Helio e Daniel comemoram prioridade para os rodoviários na vacinação


O vereador Helio Ferreira, de Salvador, e o deputado federal baiano Daniel Almeida, ambos do PCdoB, comemoraram a inclusão dos trabalhadores rodoviários na lista prioritária de vacinação contra a Covid-19, na capital baiana. Os dois integraram uma mobilização pela imunização da categoria, que não suspendeu as atividades, nesta pandemia.

A iniciativa atende ao Projeto de Lei nº 365/17, de autoria de Hélio Ferreira, que contempla os rodoviários no calendário de vacinação da cidade. “Uma grande vitória do nosso mandato (…) Nossa união e força fizeram com que vencêssemos esta etapa. Agora é lutar para que as outras faixas etárias sejam vacinadas o mais breve possível”, afirmou o vereador.

Para Daniel Almeida, a inclusão é o reconhecimento do trabalho essencial desemprenhado pela categoria, que está exposta ao vírus. “Tenho acompanhando a situação preocupante com a classe em Salvador. Os ônibus seguem superlotados, as pessoas se contaminam, e vimos trabalhadores perderem suas vidas para a Covid-19”, disse.

A vacinação foi iniciada nesta segunda-feira (26/04), das 08h às 16h, e, assim como para as outras categorias, será realizada por etapas. Inicialmente, a medida vale para os rodoviários com idade a partir de 50 anos.

Para ter acesso ao imunizante, o trabalhador deve conferir o nome na lista disponibilizada no site da Secretaria Municipal de Saúde, no endereço www.saude.salvador.ba.gov.br. No ponto de imunização, deve ser apresentada uma cópia impressa do último contracheque, obrigatoriamente.

Diretoria da Anvisa rejeita importação e uso da Sputnik V


Governador do estado adquiriu 9,7 milhões de doses da Sputnik V

 

Os cinco diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) rejeitaram, por unanimidade, a importação e o uso da vacina russa Sputnik V pelo Brasil. A decisão foi tomada na noite desta segunda-feira (26). O imunizante é produzido pelo Instituto Gamaleya, da Rússia. Os diretores do órgão se reuniram, de forma extraordinária, para avaliar os pedidos de nove estados para a aquisição da vacina.

O diretor da Anvisa, Alex Machado Campos, que é o relator do pedido, considerou que o imunizante pode trazer riscos à saúde. Além disso, foram apontadas falhas e pendências na documentação apresentada pelo fabricante. Ele se baseou em pareceres técnicos de três gerências da Anvisa, que fizeram uma apresentação no início da reunião.

“Para os pleitos ora em deliberação, o relatório técnico da avaliação da autoridade sanitária ainda não foi apresentado, os aspectos lacunosos não foram supridos, conforme as apresentações técnicas. Portanto, diante de todo o exposto, verifica-se que os pleitos em análise não atendem, neste momento, às disposições da Lei 14.124 e da Resolução da Diretoria Colegiada 476, de 2021, razão pela qual eu voto pela não autorização dos pedidos de importação e distribuição da vacina Sputnik V solicitados pelos estados que já relacionamos”, afirmou o diretor-relator. O voto do relator foi seguido pelos outros relatores da agência.

A deliberação foi marcada dentro do prazo estipulado pela Lei n º 14.124/21, e de acordo com a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, que determinou a análise da questão dentro do prazo de 30 dias. Caso não houvesse essa análise por parte da Anvisa, a vacina poderia ser importada.

Os estados que tiveram seus pedidos avaliados pela Anvisa foram: Bahia, Acre, Rio Grande do Norte, Maranhão, Mato Grosso, Piauí, Ceará, Sergipe e Pernambuco. Além desses, também estão com pedidos pendentes de avaliação, ainda dentro do prazo, os estados de Rondônia, Sergipe, Tocantins, Amapá e Pará, e os municípios de Niterói (RJ) e Maricá (RJ). Ao todo, esses pedidos somam 66 milhões de doses, que poderiam vacinar cerca de 33 milhões de pessoas, por meio de duas doses.

Antes da votação dos diretores, gerentes de três departamentos da Anvisa apresentaram seus pareceres técnicos contra a compra da Sputnik V. Os relatórios foram incorporados ao voto do diretor-relator, Alex Machado Campos.

Vírus replicante

Em sua apresentação, o gerente-geral de Medicamentos e Produtos Biológicos da Anvisa, Gustavo Mendes, argumentou que os lotes analisados mostram a presença de adenovírus com capacidade de reprodução no composto da vacina, o que traz riscos à saúde. A tecnologia utilizada na fabricação da Sputnik V é a do adenovírus vetor. Por meio dessa técnica, o código genético do Sars-Cov-2, que é o vírus da covid-19, é inserido no adenovírus e este, ao ser administrado em seres humanos por meio da vacina, estimula as células do organismo a produzir uma resposta imune.

O adenovírus é um vírus que possui uma capacidade natural de replicação no corpo humano, mas quando utilizado como imunizante, essa capacidade de reprodução deve estar neutralizada, o que não teria ocorrido no caso dos lotes da Sputnik avaliados pela Anvisa.

“Um dos pontos críticos, cruciais, foi a presença de adenovírus replicante na vacina. Isso significa que o vírus, que deve ser utilizado apenas para carregar o material genético do coronavírus para as células humanas e promover a resposta imune, ele mesmo se replica. Isso é uma não conformidade grave”, disse Mendes. “Esse adenovírus replicante foi detectado em todos os lotes apresentados da vacina Sputnik”,

Esse procedimento, explicou o gerente-geral, está em desacordo com o desenvolvimento de qualquer vacina de vetor viral, de acordo com os parâmetros de autoridades regulatórias dos Estados Unidos e da União Europeia. Ele alertou que, uma vez no organismo humano, o adenovírus replicante poderia causar viroses e se acumular em tecidos específicos do corpo, como nos rins.

Documentação

Em outra avaliação, dessa vez sobre as empresas que fabricam a vacina, a Gerência Geral de Inspeção e Fiscalização da Anvisa informou que não foi apresentado o relatório técnico de aprovação do imunizante russo para verificar o controle de qualidade na fabricação.

Por causa disso, a Anvisa analisou documentos próprios e de outras autoridades regulatórias internacionais e solicitou a realização de uma inspeção presencial em duas das empresas que fabricam a vacina na Rússia, a Generium e a UfaVITA. A inspeção no Instituto Gamaleya, que é o desenvolvedor da vacina, foi negada pelo governo russo. Essa inspeção foi realizada ao longo da semana passada por três técnicos enviados pela agência. Na visita, de acordo com a gerente de inspeção, Ana Carolina Merino, foram constadas não conformidades na fabricação da vacina, que impactam, entre outras, na garantia de esterilidade do produto.

“Neste momento, o risco inerente à fabricação não é possível de ser superado, tanto para o insumo fabricado pela Generium quanto pelos produtos acabados fabricados pela Generium e pela UfaVITA, então a nossa gerência não recomenda a importação da vacina”, afirmou.

Em outro parecer, a gerente-geral de Monitoramento de Produtos Sujeitos à Vigilância Sanitária da Anvisa, Suzie Marie Gomes, afirmou haver falta de informações conclusivas sobre eventos adversos de curto, médio e longo prazos decorrentes do uso da vacina, o que prejudica a avaliação do produto. “Eu chamo a atenção também para que a ausência de dados também é informação. A ausência de comprovação é considerada uma evidência, e uma evidência forte, sobretudo quando temos uma estimativa de população exposta ao risco que beira os 15 milhões de cidadãos”, afirmou.

Fonte: Agência Brasil

Levantamento aponta baixa hospitalização de pessoas vacinadas contra a Covid-19


Um levantamento feito pela Secretaria da Saúde do Estado, com base nos dados notificados no sistema Sivep-Gripe, até o dia 24 de abril deste ano, apontou que 99,9% dos cerca de 2,2 milhões de vacinados contra a Covid-19 não contraíram a doença após a imunização ou, se infectados, não precisaram de hospitalização por conta da doença.

Apenas 382 pacientes imunizados chegaram ao ponto de serem internados. Isto representa 2,14% das 17.786 notificações de internações por Covid-19 no período de 01 janeiro até 24 de abril. Destes 382 pacientes, 281 tinham tomado somente a primeira dose e 99 também a segunda. Em outras duas notificações, não constavam a informação de quantas doses tinham sido aplicadas.

Das 382 notificações, 172 foram de residentes em Salvador, 21 de Vitória da Conquista, 11 de Lauro de Freitas e os demais de outros 105 municípios.  (mais…)

Prefeitura volta a avaliar retomada das aulas presenciais em Conquista


A volta às aulas presenciais é um dos grandes desafios enfrentados pelos gestores públicos em todo o país. O debate também ocorre em Vitória da Conquista, onde a Secretaria Municipal de Educação (Smed) e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) avaliam a forma e o momento certo para a volta de professores e estudantes para a sala de aula.

O secretário municipal de Educação, Edgard Larry, acompanhado da secretária adjunta, professora Selma Oliveira, e de sua equipe, recebeu, nesta segunda-feira (26), membros da diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Vitória da Conquista (Sinserv), para esclarecimento de dúvidas da entidade referentes à retomada das aulas presenciais na Rede Pública.

Edgard Larry explicou que o plano de retomada – que, em sua primeira etapa contou com a colaboração do Sinserv, entre outras entidades e secretarias – está recebendo ajustes das equipes técnicas tanto da Secretaria de Educação quanto da Saúde. Além disso, o gestor enfatizou que a retomada, ainda sem data prevista para ocorrer, vai obedecer aos critérios estabelecidos pelas legislações vigentes e todas as medidas de preservação da vida.

“Reafirmamos para vocês que trataremos esse tema com todo o cuidado e planejamento que ele exige. É nesse sentido que já nos reunimos com representantes da Secretaria Municipal de Saúde e da Vigilância Sanitária, sendo que já estamos trabalhando, de forma conjunta e por meio de equipes técnicas, nos ajustes desse plano. Afinal, o retorno às aulas presenciais envolve toda a comunidade escolar e medidas que garantam a segurança de todos os envolvidos”, assegurou o secretário de Educação.

Segundo a Prefeitura, a informação foi bem recebida pelos representantes do sindicato. “Tivemos a oportunidade de esclarecer junto a Secretaria de Educação o projeto de retomada das aulas presenciais porque a comunidade escolar e em geral se preocupou bastante com a indicação do retorno. Mas, ficou claro que, na verdade, isso é um processo que está sendo cuidadosamente estudado, que existe todo um protocolo e medidas para garantir a saúde e segurança dos alunos, professores e profissionais da Rede de Educação. Ficamos muito felizes com os esclarecimentos”, afirmou Lucas Nunes, assessor jurídico do Sinserv.

REUNIÃO NA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA

O secretário de Educação, Edgard Larry, e a secretária de Saúde, Ramona Cerqueira, acompanhada da equipe da SMS, se reuniram na última sexta-feira (23), na sede da Secretaria de Educação, para avaliar o assunto.

“Trataremos esse tema com muita responsabilidade e não seremos pegos de surpresa quando houver a definição dos órgãos competentes sobre o retorno. Vamos nos preparar e buscar a melhor forma de realizá-lo, e isso implica num diálogo muito próximo com os órgãos de saúde para estabelecermos os melhores caminhos”, enfatizou o secretário Larry.

A secretária de Saúde apresentou dados epidemiológicos, esclareceu sobre a vacinação contra Covid-19 e abordou o Plano de Retomada das Aulas Presenciais. Nele, estão estabelecidas, entre outras, medidas de segurança necessárias para a comunidade escolar.

“Estamos trabalhando previamente para ter um instrumento pronto como protocolo municipal para garantir o melhor retorno às aulas presenciais tanto para os professores e demais profissionais da Educação quanto para os alunos quando a data for definida”, explicou a secretária, que estava acompanhada da diretora de Vigilância em Saúde, Ana Maria Ferraz, e do coordenador da Vigilância Sanitária, Maico Moraes.

Entre as ações definidas na reunião, as equipes da Semad e SMS realizarão visitas a escolas da área urbana e rural para avaliar questões como a estrutura física e a necessidade de adequação ao plano apresentado por Ramona.

Além do secretário Edgar Larry, participaram da reunião, por parte da Semad, a secretária adjunta de Educação, professora Selma Oliveira, e demais gestores da pasta, além da presidente do Conselho Municipal de Educação, professora, Carmen Sílvia.

Famílias dos estudantes da rede estadual recebem crédito do Bolsa Presença nesta terça-feira (27)


O Governo do Estado realiza, nesta terça-feira (27), o crédito do Programa Bolsa Presença para as famílias dos estudantes da rede estadual de ensino que estejam em condição de vulnerabilidade socioeconômica. A ação, que faz parte do Programa Estado Solidário, beneficiará famílias com cadastro no CadÚnico, por se enquadrarem na situação de pobreza ou extrema pobreza. Cada família receberá R$ 150 por mês, durante seis meses.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, falou sobre o alcance do programa. “Com mais esta ação, o Governo da Bahia beneficiará cerca de 311 mil famílias, o que significa 357 mil estudantes atendidos pelo Bolsa Presença. Agora são três os programas do Governo da Bahia que apoiam financeiramente as famílias e que contribuem para evitar o abandono escolar e fortalecer a aprendizagem dos nossos estudantes e que são, sem dúvida nenhuma, um apoio fundamental nestes tempos de pandemia. O Mais Estudo, o Vale-alimentação estudantil e o Bolsa Presença somam mais de R$ 410 milhões de investimentos do Estado, no âmbito do programa Estado Solidário, e também movimentam a economia em todo o Estado”, afirmou. (mais…)

Covid-19: Conquista registra mais 03 mortos nas últimas 24 horas e 90% de ocupação de UTI


A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa nesta segunda-feira (26) que foram confirmados 72 novos casos de Covid-19 em Vitória da Conquista nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia foram registrados 26.046 casos de conquistenses com o novo coronavírus. Destes, 25.103 estão recuperados, 414 evoluíram para óbito e 529 estão em recuperação. Do total de notificações, 15.250 casos suspeitos foram descartados.

Nesta segunda foram registrados três óbitos, um ocorrido no dia 17 de abril e dois ontem (25):

412º óbito: mulher, 71 anos, residente no bairro Brasil e portadora de hipertensão arterial e diabetes melito. Foi internada em 15/04 no Hospital Geral de Vitória da Conquista, onde faleceu no dia 17/04;

413º óbito: homem, 95 anos, residente na Lagoa de Maria Clemência e portador de hipertensão arterial e diabetes melito. Estava internado desde o dia 13/04 na UPA, onde faleceu em 25/04;

414º óbito: mulher, 62 anos residente no Bairro Alto Maron e portadora de doença cardiovascular crônica e diabetes melito. Foi internada no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC) no dia 06/04, onde faleceu também em 25/04.

Ocupação de Leitos – 105 pacientes estão internados em parte dos 148 leitos disponíveis (78 enfermarias e 70 leitos de UTI) na rede SUS para tratamento de pacientes com confirmação ou suspeita de infecção pelo novo Coronavírus.

Além de moradores de Conquista, também estão internados residentes dos seguintes municípios: Aracatú, Barra da Estiva, Barra do Choça, Belo Campo, Bom Jesus da Lapa, Brumado, Caatiba, Caculé, Caetité, Candiba, Cândido Sales, Carinhanha, Condeúba, Firmino Alves, Guanambi, Ibicuí, Ibotirama, Itapetinga, Ituaçu, Jussiape, Lagoa Real, Livramento de Nossa Senhora, Malhada de Pedras, Paratinga, Planalto, Poções, Porto Seguro, Tanhaçu, Tremedal, Valparaíso (SP) e Comercinho (MG).

Clique aqui para acessar o boletim epidemiológico completo.

Call Center – A Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza um Call Center para tirar dúvidas da população sobre a Covid-19 e atender pessoas que apresentem sintomas suspeitos.

Telefones fixos: (77) 3429-3468/3429-3469/3429-3470
Celulares: (77) 98834-9988 / 98834-9900 / 98834-9977 / 98834-9911 / 98856-4242 / 98856-4452 / 98856-3722/ 98825-5683/ 98834-8484
Call Center Noturno: (77) 98856-3397/98856-5268

Prazos de renovação da CNH continuam suspensos na Bahia


O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA) esclarece que ainda está em vigor, na Bahia, a portaria do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que prorrogou os prazos de validade da carteira de habilitação (CNH), por tempo indeterminado, em função dos impactos da pandemia da Covid-19. Os condutores com carteira vencida desde 1° de fevereiro de 2020 não estão obrigados a renovar o documento.

“O condutor que está coberto pela portaria do Contran não precisa se preocupar em renovar a CNH nem ter receio de punição. No momento, temos uma demanda importante pela procura do serviço por motoristas que exercem atividade remunerada, de quem as empresas têm exigido a renovação da carteira”, ressaltou a coordenadora das unidades descentralizadas do Detran-BA, Carla Santiago.

Os motoristas profissionais podem atualizar a CNH agendando o serviço por meio do portal (www.sacdigital.ba.gov.br) ou aplicativo SAC Digital, onde constam os documentos necessários e o valor da taxa. O atendimento acontece nas unidades do Detran-BA (Ciretrans, Retrans e Postos Avançados) e postos da Rede SAC.

Núcleo Territorial NEOJIBA de Vitória da Conquista abre vagas para novos integrantes


As pré-inscrições estão abertas até o dia 30 de abril e devem ser feitas de forma online

Mais de 70 vagas foram abertas para novos integrantes no Núcleo Territorial NEOJIBA de Vitória da Conquista. As pré-inscrições devem ser feitas de forma online, até o dia 30 de abril, através do formulário disponível neste link. O objetivo é facilitar o processo para os interessados e seus pais e também garantir a segurança de todos neste período de pandemia.

Para realizar a pré-inscrição, é preciso informar o RG e o CPF da criança, adolescente ou jovem interessado em participar do NEOJIBA e do seu responsável legal, além de telefone e e-mail para contato e endereço completo. É preciso ainda declarar interesse por uma das opções de vagas disponíveis.

Tem vagas para turmas de canto coral, iniciação musical e de instrumentos como contrabaixo, trompa, trompete, violino, viola, entre outros. Caso haja mais interessados do que o número de vagas ofertadas para o Núcleo, haverá sorteio para a definição dos beneficiados.

O regulamento completo do processo seletivo está disponível no site do NEOJIBA, onde você também encontra o e-mail do coordenador do Núcleo, João Omar de Carvalho Mello, para esclarecer possíveis dúvidas. Para mais informações, você pode ainda entrar em contato pelo telefone ou WhatsApp (77) 99173-0034.

CONFIRA AS VAGAS NO SLIDE ABAIXO:

Criado em 2007, o NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia) promove o desenvolvimento e integração social prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletiva. O programa é mantido pelo Governo do Estado da Bahia, vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e gerido pelo Instituto de Desenvolvimento Social Pela Música (IDSM). Em 13 anos, o NEOJIBA atendeu, direta e indiretamente, mais de 10 mil crianças, adolescentes e jovens entre 6 e 29 anos.

Cartórios da Bahia registram redução de óbitos de idosos e aumento na faixa de 30 a 59 anos


Dados do Portal da Transparência do Registro Civil apontam redução de até 60% em faixa etária mais alta já vacinada. Óbitos de pessoas mais jovens registram crescimento de mais de 87%.

Ainda que em ritmo lento e muitas vezes prejudicada pela falta de insumos e doses, a vacinação em massa de sua população é mesmo a grande saída para a Bahia superar a grave crise de saúde pública e os prejuízos à economia causados pela Covid-19 que, em março deste ano, registrou o maior índice de mortes no estado e, em abril, já supera o número de nascimentos na região.

Este é o caminho que apontam os dados de óbitos contabilizados pelos Cartórios de Registro Civil do País, que mostram uma redução de 60% nas mortes de pessoas entre 90 e 99 anos; de 44% entre aquelas de 80 a 89 anos; e de 14% entre os que possuem entre 70 e 79 anos – este último grupo ainda em período de quarentena entre as aplicações de doses e efeito da vacina -, na comparação entre a média de óbitos destes grupos desde o início da pandemia e os primeiros 15 dias do mês de abril deste ano.

Os idosos da faixa etária entre 90 e 99 anos representavam, em média, 6,8% do total de mortos pela Covid-19 desde o início da pandemia. Em março, já com os primeiros reflexos da vacinação para esta idade, passaram a representar 5,39% dos óbitos e, nos primeiros dias de abril, 2,7% do total de falecimentos. A faixa entre 80 e 89 anos, passou de uma média de 21,5% do total de mortos para 15,9% em março, e para 12% em abril. Já os óbitos entre a população de 70 a 79 anos que, em muitos Estados, acabou de receber a 2ª dose da vacina, passou de uma média 25,58% do total de óbitos para 22% em abril, dando início a uma redução.

Os dados constam no Portal da Transparência do Registro Civil, base de dados abastecida em tempo real pelos atos de nascimentos, casamentos e óbitos praticados pelos Cartórios de Registro Civil do País, administrada pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil), cruzados com os dados históricos do estudo Estatísticas do Registro Civil, promovido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com base nos dados dos próprios cartórios brasileiros.

“Os números falam por si só o quão importante está sendo a vacinação para a população baiana. Podemos ver que tivemos redução de óbitos de pessoas mais idosas e isso é uma grande vitória para o estado, mas infelizmente ainda temos altos índices de mortalidade em nossa população mais jovem. Por isso, é importante que seja realizada o quanto antes a vacinação em massa”, destaca o Presidente da Associação dos Registradores Civis das Pessoas Naturais do Estado da Bahia (Arpen/BA), Daniel de Oliveira Sampaio.

Mais jovens estão morrendo

Se no começo da pandemia, a faixa etária de pessoas com idades entre 60 e 89 anos eram aquelas que proporcionalmente mais vinham a óbito causado pelo novo coronavírus na Bahia, este cenário começa a se alterar, com o aumento proporcional de mortes entre pessoas de faixa etária mais jovem, que vão dos 20 aos 59 anos. A mudança teve início em fevereiro, com aumento em março, que se mantém nos primeiros dias de abril.

Os óbitos de pessoas com idades entre 20 e 29 anos, que até o mês de março representavam, em média, 1,91% dos falecimentos por Covid, passaram a ser quase 1,4% em abril, o que representa uma redução de 25% no número de mortes. Já a quantidade de óbitos de pessoas entre 30 e 39 anos, que representavam, em média, 3,2% das mortes, está sendo bastante afetada, atingindo em abril o índice de 5,9%, crescimento de 87% no número de mortes por Covi-19.

A faixa de pessoas entre 40 e 49 anos até janeiro de 2021, representavam 7% dos óbitos causados pela doença em abril do ano passado. Em fevereiro passaram a representar 8%, em março 9,14% e, nos primeiros dias de abril, já representam 11% do total de mortos pela doença no estado. A faixa etária, que representava uma média de 7,18% dos óbitos por Covid desde o início da pandemia, apresenta um crescimento de 54% do número de mortes nos primeiros dias de abril.

A população de idade entre 50 e 59 anos segue ainda com reflexos da 2ª onda da pandemia. A faixa etária representava, em média, 13,04% do total de mortes pelo novo coronavírus no primeiro ano completo da pandemia. Este número vem subindo nos últimos meses, passando para 13,71% em março e 14,5% na primeira quinzena de abril, o que representa um aumento de 11% nos óbitos causados pela doença.

Já as pessoas com idade entre 60 e 69 anos, que está começando agora a entrar no calendário de vacinação no estado, é a mais afetada pelo aumento no número de falecimentos causados pela nova fase da pandemia. A faixa teve, em média, 19,37% do total de mortes pelo novo coronavírus no primeiro ano completo da pandemia. Em fevereiro passou a representar 20,2%, em março para 23,2% e, nos primeiros dias de abril, representa 29% do total de mortos por Covid-19, um aumento de 50% no número de mortes pela doença em relação à média do ano.

Sobre a Arpen/BA

A Associação dos Registradores Civis das Pessoas Naturais do Estado da Bahia (Arpen/BA) conta com 217 associados, do total de 286 titulares de Registro Civil do Estado da Bahia distribuídos por todos os municípios e distritos baianos, responsáveis pelos principais atos da vida civil dos cidadãos, entre eles os registros de nascimentos, casamentos e óbitos. Associação legítima representante da categoria no âmbito estadual e nacional.

Estão abertas as inscrições para seleção de membros do Conselho de Usuários dos Serviços Públicos


As inscrições para o Conselho Municipal de Usuários dos Serviços Públicos (CMUSP/VC) começaram nesta segunda-feira (26). Os conselheiros, de forma voluntária, acompanham e avaliam os serviços prestados pela Administração Municipal.

Interessados devem preencher e encaminhar a ficha de inscrição para o email [email protected] Aqueles que optarem pela inscrição presencial na Ouvidoria Geral, devem agendar previamente horário de comparecimento por meio do telefone (77) 3422-8182. (mais…)