rachel Sheherazade por ela ser de ‘ideologia comunista’.

Paulo Henrique Amorim – Provavelmente o jornalista mais odiado da TV brasileira, Paulo Henrique Amorim vai sumir por uns tempos depois de 14 anos ininterruptos no Domingo Espetacular. A Record convocou o apresentador para uma reunião na tarde desta segunda-feira (24) e lhe comunicou que ele está fora do programa. Amorim, que tem contrato até 2021, não será demitido. (mais…)

[CONQUISTA]: Ex-Presidente da Câmara de Vereadores é multado por irregularidade em contrato de propaganda


Gilzete Moreira já foi vice-prefeito de Conquista

 

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) julgou parcialmente procedente o termo de ocorrência feito contra Gilzete da Silva Moreira, ex-presidente da Câmara Municipal de Vitória da Conquista, por irregularidades na prorrogação de um contrato, no ano de 2011. A sessão aconteceu nesta quarta-feira (19). A decisão cabe recurso.  Gilzete é pai do vereador Rodrigo Moreira (PP) .

De acordo com o órgão, na gestão do vereador Gilzete  foi firmado um contrato no valor originário de R$ 249.739,75, o qual foi prorrogado em 2013, 2014, 2015 e 2016, objetivando a prestação de serviços de publicidade, com Lucas Aguiar Caires – ME, da Gente Propaganda.

O relator do processo, conselheiro Fernando Vita, determinou a formulação de representação ao Ministério Público Estadual, para que seja apurada a prática de ato de improbidade administrativa. Também foi determinada uma multa, na quantia de R$ 20 mil.

De acordo com o relator, as quatro renovações do contrato custaram R$ 922.548,73, extrapolando o valor estabelecido na Lei das Licitações. Segundo o Ministério Público de Contas, que opinou pela procedência deste termo de ocorrência, as prorrogações que ocorreram após o fim da vigência não podem ser vistas como prorrogações, mas como novos contratos que não foram precedidos de licitação ou de processo de contratação direta. Além disso, o gestor não teria apresentado defesa aos fatos, bem como a documentação comprobatória. (mais…)