Zona Azul retorna em Junho e anuncia novidades e mais facilidades; Confira


Vitória da Conquista voltará com a operação do sistema de estacionamento rotativo eletrônico a partir de  7 de junho. Após vencer licitação da Prefeitura da cidade, a empresa Estacionamento Digital será a responsável pela administração e o gerenciamento da Zona Azul.

Serão 1.696 vagas, distribuídas na região central e na área do Ceasa. O controle de rotatividade será realizado no período diurno, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados das 8h às 13h. As tarifas serão cobradas por períodos de 1 hora – carros (R$ 1,75) e motos (R$ 0,53).

Uma grande vantagem para os usuários digitais que realizarem compra de crédito pelo site ou pelo aplicativo é o benefício de fracionar o tempo de permanência em períodos de 10 minutos. Ele ativa 1 hora, e quando sair da vaga, basta utilizar o botão “parar alocação” e recebe de volta o valor não utilizado, em frações de 10 minutos. Tempo mínimo de permanência, 20 minutos.

Já as vagas de carga e descarga serão reservadas e custarão o mesmo valor das demais, caso seja utilizada mais de uma vaga, será preciso pagar por cada uma delas.

Os usuários escolherão a forma de utilizar o estacionamento rotativo que pode ser 100% online pelo site www.estacionamentodigital.com.br ou por meio de aplicativo (via smartphone ou website); avulsa, com tickets emitidos pelos monitores da empresa; ou ainda se dirigindo aos postos de vendas.

A concessão tem como objetivo modernizar o sistema com tecnologia de identificação de irregularidades ou infrações, informações em tempo real aos motoristas sobre vagas disponíveis para estacionar, além do gerenciamento da forma de pagamento.

Dentre as novidades que a Estacionamento Digital traz para a cidade, destacam-se a compra de créditos utilizando o Pix e os veículos com tecnologia OCR para videomonitoramento.


Prefeita Sheila Lemos convoca ‘Comitê do Enfrentamento à Covid-19’ para avaliar atual cenário da pandemia em Conquista


Vitória da Conquista tem mais de 90% de ocupação de leitos de UTI

 

Questionada por nosso blog se a prefeitura vai manter as medidas de restrição do último decreto municipal ou aumentar as medidas restritivas, como determina o novo decreto do governo do estado, a Secretaria de Comunicação da PMVC informou à nossa redação que “a princípio, o município de Vitória da Conquista segue decreto próprio nº 21.038/2021, com validade até o dia 31 de maio” e que “o Comitê de Gestão do Enfrentamento à Covid-19 terá uma reunião nesta segunda-feira, às 17h, por convocação da prefeita Sheila Lemos, para avaliação do cenário”.

O governo da Bahia prorrogou até o dia 1º de junho a restrição da locomoção noturna de pessoas, das 21h às 5h. A medida abrange todo o estado, com ressalva para as regiões da Chapada, Oeste, Sudoeste e Extremo-Sul, onde as medidas de restrição de locomoção valem das 20h às 5h.

De acordo com o governo do estado, nos municípios integrantes das regiões de saúde em que a taxa de ocupação de leitos de UTI vier a se manter igual ou inferior a 75%, por cinco dias consecutivos, a restrição na locomoção será válida das 22h às 5h.

 

Bares e restaurantes deve funcionar até as 19h todos os dias. No final de semana, o funcionamento desses estabelecimentos ficarão restritos à comercialização de alimentos e bebidas não alcoólicas, das 18h do dia 28 maio até as 5h de 31 de maio.

A venda de bebida alcoólica em quaisquer estabelecimentos fica proibida, inclusive por sistema de entrega em domicílio (delivery), com exceção apenas para as regiões de saúde que alcancem a taxa de 75% ou menos de ocupação de leitos de UTI, durante cinco dias consecutivos, informa o governo baiano por meio de seu site.

O funcionamento dos meios de transporte metropolitanos e ferry boat fica suspenso no período das 20h30 às 5h, de 28 até 30 de maio, sendo proibido o funcionamento nos dias 29 e 30. Já a circulação das lanchas será suspensa das 22h30 às 5h, tendo sua ocupação limitada a, no máximo, 50% de sua capacidade da embarcação durante o fim de semana.

Aulas

As unidades de ensino públicas e particulares podem manter as atividades de forma semipresencial. No entanto, para que isso ocorra, “é necessário que a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid esteja abaixo de 75%, por cinco dias consecutivos, nas regiões de saúde”. Além disso, as atividades letivas devem ficar condicionadas à ocupação máxima de 50% da capacidade de cada sala de aula e ao atendimento dos protocolos sanitários estabelecidos, detalha o governo baiano.

Eventos e shows

Continuam proibidos em todo o estado eventos e atividades que envolvam aglomeração de pessoas, independentemente do número de participantes, “ainda que previamente autorizados”. Segue também suspensa a realização de shows, festas, públicas ou privadas, independentemente do número de participantes, bem como atividades esportivas amadoras.

Eventos profissionais e científicos com até 50 pessoas e atos religiosos litúrgicos são permitidos, desde que ocorram com 25% da ocupação dos espaços. Academias também podem funcionar, mas apenas com um limite de 50% de sua capacidade.


Vacinação com 2ª dose da AstraZeneca continua nesta terça-feira, 25


Nesta terça-feira (25), será retomada a aplicação da segunda dose da vacina AstraZeneca/Oxford/Fiocruz para as pessoas que têm data de retorno marcada no cartão de vacina até o dia 30 de maio.

As equipes de imunização estarão vacinando de 9h até às 16h, no drive-thru do Comando de Policiamento da Região Sudoeste (CPRSO) e em outros seis pontos fixos para pedestres: Quadra da Igreja Nova Sião, Escola Municipal Professora Fidelcina Carvalho Santos, Colégio Paulo VI, Paróquia Rainha da Paz, Salão Paroquial da Santa Luzia e quadra esportiva da Fainor.

Para completar o esquema vacinal, é necessário apresentar o cartão de vacina e documento pessoal com CPF.

Em Vitória da Conquista, 20,81% da população receberam a primeira dose da vacina, com mais de 71 mil vacinados. Enquanto 30.150 pessoas já receberam a segunda dose, representando 8,83% da população do município, segundo a estimativa de 2020 do IBGE.


Bahia prorroga até 1º de junho toque de recolher em todo o estado, com ressalva para algumas regiões


O governo da Bahia prorrogou até o dia 1º de junho a restrição da locomoção noturna de pessoas, das 21h às 5h. A medida abrange todo o estado, com ressalva para as regiões da Chapada, Oeste, Sudoeste e Extremo-Sul, onde as medidas de restrição de locomoção valem das 20h às 5h.

De acordo com o governo do estado, nos municípios integrantes das regiões de saúde em que a taxa de ocupação de leitos de UTI vier a se manter igual ou inferior a 75%, por cinco dias consecutivos, a restrição na locomoção será válida das 22h às 5h.

 

Vitória da Conquista

Na capital do Sudoeste da Bahia, a prefeita Sheila Lemos (DEM) não tem seguido os decretos estaduais. Até o momento desta postagem, a Secretaria de Comunicação não respondeu ao ao nosso questionamento, sobre a adesão ou não da PMVC ao novo decreto do Estado.

Bares e restaurantes deve funcionar até as 19h todos os dias. No final de semana, o funcionamento desses estabelecimentos ficarão restritos à comercialização de alimentos e bebidas não alcoólicas, das 18h do dia 28 maio até as 5h de 31 de maio.

A venda de bebida alcoólica em quaisquer estabelecimentos fica proibida, inclusive por sistema de entrega em domicílio (delivery), com exceção apenas para as regiões de saúde que alcancem a taxa de 75% ou menos de ocupação de leitos de UTI, durante cinco dias consecutivos, informa o governo baiano por meio de seu site.

O funcionamento dos meios de transporte metropolitanos e ferry boat fica suspenso no período das 20h30 às 5h, de 28 até 30 de maio, sendo proibido o funcionamento nos dias 29 e 30. Já a circulação das lanchas será suspensa das 22h30 às 5h, tendo sua ocupação limitada a, no máximo, 50% de sua capacidade da embarcação durante o fim de semana.

Aulas

As unidades de ensino públicas e particulares podem manter as atividades de forma semipresencial. No entanto, para que isso ocorra, “é necessário que a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid esteja abaixo de 75%, por cinco dias consecutivos, nas regiões de saúde”. Além disso, as atividades letivas devem ficar condicionadas à ocupação máxima de 50% da capacidade de cada sala de aula e ao atendimento dos protocolos sanitários estabelecidos, detalha o governo baiano.

Eventos e shows

Continuam proibidos em todo o estado eventos e atividades que envolvam aglomeração de pessoas, independentemente do número de participantes, “ainda que previamente autorizados”. Segue também suspensa a realização de shows, festas, públicas ou privadas, independentemente do número de participantes, bem como atividades esportivas amadoras.

Eventos profissionais e científicos com até 50 pessoas e atos religiosos litúrgicos são permitidos, desde que ocorram com 25% da ocupação dos espaços. Academias também podem funcionar, mas apenas com um limite de 50% de sua capacidade.


Brasil deverá ter moeda digital emitida pelo Banco Central


O Brasil poderá ter uma moeda digital emitida pelo Banco Central (BC), como uma extensão da moeda física. O BC anunciou, hoje (24), em Brasília, as diretrizes para a criação da moeda no país.

Em nota, a instituição disse que “tem promovido discussões internas e com seus pares internacionais visando ao eventual desenvolvimento” da moeda. Afirmou que a moeda deve “acompanhar o dinamismo da evolução tecnológica da economia brasileira”.

O Bitcoin opera acima de US$ 37 mil nesta segunda-feira (24), após ir para menos de US$ 32 mil no domingo. Às 9h (horário de Brasília), a alta era de 6,19% na comparação com a cotação de 24 horas atrás, operando a US$ 37.689,54 no horário.

Enquanto isso, o Ethereum, a segunda criptomoeda mais popular do mundo, passou de menos de US$ 1.800 no domingo para mais de US$ 2.300 na segunda-feira. No mesmo horário, estava sendo negociado a US$ 2.355,34, alta de 10,63% em relação ao valor registrado 24 horas atrás.

 

Diretrizes

Entre as diretrizes estão a ênfase na possibilidade de desenvolvimento de modelos inovadores a partir de evoluções tecnológicas, como contratos inteligentes (smart contracts), internet das coisas (IoT) e dinheiro programável; a previsão de uso em pagamentos de varejo; e a capacidade para realizar operações online e eventualmente operações offline.

A distribuição ao público será intermediada por custodiantes do Sistema Financeiro Nacional (SFN) e do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB), sem remuneração às instituições.

Também deverá ser garantida a “segurança jurídica em suas operações” e a “aderência a todos os princípios e regras de privacidade e segurança determinados, em especial, pela Lei Complementar nº 105, de 2001 (sigilo bancário), e pela Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais”.

De acordo com o Banco Central, a tecnologia de criação da moeda deve “seguir as recomendações internacionais e normas legais sobre prevenção à lavagem de dinheiro, ao financiamento do terrorismo e ao financiamento da proliferação de armas de destruição em massa, inclusive em cumprimento a ordens judiciais para rastrear operações ilícitas”. A moeda também deve permitir pagamentos em outros países.

Cronograma

Na nota, o BC diz ainda que é preciso aprofundar a discussão com o setor privado antes de definir um cronograma de implementação da moeda. “O diálogo com a sociedade permitirá uma análise mais detalhada não apenas de casos de usos que possam se beneficiar da emissão de uma CBDC [sigla em inglês referente a Central Bank Digital Currencies, moedas digitais emitidas pelos bancos centrais], como também das tecnologias mais adequadas para sua implementação”. (EBC)


Rui reforça que não vai fechar cervejarias: ‘Toma para passar raiva com jogo do Bahia’


Foto: Paula Fróes/GOV

O governador Rui Costa voltou a falar que não cogitou a hipótese de fechar cervejarias na Bahia. A hipótese foi aventada pelo secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, que tratou a fala como “mero exercício retórico”, e acabou movimentando a manhã desta segunda-feira (24) (lembre aqui e aqui). Ao retomar o tema, Rui brincou: “O Campeonato Brasileiro vai começar, o Bahia vai jogar – já não está jogando tão bem. O cara toma uma cervejinha para relaxar e passar a raiva dele com o jogo do Bahia. Eu vou dizer para ele não tomar? Do Vitória nem se fala”.

Afeito a analogias futebolísticas, Rui completou: “O Estado não quer proibir que as pessoas em casa relaxem, tomem seu uísque, sua cerveja. Ou sua pingazinha. O que estamos pedindo é que as pessoas não aglomerem, não lotem bares, postos de gasolina. Isso não tem nada a ver com a pessoa estar em casa, assistindo ao jogo do Bahia, abrir uma geladinha para tomar. Não vejo problema nenhum. O cara está há um ano sem poder conviver socialmente, se ele não puder tomar uma geladinha em casa, pelo amor de Deus..”.

Para garantir que também tem passado por restrições, Rui citou como exemplo um amigo que está “devendo um jantar” a ele. “Nem na casa de amigos estou aceitando convite para jantar. Não quero circular, não quero andar em prédio, entrar em casa e estar estimulando esse tipo de atividade”, disse.

ÁLCOOL COMO CUPIDO

O governador foi ainda mais longe na brincadeira com a liberação de bebidas alcoólicas. Segundo Rui, não cabe ao estado delimitar o que as pessoas fazem no privado – ainda mais se for para apimentar a relação. “Vai sentar com a esposa para jantar, vai tomar um vinhozinho para alegrar a noite e vai dizer: ‘O governador não quer deixar eu tomar um vinho e uma cerveja para alegrar o namoro da gente?’. Que é isso? Deixa o povo viver”, indicou.

Para ele, o álcool não necessariamente é um vilão único. “O que eu quero é não fechar nada, mas para isso eu preciso da ajuda de todo mundo. Eu preciso, inclusive, da ajuda de donos de bares e restaurantes. Eu tenho recebido dezenas de imagens e, aqui para nós, o segmento não está ajudando, porque, infelizmente, não está respeitando os decretos municipais que definem limites de ocupação e o padrão de distanciamento social”, sugeriu.

Fonte: Bahia Notícias


[ÁUDIO]: Vilas-Boas alerta que medidas restritivas podem se tornar mais rigorosas


Após o governo do estado prorrogar o toque de recolher em toda a Bahia até o dia 1º de junho, o secretário estadual da saúde, Fábio Vilas-Boas, disse que as medidas restritivas adotadas podem se tornar mais rigorosas. Ele alerta que o sistema de saúde está pressionado, registrando aumento do número de pessoas que necessitam de leitos clínicos e de UTI.

OUÇA A FALA DO SECRETÁRIO:


LUTO: Maria da Silva, avó do jornalista Daniel Silva, vítima da Covid-19


A covid-19, infecção causada pelo coronavírus, continua deixando seu rastro de morte e dor para familiares e amigos dos que se vão. Neste domingo (23), faleceu aos 79 anos, Dona  Maria Alves Silva, aos 79 anos, a Tia Lia, como também era carinhosamente conhecida. Dona Lia era avó do jornalista e radialista Daniel Silva.

“Perdemos o telhado da nossa casa. Vó soube ser grande sendo uma mulher de afetos. Amou como poucas pessoas sabe amar. Como neto, só tenho a agradecer por tudo. Ficaremos bem para que ela possa seguir em paz”, lamentou Daniel Silva, que também está com a covid-19.

O Blog do Caíque Santos deseja os sinceros pêsames à família e amigos de Dona Lia.

A Câmara Municipal de Vitória da Conquista manifestou também o mais profundo pesar pelo falecimento de Maria Alves Silva, aos 79 anos. Ela foi mais uma vítima de complicações decorrentes da Covid-19, em Vitória da Conquista.

Tia Lia, como era popularmente conhecida, atuou na área de saúde em Vitória da Conquista desde 1950, na Santa Casa de Misericórdia, onde começou auxiliando as freiras. Aposentou trabalhando como técnica de enfermagem do HGVC. Era irmã do ex-provedor da Santa Casa, Antônio Souza.

Avó do jornalista,  apresentador e funcionário da Câmara, Daniel Silva, tia Lia tinha muitos amigos e era muito querida e conhecida em Vitória da Conquista e região, graças, também, à atividade de parteira que desenvolveu por muitos anos. Apesar da idade, tinha uma fisionomia sempre alegre. Estava feliz da vida por ter tomado as duas doses da vacina contra a Covid-19. Infelizmente, foi contaminada 17 dias após receber a segunda dose.

O velório está sendo realizado nesta segunda-feira, 24, das 9h às 12h, na Igreja Peniel. O sepultamento será logo depois, no Cemitério da Saudade.

 


VÍDEO: Homem surta e invade Hospital de Base com pedaço de madeira


 

 

A noite de sexta-feira (22) foi de tensão para pacientes e funcionários do Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC). Um homem invadiu o local com um pedaço de madeira em mãos, depredando o espaço e até mesmo quebrando vidros. O surto teria sido disparado após ele ser informado que a mãe foi diagnosticada com Coronavírus.

A invasão teria ocorrido após a mãe dele ter sido diagnosticada com Coronavírus e ser internada na unidade. Ele teria quebrado alguns vidros com um pedaço de pau. Ele foi contido por seguranças e populares. Com a chegada da Polícia Militar, ele detido e encaminhado para o Disep. O irmão dele já se dispôs pagar pelo prejuízo.

A equipe de vigilância precisou controlar a situação e o indivíduo acabou sendo encaminhado pela 77ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) à Casa Vida, instituição responsável por prestar apoio a pacientes e familiares, localizada ao lado do hospital.

Nas redes sociais, alguns criticaram a maneira em que o segurança do HGVC deteve o homem surtado, para estes, houve excesso de violência e despreparo.

Com informações do Blog do Ricardo Nolasco

ASSISTA AO VÍDEO:


Delegado e esposa são impedidos pela Justiça de frequentar igreja em Vitória da Conquista, BA


A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou um pedido feito por um delegado de polícia de Vitória da Conquista (BA) que queria voltar a frequentar uma igreja mórmon da cidade. Segundo o processo, o delegado e sua esposa foram acusados de comportamento agressivo e desrespeitoso com o líder e outros membros de um ramo da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Diante disso, a própria comunidade religiosa buscou a Justiça para impedir o acesso do homem aos cultos.

Em sua defesa, o delegado afirmou que a ação movida pela igreja foi ilegítima, cerceando seu direito de locomoção, além de ter causado constrangimento. Após decisão do Tribunal de Justiça da Bahia favorável à igreja, o delegado resolveu acionar o STJ.

Mas o STJ também entendeu que o comportamento do delegado poderia colocar em risco a “integridade física e psíquica dos integrantes da igreja”. Conforme ressaltou o relator do caso, ministro Marco Aurélio Bell, o delegado teria, inclusive, apontado sua arma a um líder religioso. Devido a isso, o homem estaria sendo alvo de ações penais por crimes de ameaça e injúria.

“Embora a Constituição da República de 1988 consagre a liberdade de culto religioso como direito fundamental, vale destacar que não existe direito absoluto no ordenamento jurídico pátrio. Assim, o exercício da liberdade de culto do réu encontra limite no respeito aos demais direitos e garantias fundamentais previstos constitucionalmente”, afirmou o ministro em sua decisão.

Fonte: Gazeta do Povo