Comissão de Saúde reivindica médicos e melhorias em postos de saúde


A Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Vitória da Conquista se reuniu nesta quinta-feira (8) com a secretária municipal de Saúde, Ramona Cerqueira, e com o secretário municipal de Administração, Kairan Rocha. A presidente da comissão, vereadora Viviane Sampaio (PT), apresentou um relatório com várias demandas cobradas pela população.

A falta de médicos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) foi uma das pautas dessa reunião. Segundo a vereadora, sete postos de saúde da Atenção Básica estão sem médicos. “A população dos bairros Vila Serrana, Conveima I, Urbis VI, Urbis II e distritos da Zona Rural estão enfrentando esse problema e ainda não há previsão de quando terão médicos em suas unidades”, afirmou a vereadora. O problema foi reconhecido pela secretária de Saúde. Ela explicou que a pasta está tendo dificuldade na contratação desses profissionais. “Realizamos recentemente um processo seletivo para contratação, mas dos 31 candidatos, apenas três compareceram. Muitos desistem da vaga para fazer residência ou por causa do salário”, explicou a secretária.

A infraestrutura dos postos foi outro assunto abordado pela Comissão de Saúde. Viviane Sampaio criticou as condições em que se encontram as unidades. “Os postos estão em condições precárias, com mato alto e carecendo de manutenção rotineira. Além de ser uma constatação da Comissão, essa demanda é também uma das principais queixas dos servidores e dos usuários do serviço”, afirmou. Sobre esse assunto, a secretária informou que essas demandas estão presentes em um levantamento realizado pelo Governo Municipal e que serão atendidas em breve.

A comissão de Saúde ressaltou também a suspensão das atividades odontológicas desde o início da pandemia e cobrou o retorno desse serviço para atender as demandas reprimidas. Ramona Cerqueira negou a suspensão das atividades odontológicas e disse que os consultórios estão sendo adaptados para esse retorno, previsto para acontecer ainda nesse mês. A gestora afirmou também que casos mais urgentes estão sendo encaminhados para o Centro de Especialidades Odontológicas.

A suspensão do adicional de insalubridade dos profissionais que atuam na recepção dos postos de saúde fez parte da pauta tratada com o secretário de Administração, Kairan Rocha. A vereadora Viviane pediu explicação para esse corte. Kairan explicou que esse adicional era na verdade uma gratificação e que o pagamento aconteceria até que o local de trabalho desses servidores fosse adequado para atender as normas sanitárias de prevenção à Covid-19, o que já aconteceu. Ele informou que, na época, essa medida foi definida com os servidores juntamente com o sindicato da categoria. Disse ainda que esses servidores não atendem aos pré-requisitos para receber o adicional de insalubridade.

A Comissão de Saúde é composta pela vereadora Viviane Sampaio (PT), Ricardo Babão (PCdoB) e Dinho dos Campinhos (PP).