Herzem e Sheila lançam jingle e clipe oficial da campanha; Confira


“Deixa o homem trabalhar”, é uma das frases da letra do jingle que deve marcar a campanha eleitoral do prefeito e candidato à reeleição pelo MDB, Herzem Gusmão.O vídeo foi publicado na íntegra nas redes sociais de Herzem e também nas páginas oficiais da candidata a vice-prefeita, Sheila Lemos.

O clipe mostra a diversidade e a força do povo conquistense. Apresenta, ainda, realizações que marcaram os quatro anos da gestão de Herzem, à frente da Prefeitura.

“Vitória da Conquista já percebeu como uma gestão comprometida, transparente e que sabe trabalhar faz a diferença. Nosso desejo é expandir e consolidar as ações e obras, que iniciamos em 2017. Conquista está crescendo e vai continuar”, afirma Herzem

Eleições 2020: Coligação que apoia Herzem questiona resultados da pesquisa feita pelo A TARDE


A Coligação “O trabalho tem que continuar”, composta pelo MDB, DEM, PTB, Podemos, Republicanos, PSDB e PMB, solicitou cópia do relatório integral de pesquisa eleitoral referente à eleição municipal de Vitória da Conquista, realizada pelo instituto A TARDE/Potencial Pesquisa.

De acordo com a nota divulgada pela coordenação da campanha do candidato e atual prefeito Herzem Gusmão, a solicitação tem como objetivo coletar os dados para um “rigoroso exame dos procedimentos metodológicos empregados no levantamento, divulgado nesta quinta, 1º de outubro”.

A coligação solicita acesso aos mapas, planilhas ou equivalentes, com as perguntas que foram realizadas aos entrevistados.

De acordo com a pesquisa realizada pelo A TARDE/Potencial Pesquisa, entre os dias 24 e 29 de setembro, o  ex-prefeito Zé Raimundo (PT) e o atual, Herzem Gusmão (MDB), estão empatados tecnicamente na disputa pelo comando do Executivo municipal em Vitória da Conquista, aponta pesquisa

Segundo o levantamento, o petista tem 34% das intenções de voto, contra 29% do emedebista. A margem de erro da pesquisa é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. Na sequência, está o vereador David Salomão (PRTB), com 9%. Depois, aparecem Maris Stella (Rede) e Cabo Herling (PSL), cada um deles com 2%; além de Romilson Filho (PP) e Professor Ferdinand (PSOL), com 1% cada.

Na pesquisa espontânea, quando não são citadas as candidaturas na entrevista, o equilíbrio entre os primeiros colocados é ainda maior: Zé Raimundo foi citado por 22% e Herzem por 21%. Salomão obteve 3%, enquanto Romilson, Stella e Herling tiveram 1%, cada um. O candidato do PSOL não pontuou.

A rejeição a Herzem, entretanto, é bastante superior à do adversário. O emedebista é o segundo com a maior rejeição (48%), atrás apenas de Salomão (51%). Zé Raimundo tem o menor índice (39%) nesse ponto. A candidata da Rede tem a segunda menor rejeição (40%), seguida por Romilson e Ferdinand, cada um com 42%, e pelo Cabo Herling, com 46%.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº BA-00046/2020. O nível de confiança é de 95%. Foram realizadas 600 entrevistas por telefone, das quais 526 na sede (57 bairros/localidades) e 74 nos 11 distritos do município.

Pesquisa A TARDE: Zé Raimundo e Herzem estão tecnicamente empatados em Vitória da Conquista


O ex-prefeito Zé Raimundo (PT) e o atual, Herzem Gusmão (MDB), estão empatados tecnicamente na disputa pelo comando do Executivo municipal em Vitória da Conquista, aponta pesquisa A TARDE/Potencial Pesquisa, realizada entre os dias 24 e 29 de setembro.

Segundo o levantamento, o petista tem 34% das intenções de voto, contra 29% do emedebista. A margem de erro da pesquisa é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. Na sequência, está o vereador David Salomão (PRTB), com 9%. Depois, aparecem Maris Stella (Rede) e Cabo Herling (PSL), cada um deles com 2%; além de Romilson Filho (PP) e Professor Ferdinand (PSOL), com 1% cada.

Dos entrevistados, 16% afirmaram não saber em quem votar e 8% disseram que irão votar em branco ou anular.

Clique na imagem para ampliar

Na pesquisa espontânea, quando não são citadas as candidaturas na entrevista, o equilíbrio entre os primeiros colocados é ainda maior: Zé Raimundo foi citado por 22% e Herzem por 21%. Salomão obteve 3%, enquanto Romilson, Stella e Herling tiveram 1%, cada um. O candidato do PSOL não pontuou.

Clique na imagem para ampliar

Nesse cenário, 42% disseram ainda não ter candidato e 10% afirmaram que votarão em branco ou nulo.

Questionados se iriam aos locais de votação caso a eleição fosse hoje, 84% dos entrevistados responderam de maneira afirmativa.

Clique na imagem para ampliar

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº BA-00046/2020. O nível de confiança é de 95%. Foram realizadas 600 entrevistas por telefone, das quais 526 na sede (57 bairros/localidades) e 74 nos 11 distritos do município.

Rejeição

Os dois líderes na corrida eleitoral são também os mais conhecidos do eleitorado conquistense, conforme o levantamento – somente 4% afirmaram não conhecer suficientemente bem o prefeito para opinar e 8% disseram o mesmo em relação ao ex-prefeito da cidade.

A rejeição a Herzem, entretanto, é bastante superior à do adversário. O emedebista é o segundo com a maior rejeição (48%), atrás apenas de Salomão (51%). Zé Raimundo tem o menor índice (39%) nesse ponto. A candidata da Rede tem a segunda menor rejeição (40%), seguida por Romilson e Ferdinand, cada um com 42%, e pelo Cabo Herling, com 46%.

Clique na imagem para ampliar

No entanto, apesar da rejeição a Herzem ser consideravelmente maior quando comparada com os números de Zé Raimundo, o diretor da Potencial Pesquisa, Zeca Martins, não vê “uma facilidade ou caminho muito aberto” para o petista na disputa.

Martins destaca que, por ter a prefeitura na mão, Herzem pode “conseguir desenvolver um trabalho que seja percebido e minimizar rejeição, ou buscar os indecisos”, mesmo faltando pouco tempo para a realização do 1º turno, que está marcado para o dia 15 de novembro.

“Acho que vai ser uma disputa boa, até porque Zé Raimundo também já foi testado. As duas gestões serão colocadas à prova”, afirma o diretor da Potencial.

Em 2016, Herzem foi eleito prefeito de Vitória da Conquista no segundo turno, em disputa justamente contra Zé Raimundo. Na ocasião, o emedebista teve 57,58% dos votos válidos, contra 42,42% do candidato do PT.

Antes disso, a cidade foi administrada por 20 anos pelo Partido dos Trabalhadores. A gestão petista municipal foi iniciada em 1997, com Guilherme Menezes. Reeleito em 2000, ele deixou o cargo em 2002 para concorrer a deputado federal. Em seu lugar, assumiu o vice, Zé Raimundo, que venceu a eleição seguinte, de 2004. Na eleição de 2008, Menezes voltou à prefeitura, permanecendo por mais oito anos.

Lideram a disputa em Vitória da Conquista o ex-prefeito Zé Raimundo (PT), com 34%, e o atual, Herzem Gusmão (MDB), com 29% | Foto: Plinio Figueiredo | Divulgação
Lideram a disputa em Vitória da Conquista o ex-prefeito Zé Raimundo (PT), com 34%, e o atual, Herzem Gusmão (MDB), com 29% | Foto: Plinio Figueiredo | Divulgação

 

Pesquisa A TARDE: 27% dos conquistenses acham ‘boa’ a gestão de Herzem; Confira a pesquisa completa


O trabalho do prefeito Herzem Gusmão (MDB), que tenta se reeleger, é analisado como ótimo por 9% e bom por 27%. Outros 33% disseram que a administração municipal é regular. Para 14%, a gestão do emedebista é ruim, e mais 15% a definiram como péssima.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem em Vitória da Conquista a sua maior aprovação entre as quatro maiores cidades baianas, de acordo com a pesquisa.

Para 14% dos conquistenses, o trabalho de Bolsonaro é ótimo e, na opinião de 18%, é bom. Isso significa que 32% dos habitantes da cidade avaliam o governo federal como bom ou ótimo.

Conforme levantamentos anteriores do mesmo instituto, o presidente Jair Bolsonaro tem 17% de ótimo/bom em Salvador, 22% em Feira de Santana e 19% em Camaçari.

Ainda de acordo com a pesquisa, 30% dos entrevistados em Vitória da Conquista afirmaram que o governo Bolsonaro é regular, 7% classificaram como ruim e 28% definiram como péssimo.

O governo Rui Costa (PT) tem boa avaliação na cidade. Para 15%, é ótimo e, na opinião de outros 34%, é bom. A gestão estadual é regular na opinião de 32%, enquanto 4% a consideram ruim e 11% afirmaram que é péssima.

 

Clique na imagem para ampliar

Apoiador do presidente da República e um dos prefeitos baianos que mais faz oposição ao governo do estado, Herzem foi anfitrião de Bolsonaro, ao lado do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), em julho do ano passado, quando o chefe do Palácio do Planalto foi a Conquista para a inauguração do novo aeroporto da cidade.

Aquela foi a segunda viagem do presidente ao Nordeste depois de sua vitória nas urnas em 2018. Ao discursar na solenidade, o prefeito disse que a cidade orava por Bolsonaro, sua família e seu governo. O governador não participou da cerimônia.

Houve rumores de que Bolsonaro participaria, inclusive, da convenção na qual foi oficializada a candidatura de Herzem, o que não ocorreu.

Para Zeca Martins, diretor da Potencial Pesquisa, o caminho para chegar ao patamar de votos do primeiro turno de 2016 “é menor” para Zé Raimundo, porque Herzem precisaria disputar alguns votos do bolsonarismo com o vereador David Salomão (PRTB), também apoiador do presidente e correligionário do vice-presidente Hamilton Mourão.

Coronavírus

O apoio maior a Bolsonaro se reflete, na opinião dos entrevistados, sobre as ações do governo federal no enfrentamento à pandemia. Nesse âmbito, 47% aprovaram a atuação do presidente, 45% desaprovaram e 8% não opinaram.

A aprovação às ações do governo estadual é ainda maior: 69%. Outros 20% reprovaram as medidas do governo Rui no combate à Covid-19 e 11% não se manifestaram. O trabalho da prefeitura em relação à pandemia teve o apoio de 56% e a discordância de 34%, enquanto 10% não responderam.

Clique na imagem para ampliar

Wellington Dias é escolhido novo presidente do Consórcio Nordeste


O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), foi eleito, por unanimidade, o novo presidente do Consórcio Nordeste, colegiado que reúne os governadores dos Estados da região. A decisão foi tomada em reunião realizada nesta 2ª feira (28.set.2020).

Dias substitui o também petista Rui Costa, governador da Bahia, no cargo. Ele tomará posse no mês que vem e ficará no cargo até dezembro de 2021.

“As primeiras prioridades, já acertadas na reunião de hoje e já iniciamos o diálogo para proposta unificada, é a melhor estratégia para política de vacina para Covid 19”, disse depois da decisão.

Vamos trabalhar com o Fórum dos Governadores do Brasil, junto com os municípios, para um Plano Nacional para vacinação (…) para o Brasil já decidir pela adesão às vacinas com pesquisas mais avançadas”, prosseguiu.

Dias está em seu 4º mandato à frente do Piauí. Ele foi deputado estadual, federal e senador.

Eis a íntegra da nota divulgada por Wellington Dias:

“Concluímos agora a reunião do Consórcio Nordeste, presidida pelo governador Rui Costa da Bahia.
Fui eleito, por unanimidade, presidente do Consórcio para o mandato de outubro deste ano até dezembro de 2021.
Apresentei a proposta que foi aprovada de trabalhar a pauta política pelo Fórum dos Governadores do Nordeste, e aprovamos o Governador Flávio Dino como coordenador para esta primeira etapa, onde haverá alternância até agenda sediada por outro Estado, ocasião em que o anfitrião assume e assim sucessivamente.
Pelo Consórcio Nordeste devo focar nos temas de gestão integrada de interesse do povo Nordestino. As primeiras prioridades, já acertadas na reunião de hoje e já iniciamos o diálogo para proposta unificada, é a melhor estratégia para política de vacina para Covid 19, e vamos trabalhar com o Fórum dos Governadores do Brasil, junto com os municípios, para um Plano Nacional para vacinação, dialogando com o Ministro Da Saúde, Pazuello, e ouvindo o Comitê Científico, Comitê de Ética Médica e Anvisa, com o setor privado e Congresso Nacional, para o Brasil já decidir pela adesão às vacinas com pesquisas mais avançadas, garantir produção no Brasil e descentralizada e Plano para Aplicação da vacina no momento adequado. Outra prioridade é sobre a melhor estratégia para a educação nesta fase da retomada, sobre um Plano Nacional para retomada da Economia e proteção dos atuais empregos geração de novos negócios e investimentos para novos morcegos e também projetos estratégicos que tramitam no Congresso Nacional e processos no STF, de interesse do nosso povo.
Anunciei que irei para agenda com equipe do Consórcio e Governador Rui Costa para transição e que até final de novembro vamos trabalhar os 9 Estados com as Câmaras Técnicas para os projetos em andamento: a integração das boas experiências na Educação, saúde, segurança, social, agricultura familiar, a integração da rede de transportes nordeste, que rodovias, ferrovias, aeroportos, portos, marinas… nordeste e a geração de Energia, o plano integrado do Nordeste para o Turismo, produção agrícola e produção irrigada, especialmente fruticultura, piscicultura, o projeto Nordeste Conectado, FIP Nordeste para viabilizar mais cedo investimentos com o Setor Privado, Rede de Comunicação Nordeste, a integração e o Plano de Parcerias Público Privado do Nordeste. São alguns pontos que as equipes técnicas dos 9 Estados já estão trabalhando. Além da nossa integração com o Brasil e o mundo.
Somos uma região do Brasil que, do ponto de vista da população e economia, é maior que 164 países do mundo.”

Eleições 2020: Conheça os candidatos à prefeitura de Conquista “mais ricos” e os “mais pobres”


R$ 4.095.092,73. Esse é o valor somado de todo o patrimônio declarado por 05 dos 07 candidatos à prefeitura de Vitória da Conquista. Apenas 01 declarou um patrimônio milionário, sendo o maior no valor de R$ 2.254.145,38 em bens e dinheiro. Mas também teve candidato que não declarou bem algum.

Entre os candidatos mais ricos estão Zé Raimundo (PT), Davi Salomão (PRTB) e Ferdinand Martins (PSOL). O atual prefeito e candidato Herzem Gusmão (MDB) declarou o menor patrimônio. Maris Stella Novais (REDE) e Romilson Filho (PP) não declararam patrimônio algum.

Veja abaixo, por ordem de maior ao menor patrimônio, o total declarado por cada candidato:

 

Fonte: TSE, com informações da TV Sudoeste

Eleições 2020: Número de candidatos policiais aumenta mais que profissionais da saúde


Deputado Carlos Augusto e o deputado federal Fábio Abreu. (Foto: Arquivo O Dia)

 

O número de registros de candidaturas de profissionais de segurança pública saltou em 2020 em comparação com as eleições municipais anteriores. São 9.135 policiais e militares ante 8.159 em 2016, uma alta de 12%.

No geral, o número de candidaturas aumentou 7%: de 498.302 candidaturas em 2016, subiu para 533.097 em 2020.

Essas eleições acompanham o resultado das urnas de 2018, quando houve aumento de deputados da chamada “bancada da bala”, composta por parlamentares com origem nas polícias ou forças militares. De 35 congressistas, o grupo passou a ter 61 integrantes.

Levantamento do SBT News, feito com base nos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mostra que, no universo armado, a maior parte dos políticos é policial militar. A alta de candidaturas ocorre em meio à boa popularidade do presidente Jair Bolsonaro, capitão reformado eleito com o apoio maciço de militares e policiais.  (mais…)

Avaliação positiva de governo Bolsonaro sobe a 40%, maior patamar do mandato, diz CNI/Ibope


A avaliação positiva do governo do presidente Jair Bolsonaro subiu e atingiu o maior patamar desde que ele tomou posse em janeiro de 2019, alcançando 40%, ante os 29% registrados em dezembro do ano passado, mostrou pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta quinta-feira.

De acordo com o levantamento, a avaliação negativa do governo ficou em 29% ante os 38% do levantamento do final do ano passado, e 29% apontam o governo como regular, contra 31%.

O levantamento apontou ainda que 50% aprovam a forma de Bolsonaro governar, ante 41% na pesquisa anterior, ao passo que 45% a desaprovam, contra 53% no final de 2019.

A pesquisa, feita pelo Ibope e encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), auferiu ainda a confiança no presidente, e 46% disseram confiar –ante 41% em dezembro– e 51% afirmaram não confiar –contra 56% na sondagem anterior.

Foram ouvidas 2 mil pessoas entre os dias 17 e 20 de setembro em 127 municípios. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais. (REUTERS)

Governo quer CPMF para manter a desoneração da folha de pagamento das empresas “por toda a vida”


A desoneração da folha  permite que as empresas substituam a contribuição previdenciária de 20% sobre os salários por uma alíquota, entre 1% e 4,5%, sobre a receita bruta e atualmente abrange 17 setores que empregam mais de seis milhões de trabalhadores. A desoneração termina no fim deste ano. O Congresso prorrogou a medida até o fim do ano que vem. Mas o presidente Jair Bolsonaro vetou. Agora, deputados e senadores podem derrubar o veto.

O veto à desoneração da folha traz preocupações a diversos setores da sociedade, que estimam demissões em massa caso a decisão presidencial seja mantida pelo Congresso. Ao mesmo tempo, a criação da CPMF também divide opiniões e levanta dúvidas sobre a possibilidade de aumento de impostos. (mais…)

Eleições 2020: Nilton Jr fala sobre desafio de assumir a comunicação da campanha de Herzem


Mais do que nunca a comunicação será fator preponderante na disputa das eleições 2020. De olho na reeleição, o prefeito e candidato Herzem Gusmão escalou para liderar seu time, o historiador, radialista e ativista político, Nilton Júnior.

Em entrevista ao Blog do Caíque Santos, Nilton disse encarar a missão como um desafio e um chamado para dar sua parcela de contribuição à sociedade conquistense em um momento ímpar na história do mundo.

“Eu vejo o desafio que está diante de mim como uma contribuição, que me é solicitada pela minha cidade, em um momento em que não só Conquista, como a Bahia, Brasil e o mundo inteiro, se veem diante das consequências de uma crise quase catastrófica. Essa crise provocada pela pandemia, colocou para todos nós desafios gigantescos, especialmente no que diz respeito a superação de diferenças históricas que o nosso país e a sociedade brasileira vem atravessando”, ponderou.

OUÇA AQUI A ENTREVISTA:

“A cidade caminha para o futuro, está me convocando para contribuir com isso e eu não poderia ficar de fora”, afirmou Nilton Jr.

Atuando na área de comunicação desde 1984, Nilton Jr tem sua história profissional atrelada ao veículo de comunicação responsável por dar vitrine e projetar o prefeito Herzem Gusmão: o rádio. Com passagens pela A Tarde FM, Transamérica FM, Itapoan FM, entre outras, ainda foi o responsável em fundar uma das mais premiadas agências de publicidade de Vitória da Conquista, a Mangalô Publicidade.

SAÍDA DE MARIA MARQUES DA SECOM 

Em entrevista ao Blog do Caique Santos, a  jornalista e professora Maria Marques, apontada como a responsável por uma completa reviravolta para melhor na popularidade do governo Herzem, falou sobre sua saída do comando da Secretaria de Comunicação, às vésperas das eleições.

Após boatos de que ela teria sido demitida depois uma “briga feia” com o prefeito Herzem, a professora Maria Marques afirmou que pediu para sair. “Não teve nada disso (briga), foi uma conversa muito hermética, não houve nada disso, mas também não houve afagos nem carinho, foi uma conversa de despedida mesmo, eu entreguei a minha exoneração, ele pontuou algumas coisas com muita tranquilidade, eu pontuei outras e cada um foi pro seu lado”, explicou.

Questionada sobre os motivos da saída, preferiu não revelar. “Sou ética e correta. Me calei sobre o assunto e os motivos, e assim continuarei. Não saio atirando, saio de cabeça erguida”, disse.